Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

A bola nos pés das garotas: agora é a vez delas

junho 8th, 2019 · 1 Comentário

Vamos esquecer de Neymar e Cia. Deixar os milionários de lado e APOIAR nossas atletas. Boa sorte, meninas!!!

A Copa do Mundo de Futebol Feminino começou nesta sexta-feira (7) com uma disputada partida entre França e Coréia do Sul. Essa edição da Copa Feminina acontece na França, coincidentemente palco das maiores revoluções e movimentos em favor da sociedade e do convívio social. Inclusive palco dos primeiros movimentos feministas e em favor do direito das mulheres de serem livres da cultura machista e do patriarcado e seus costumes.

A seleção brasileira feminina joga no domingo (9/6), contra a Jamaica. Também jogará contra Austrália (13) e Itália (18). Apesar de vir de 9 derrotas seguidas, esperamos ver uma seleção animada e com garra para tentar ganhar desta vez a taça do mundial. Lembrando que em 2007 a seleção brasileira foi vice-campeã contra a Alemanha.

O ponto alto de toda essa história é que, neste ano, pela primeira vez a Copa do Mundo Feminina está tendo visibilidade e investimento (como acontece sempre com a competição masculina).

Pela primeira vez, a Rede Globo transmitirá todos os jogos da seleção brsileira. Antes da Globo, a Bandeirantes era o único canal de TV Aberta que se preocupava em transmitir os jogos das meninas na TV. Nos canais fechados os jogos eram transmitidos e continuaram sendo transmitidos pelo SportTV e pela Band Sports.

Além de a Rede Globo transmitir todos os jogos ao vivo, marcas grandes também apoiaram e desde o começo do ano estão investindo pesado na visibilidade da Copa Feminina de futebol.

Pela primeira vez as meninas terão um uniforme desenhado exclusivamente para a Copa delas, e O Boticário disse que irá flexibilizar os horários de trabalho para os seus funcionários conseguirem acompanhar os jogos da Copa. A Nike também está nessa, patrocinando o equipamentos esportivos e uniforme das meninas, além do Guaraná Antártica estar promovendo também ações. Isso só acontecia na Copa do Mundo masculina, mas agora as meninas ganharam seu espaço.

Já estava na hora! O futebol feminino sempre recebeu menos investimento que o futebol masculino. Tanto investimento financeiro, quanto investimento em espaços no esporte. Isso aqui no Brasil. Pois na França e Estados Unidos, além de outros países europeus, o futebol feminino é tão valorizado quanto o masculino e por isso é normal vermos times tão fortes quanto às meninas do Brasil.

As mulheres estão cada vez mais construindo e conquistando seus próprios espaços e fazendo com que o mundo preste mais atenção nelas. Isso é resultado de anos de luta, desde a Revolução Francesa quanto ao movimento das Sufragistas na Revolução Industrial da Inglaterra.

A luta das mulheres conquistou o mundo inteiro e nos últimos anos se fortificou ainda mais na nova geração de mulheres, quebrando todos os padrões de gênero e impedimentos que ainda tinham na cultura machista.

Alcançou o futebol finalmente. Depois da última Copa do Mundo quando explodiu notícias e mais notícias falando da precariedade em que diversos times femininos jogavam, e o quão baixo era o investimento financeiro nos jogos, os salários baixíssimos em relação aos salários dos jogadores homens… A desigualdade em geral entre o futebol feminino e masculino, hoje vivemos um cenário diferente.

No Brasil, as mulheres comemoram. Um país com cultura extremamente machista, em que se vê o preconceito extremamente enraizado, finalmente venceu mais uma luta na transmissão ao vivo dos jogos das atletas. E que atletas! Não podemos esquecer que a melhor jogadora 6 VEZES mundial, a nossa querida Marta, jogará pela seleção mesmo se recuperando de uma lesão. E as jogadoras, Cristiane e Formiga, que jogarão sua última edição da Copa Feminina.

SAN DIEGO, CA – JULY 30: Jucinara #22, Monica #21, Djenifer #5, Leticia #15, Gabi Nunes #7 and Andressinha of Brazil celebrate a goal against the United States during the first half of a match in the 2017 Tournament of Nations at Qualcomm Stadium on July 30, 2017 in San Diego, California. (Photo by Sean M. Haffey/Getty Images)

E sobre o técnico da seleção brasileira, Vandão? Vamos esquecer Tite, temos que torcer pelo melhor das meninas e que ele possa fazer um bom trabalho durante essa Copa, afinal quem está a frente agora é ele!

A Copa do Mundo Feminina ainda é nova, mas tem muito a crescer, e esse é certamente um passo importante. Além de incentivar atletas a continuar jogando futebol e se dedicar ao que realmente gostam de fazer, existem muitas mulheres melhores de bola por ai do que vários homens.

Segundo informações do site Exame, há outra novidade para o futebol feminino no Brasil. Em 2019 é regra, todos os times brasileiros serão obrigados a terem um time feminino também. Dos 20 clubes da série A de futebol masculino, 13 não tinham um time feminino. A maioria dos grandes clubes fez parcerias com times menores para cumprir a regra, mas, a longo prazo, a obrigatoriedade pode ajudar a desenvolver a modalidade e formar jogadoras nas categorias de base.

E assim, o Brasil conseguirá formar novos craques e novas jogadoras capacitadas para continuar representando a Seleção e formar um time tão forte quanto os times americanos e europeus.

As meninas têm talento de sobra, o que resta é o apoio do país, assim como apoiam o futebol masculino que ultimamente não tem sido lá grande coisa também…

Lembrando que a Copa do Mundo Feminina terá transmissão ao vivo pela Rede Globo, Bandeirantes, SportTV e Band Sports. Vamos dar apoio à nossa Seleção Feminina. (Texto da estagiária Nicole Cavalcante, sob supervisão do jornalista Marcus Madeira)

Tags: Esporte · Geral

1 Resposta Até Agora ↓

  • 1 Italo Andre da Silva // jun 13, 2019 at 6:22 PM

    Realmente VAMOS ficar na torcida perderam hoje mais com certeza vamos classificar, espero que sejamos campeões junto com elas.

Deixe um Comentário