Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Domingo foi noite de Oscars: como foi a maior premiação do cinema mundial em tempos de pandemia

abril 26th, 2021 · 1 Comentário

Por Eduardo Bregalda Jr.

Diferente do que é realizado todos os anos, a cerimônia do Oscar na noite de ontem (25/4) foi realizada em um espaço menor na estação Union Station da cidade de Los Angeles, devido as complicações causadas pela pandemia de Covid-19. A premiação é geralmente realizada no teatro Dolby Theatre, na mesma cidade.

Com uma ocupação menor, a premiação reuniu, em sua maioria, os nomeados ao Oscar e os apresentadores. Porém nem todos os nomeados estavam presentes. Anthony Hopkins, por exemplo, que levou o prêmio de Melhor Ator por seu papel no filme Meu Pai (2020), não compareceu. Aos 83 anos de idade, Hopkins se tornou a pessoa mais velha a vencer um Oscar em qualquer categoria.

Glenn Close pode ter sido esnobada pelo Oscar mais uma vez, mas virou a atração da noite ao dançar ao som de “Da Butt”, música do filme Revolução Estudantil (1988). A atriz já recebeu oito indicações ao Oscar, mas nunca venceu. Este ano Close foi nomeada ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante por seu papel em Era Uma Vez Um Sonho (2020), mas Youn Yuh-jung levou o prêmio por sua atuação em Minari (2020).

A premiação deste ano marcou a primeira vez desde o Oscar de 2006 que nenhum filme ganhou mais de 3 estatuetas, e a primeira vez desde a cerimônia de 1972 em que o prêmio de Melhor Filme não foi o último a ser entregue. O vencedor desta categoria foi o drama Nomadland (2020), que também levou os prêmios de Melhor Atriz (Frances McDormand) e Melhor Diretor (Chloé Zhao). Zhao é a segunda mulher a vencer nesta categoria e a primeira mulher não branca.

Ao contrário do que é feito tradicionalmente no Oscar, este ano não teve apresentações com as músicas indicadas a categoria de Melhor Canção Original. As apresentações ocorreram no pre-show do Oscar, também neste domingo. O vencedor da categoria foi a música “Fight For You” do filme Judas e o Messias Negro (2021).

Como era esperado por muitos, o filme do estúdio Pixar, Soul (2020) agarrou a estatueta do Oscar por Melhor Filme Animado e também a estatueta de Melhor Trilha Sonora, dando a Pixar um total de 23 estatuetas desde de seu primeiro prêmio em 1996 por Toy Story (1995). O estúdio também concorreu ao prêmio de Melhor Curta-Metragem de Animação com seu curta Toca (2020), mas perdeu para If Anything Happens I Love You (2020).

Confira os outros vencedores:

  • Melhor Ator Coadjuvante: Daniel Kaluuya, por Judas e o Messias Negro (2021);
  • Melhor Roteiro Original: Bela Vingança (2020);
  • Melhor Roteiro Adaptado: Meu Pai (2020);
  • Melhor Filme Estrangeiro: Druk – Mais uma Rodada (2020, filme de comédia dramática dinamarquês);
  • Melhor Documentário: Professor Polvo (2020);
  • Melhor Documentário de Curta-Metragem: Colette (2020);
  • Melhor Curta-Metragem em Live-Action: Two Distant Strangers (2020);
  • Melhor Som: O Som do Silêncio (2019);
  • Melhor Design de Produção: Mank (2020);
  • Melhor Cinematografia: Mank (2020);
  • Melhor Maquiagem e Penteados: A Voz Suprema do Blues (2020);
  • Melhor Figurino: A Voz Suprema do Blues (2020);
  • Melhor Edição: O Som do Silêncio (2019);
  • Melhores Efeitos Visuais: Tenet (2020).

Tags: Cultura · Lazer e Cultura

1 Resposta Até Agora ↓

  • 1 38 calmo // abr 27, 2021 at 6:25 AM

    E eu achando que o Democracia em vertigem ia ganhar.

    Deixe aqui sua risada:

Deixe um Comentário