Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

COVID-19 | Prefeitura pretende comprar 60 mil doses de vacina

março 5th, 2021 · 4 Comentários

O prefeito Vérdi Lúcio Melo (Avante) disse, durante inauguração da Farmácia de Minas Técnica de Enfermagem Marilda Prado Tavares, que a intenção do Município é adquirir 60 mil doses de vacina contra a Covid-19.

Vérdi informou que a prefeitura formalizou hoje a participação no consórcio da Frente Nacional de Prefeitos. Ele estima que cada dose vai custar 10 dólares, quase 60 reais.

A previsão é que o consórcio seja instalado até 22 de março. Deve ser ainda elaborado um modelo de projeto de lei para ser enviado às câmaras municipais para que as cidades participem das compras.

A ideia é que as prefeituras possam comprar as vacinas caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, não seja capaz de suprir toda a demanda.

Tags: Saúde

4 Respostas Até Agora ↓

  • 1 38 meio putº // mar 8, 2021 at 6:36 AM

    roberto.,

    o que a “ciência” esqueceu de te dizer (ou você só viu a opinião de Freixo e outros gênios) é que 99% dos casos em Varginha que foram tratados precocemente, foram justamente com cloroquina e antibióticos.

    Mas pra que saber disso se na Folha ou Jornal Nacional disse que não funciona, certo?

  • 2 semprealerta // mar 6, 2021 at 7:14 PM

    Prefeito, alguém precisa acompanhar o noticiário para o senhor. Não há vacinas para comprar. E quando houver, quem o senhor acha que vão priorizar: o governo do país que dispõe de crédito ou uma Prefeitura que ninguém conhece? O senhor viu em alguma parte do mundo uma cidade comprando vacina? Compra e venda de vacinas, senhor Prefeito, é negócio, comércio, por mais que isso possa doer.

  • 3 roberto. // mar 5, 2021 at 11:14 PM

    Acho que é suficiente, o gado não quer ser vacinado
    eles preferem e merecem cloroquina, vermicida, ozônio e Ivomec.

  • 4 Edgard XIMENEs Machado // mar 5, 2021 at 5:11 PM

    Vale ressaltar que o oportuno Consórcio vem ao encontro da real necessidade para suprir em parte a defasagem de vacinas suficientes para atender a demanda de imunização que, hipoteticamente, não serão atendidas pelo PNI.

Deixe um Comentário