Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Sinpro Minas entra na justiça contra volta às aulas em Varginha

abril 30th, 2021 · 19 Comentários

O assunto vazou em reunião entre a secretária de Educação de Varginha e diretores de escolas da rede municipal. Alguém gravou a reunião e distribuiu pelas redes sociais.

No áudio, ouve-se a secretária dizendo: “Vocês estão assistindo ao noticiário, sabe que está com dificuldade na vacina. Não tem vacina para esses professores para amanhã, depois ou daqui um mês ou dois meses. E se tivesse, falariam que não iriam voltar, que iriam esperar que as crianças fossem vacinadas. Eles vão querer se aposentar em home office. Tem que voltar, professor que não quiser, que arrume outro trabalho”.

Em determinado momento, a secretária Gleicione diz: “Não vamos apoiar birrinha de professores”.

A presidente do Sinpro Minas (Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais), Valéria Morato gravou vídeo repudiando a fala da secretária: “Não fazemos ‘birrinha’, como afirma a secretária. Se a educação é tão essencial para a sociedade, porque não podemos reivindicar a vacinação prioritária para a categoria?”, diz Valéria em determinado momento do vídeo (veja acima).

O Sinpro entrou com ação judicial contra o Município, para tentar impedir a volta às aulas na próxima segunda-feira (3/5).

Outro lado

A prefeitura disse que não vai se pronunciar pelo fato do áudio ter sido gravado em reunião interna da Secretaria de Educação.

Clique no título para ler a íntegra da manifestação de repúdio do Sinpro Minas.

Leia mais:

Nota de repúdio do Sinpro Minas

“Vocês estão assistindo ao judiciário, sabe que está com dificuldade na vacina. Não tem vacina para esses professores para amanhã, depois ou daqui um mês ou dois meses. E se tivesse, falariam que não iriam voltar, que iriam esperar que as crianças fossem vacinadas. Eles vão querer se aposentar em home office. Tem que voltar, professor que não quiser, que arrume outro trabalho”.
Essa foi a afirmação da secretária de educação de Varginha, Gleicione Aparecida Dias Bagne de Souza, em reunião realizada com diretores de escolas sobre o retorno às aulas presenciais no município.

Essa foi a afirmação da secretária de Educação de Varginha, Gleicione Aparecida Dias Bagne de Souza, em reunião realizada com diretores de escolas sobre o retorno às aulas presenciais no município.
O Sinpro Minas manifesta repúdio ao pensamento da secretária que, além de desrespeitar o trabalho docente, desconsidera o momento crítico que temos passado com o avanço da pandemia. O boletim diário divulgado pela secretaria de saúde do município na última quarta-feira, 29/4, confirmou mais novos 24 casos de Covid-19, que incluem duas crianças (2 e 4 anos) e também adultos na faixa etária de 30 a 50 anos, o que confirma a expansão da nova variante do vírus, que já não se limita ao grupo de risco.  Com os novos registros, Varginha atinge a triste marca de 8.846 casos, sendo que 191 evoluíram para óbito.
A afirmação da secretária, infelizmente, reflete um pensamento equivocado sobre a postura de professores/as. “A categoria está sobrecarregada e ainda sendo acusada de não querer trabalhar. Estamos em um momento complexo, em que defender a vida é interpretado como ‘preguiça’”, lamenta a presidenta do Sinpro Minas, Valéria Morato.
Valéria ainda destaca que as escolas e muitas vezes o próprio poder público estão fechando os olhos para o risco que o ambiente escolar apresenta neste momento. “Vamos seguir afirmando que queremos sim o retorno às aulas presenciais, mas com segurança. Não fazemos “birrinha”, como afirma a secretária. Se a educação é tão essencial para a sociedade, porque não podemos reivindicar a vacinação prioritária para a categoria?”, questiona Valéria.
O Sinpro Minas segue acompanhando a eficácia e aplicação dos protocolos, mas amparado em estudos científicos, que têm revelado as limitações de medidas em um ambiente extremamente propício ao contato. Um estudo realizado por especialistas do Massachusetts Institute of Technology (MIT), publicado na última terça-feira, 27/4, pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, revela que embora a distância de 1,80 m possa ajudar a prevenir a propagação de grandes gotas de saliva ou secreções que carregam o coronavírus e outros germes, ela é insuficiente para proteger as pessoas de pequenas partículas, ou seja, não impede o contágio.
“Desde o início da pandemia, nos amparamos na ciência e seguiremos na luta mantendo essa postura”, afirma Valéria. O sindicato já entrou com ação judicial contra a volta às aulas presenciais no município e tem tomado as medidas cabíveis e necessárias para que o retorno às aulas presenciais não represente uma ameaça à vida de professores/as e de toda a comunidade escolar.

Tags: Educação · Política · Saúde

19 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Manuel Silva // maio 10, 2021 at 11:21 AM

    Ao individuo de alcunha “38 Calmo”

    Não aceito essa petulância de dizer que “boto pilha” em minhas postagens !!
    Sou um defensor ferocíssimo de Jair Bolsonaro, o nosso apolíneo presidente !!
    Bolsonaro é nossa salvação caridosa e alva diante toda a imundície da politica !!
    Bolsonaro !! O nosso HOMEM !!!!

  • 2 38 calmo // maio 10, 2021 at 6:19 AM

    O Manuel Silva bota pilha e os cegos caem, é até divertido hahahahaha

    Turminha que não aprendeu a ler e escrever nos anos 2000 pra cá tem uma dificuldade em entender ironia…

  • 3 Álvaro Reis // maio 7, 2021 at 6:47 PM

    Manuel Silva

    Sua boca representa a boca de Bolsonaro, que é boca das bocas ?
    Berrar em frente minha casa ?
    Você tem noção do que diz ? Ao menos lê o que escreve ?
    Isto é além de insano…

  • 4 Manuel Silva // maio 7, 2021 at 12:46 PM

    Alvaro Reis

    Minha boca representa a boca de Bolsonaro !! Quando eu digo “Deixe este país ! Suma !!”, é a boca das bocas que está falando !! A boca maior, a boca do bemfazer, a boca da liderança augusta do país !! Bolsonaro !!!
    O senhor tem sorte de que eu não saiba onde reside !! Eu compareceria em frente de sua morada e berraria o nome de Bolsonaro a plenos pulmões !!!

  • 5 Alvaro Reis // maio 7, 2021 at 9:53 AM

    Manuel Silva

    Não sou comunista. Longe disso. Sua afirmação para tanto, de quem não aprecia as ações de Bolsonaro ser “comunista”, é rasa e sem embasamento.
    Mas compreendo seu posicionamento.
    Nada mais justo e correto para quem diz que “carregaria Bolsonaro com minhas ancas se necessário”.
    Mas não se esqueça: as ancas são suas. Não de todos os brasileiros.
    E não me diga para “sumir do meu país”. Você não tem autoridade para tal.

  • 6 Alvaro Reis // maio 7, 2021 at 9:52 AM

    Manuel Silva

    Não sou comunista. Longe disso. Sua afirmação para tanto, de quem não aprecia as ações de Bolsonaro ser “comunista”, é rasa e sem embasamento.
    Mas compreendo seu posicionamento.
    nad amais justo e correto ara quem diz que “carregaria Bolsonaro com minhas ancas se necessário”.
    Mas não se esqueça: as ancas são suas. Não de todos os brasileiros.
    E não me diga para “sumir do meu país”. Você não tem autoridade para tal.

  • 7 Manuel Silva // maio 5, 2021 at 6:51 PM

    Reis

    Você só pode ser comunista !!! Se não se apraz por Bolsonaro, é um inimigo !! E deve ser tratado como tal !! Deixe este país !! Suma !!!
    Bolsonaro possui o deleite em suas palavras, para quem sabe ouvi-lo e ama-lo.
    Eu o servirei até o fim !!
    Carregarei Bolsonaro com minhas ancas se isso for necessário !!!
    BOLSONARO !! O HOMEM !!!!

  • 8 Reis // maio 5, 2021 at 1:44 PM

    Prezado Manuel Silva

    Acho que não possui sentido o retorno de disciplinas de OSPB e Moral e Cívica. Mas, compreendo.
    Agora, estudar Bolsonaro ?
    Obrigar crianças a amar o presidente ?
    Isto já é de outra ordem… Nem sei nomear. Não é nem ufanismo, haja visto que se pauta na personalidade do presidente.
    Que, convenhamos, não é exemplo a ser seguido por ninguém. Óbvio que foi eleito e é o presidente. Mas isso não justifica um exemplo a ser seguido. Até porque as ações de Bolsonaro dizem mais que suas palavras. E se prestarmos atenção as palavras…

  • 9 semprealerta // maio 4, 2021 at 9:34 PM

    Interessante: até agora todos os outros funcionários públicos trabalharam normalmente: fiscalizaram, coletaram lixo, atenderam os munícipes e, entre outros motivos, não tiveram seus salários cortados, não diminuíram a jornada de trabalho, poucas vezes pararam. Tiveram contato com crianças, pais, em ambientes fechados e abertos, pegaram ônibus, por que só os professores querem ser diferentes?

  • 10 Manuel Silva // maio 4, 2021 at 7:00 PM

    Ao indivíduo de alcunha “Repito”
    Não sou de sentar no colo de ninguém !!
    Sou homem !! Homem !!! Homem !!! Homem !!!
    Bolsonaro é meu líder máximo !
    Em Tempo:
    Alguém sabe notícias do Rodrigo Bell ??
    Ele não veio comer minha alfafa…

  • 11 38 meio putº // maio 4, 2021 at 6:08 AM

    Impressionante como a esquerda usa a narrativa de salvar vidas para não trabalhar.

    Aliás, fazem qualquer coisa para não trabalhar e mamar em algum ‘Bolsa’.

  • 12 Repito // maio 3, 2021 at 3:30 PM

    Caro Manuel Silva, se mude para Brasília e se acomode por horas sem fim, no colo de seu patrono…
    Para mim, não passa de um m.r.a!

  • 13 Manuel Silva // maio 3, 2021 at 1:53 PM

    As escolas devem retornar o mais breve possivel !
    Que retorne também, as disciplinas magnânimas de Moral e Civica e Organização Social e Politica do Brasil !
    E sugiro uma nova disciplina: “Bolsonarilidade”.
    Esta disciplina será sobre a história de vida e obra de nosso viridante presidente Jair Messias Bolsonaro !!
    Todas as crianças DEVEM AMAR nosso peremptório presidente !!!

  • 14 Paulo Cesar // maio 3, 2021 at 9:13 AM

    Falou merda.

  • 15 roberto. // maio 2, 2021 at 8:26 AM

    PURA VERDADE
    Muitas “mães” principalmente da classe média e alta querem a volta ás aulas para que os filhos na escolas elas tenham tempo para vagabundar. As professoras estão certas: Não a volta as aulas.

  • 16 Para Claudia // maio 1, 2021 at 3:01 PM

    Querida, assista menos Brasil Urgente, e foque em aulas de português online…

  • 17 Realista // maio 1, 2021 at 12:54 PM

    Sindicato = Encosto de quem não gosta de “garrar” no serviço…

  • 18 Cidadão // maio 1, 2021 at 10:02 AM

    Então o sindicato vai parar MG inteira e não somente Varginha-MG. Vai parar o Brasil inteiro tbm? OU É SOMENTE EM VARGINHA QUE AS AULAS ESTARÃO VOLTANDO?
    Vcs precisam ser menos políticos e mais realistas!!!
    Os pais estão se virando pra dar conta de acompanhar aulas que por sinal estão pagando o MESMO VALOR (SEM NENHUM DESCONTO). Aulas remotas para alfabetização é um absurdo.
    Acho justo vcs reivindicarem vacina para a classe, mas ficar nessa discussão ridícula é absurdo. Pensem em qtos pais precisaram gastar com recursos para os filhos assistirem aula em casa enquanto saem para trabalhar!! ISSO VCS NEM QUEREM SABER NÉ?!
    Creio que vale uma reflexão!!

  • 19 Claudia Barreto // abr 30, 2021 at 5:57 PM

    Conclusão da história e só só no no nosso , não no deles, tudo politicagem ,quanto mas gente morrerem Mas verbas para cidade, NÃO A VOLTA AS AULAS PRESENCIAIS.

Deixe um Comentário