Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Profissionais de Educação Física não entram na linha de frente para a vacina da Covid em Varginha

junho 10th, 2021 · 2 Comentários

Leitores do BlogdoMadeira que são instrutores de Educação Física em academias de ginástica de Varginha entraram em contato perguntando o motivo de não terem sido incluídos como profissionais da linha de frente da saúde.

“Profissional de Educação Física é professor e atua na saúde, principalmente na parte preventiva. Isso sem contar com a questão da proximidade física com o aluno”, disse o instrutor Mathias de Almeida, personal trainer de uma academia da cidade.

O superintendente especial de combate à Covid de Varginha, Dr. Luiz Carlos Coelho disse ao Blog que entende que os profissionais de Educaão Física são profissionais de interesse da Saúde, mas não estão na linha de frente. “Na Secretaria de Saúde há um profissional de Educação Física que atua no CAPS (Saúde Mental). Ele foi vacinado devido à atuação dele diretamente com os pacientes do CAPS”.

Outro instrutor de Varginha, Thiago, disse que o conselho da categoria coloca os profissionais de Educação Física como profissionais da linha de frente da Saúde (veja arte abaixo).

Em escolas

A prefeitura informa que se o profissional de Educação Física atuar em escola, ele entra na fila dos profissionais da Educação, que começaram a ser vacinados nessa segunda-feira 7/6. “Aí ele não vai ser vacinado como profissional da Saúde, mas dentro do grupo de profissionais da Educação”, explica Dr. Luiz Carlos.

Tags: Saúde

2 Respostas Até Agora ↓

  • 1 38 meio putº // jun 10, 2021 at 2:17 PM

    Depois que uma turminha deu chilique e não quiseram receber doação de 10 milhões de doses por conta dessa “fila”, não precisa dizer mais nada.

    Fora que varginha tem 20 pessoas competentes (hahahahahahahahahahaha) pra decidir sobre a pandemia.

  • 2 Brazil-zil-zil // jun 10, 2021 at 10:20 AM

    Ué, mas as academias brigaram tanto para serem reconhecidas como atividade essencial, que é preventivo, etc… e agora alegam que estão na “linha de frente”?
    Eu suponho que quem tenha sintomas da covid não vai na academia. Além do mais, eu vejo como antiético essa alegação, pois estaria tirando vacinas de quem precisa.

Deixe um Comentário