Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

  • 970x140V2
  • CÂMARADEVARGINHA_CampanhaVereadoresSuasFunções _VVA001721D – BANNERNET Blog do Madeira (Top da home 970x140px)
  • PMVARGINHA_CampanhaGeraçãoDeEmpregos_VVA006221C – BANNERNET Blog do Madeira (desk_mobile – banner topo – 970x140px)
  • Alpha-Blog-Madeira-970×140
  • Sebrae Empretec Anuncio 970×140
  • covalub-topo-maio-2021
  • parlamento mulher
  • banner vai dar certo

Opinião | Os caminhoneiros não fracassaram por serem antidemocráticos, mas por serem populares

setembro 16th, 2021 · 9 Comentários

Por Rodrigo Prado Mudesto (*)

Texto escrito antes da manifestação do MBL.

Não deixem o título enganar. As pautas dos caminhoneiros eram equivocadas e autoritárias.

Já chego nisso, mas quero ressaltar, ao final, um ponto sobre o qual até mesmo pra esquerda, há o que lamentar na derrota dos autoproclamados patriotas (sic).

Os trabalhadores que querem votar no Lula, tem mais em comum com os trabalhadores que não querem votar no Lula, do que com as figuras que protagonizaram a genuflexão de Bolsonaro.

Dia 08 pela manhã assisti, gravada, a entrevista que um dos organizadores da manifestação do dia 07 em Varginha, André, concedeu ao Blogo do Madeira.

Lamentei não ter visto ao vivo, porque gostaria de ter comentado.

André me pareceu uma boa pessoa, mas uma expressão que usou: “o recado foi dado” me irritou bastante, e ele a repetiu várias vezes. 

Durante a entrevista também ficou claro para bons entendedores que vinha mais por aí.

E veio, sem qualquer surpresa, na tarde daquele mesmo dia, a paralisação dos caminhoneiros no “trevo da Walita” em Varginha, e em vários pontos de 18 estados, nas diversas regiões brasileiras. 

Agora sabemos que podem dobrar o recado e guardar no bolso de trás.

Quem não concorda e não confia em Bolsonaro sempre se irrita com o isso, o tom grosseiro, de falso machão, que Bolsonaro adota, pra encobrir não se sabe qual insegurança, se intelectual, física, espiritual ou talvez sexual simplesmente.

anuncio-giggio-spaguetti-2016

Clique em Leia Mais para ler a opinião na íntegra.

É comum que as pessoas copiem os maneirismos daqueles que por qualquer motivo admiram e começam a se identificar.

Ciristas explodem no ventilador a “torto” e a direita, lulistas falam como se comecem gema de ovo e defecassem suavemente barras de ouro, tucanos são charmosos como um prato de chuchu, e assim vai.

Então Bolsonaro virou um álibi para a grosseria, e essa linguagem de velho broxa valentão. O que não faz de todo bolsominion de óculos escuros um Bolsonaro, ou de todo esquerdista de vermelho um Lula.

A manifestações eram equivocadas porque vários problemas de fato afligem muito aos essenciais trabalhadores do transporte de cargas, mas não só a eles, a todos os trabalhadores. A alta do dólar, a falta de estoques reguladores de alimento, o aumento descabido e especulativo dos combustíveis e a frota ociosa de caminhões devido a recessão da pandemia, o avanço da desindustrialização, a quebra de safra. Seria totalmente justificada uma manifestação que se voltasse para esses pontos. Mas o STF, a urna eletrônica e os milicianos presos não tem nada a ver com isso, e o ICMS é uma discussão bem mais complicada, do que Guedes e Bolsonaro fizeram parecer. Aliás, quem não entendeu ainda que Roberto Jefferson é um criminoso agarrado aos penduricalhos do poder por décadas, precisa aproveitar as idas ao vaso pra meditar um pouco mais…

Sinceramente a única coisa positiva para os caminhoneiros essa semana, foi Bolsonaro adulando a China. Paradoxalmente, algo eles conseguiram, sem querer querendo.

Então os caminhoneiros e seus apoiadores caíram em um conto do vigário, correram riscos, tiveram prejuízos e passaram uma vergonha, para serem abandonados na estrada pelo seu mito.

Ótimo. Seria péssimo perdermos o pouco de democracia que temos. Os caminhoneiros poderiam ter jogado a todos nós em mais décadas de perseguição, tortura, fome e burrice.

Péssimo. Seria ótimo ver, ao menos uma vez, trabalhadores serem ouvidos no Brasil.

Infelizmente manifestações no Brasil contam mais como álibi e cortina de fumaça do que como vontade popular.

“Se vogliamo che tutto rimanga come è, bisogna che tutto cambi.”

Um mecanismo que chamamos de “conciliação política” dita o tom da política no Brasil a 200 anos.

Madeira inclusive citou um livro famoso, de que gosto muito, durante a referida entrevista, “O Leopardo” de Tomasi di Lampedusa, um italiano. O que parece muitas vezes uma revolução é apenas porque “se queremos que tudo permaneça como está, precisamos que algo mude”, diz o playboy militante de verão ao tio velho e rico.

Então no futuro cabe pensar se o recado que você acha que está entregando, é o seu mesmo.

Juízes e políticos, respaldados por analistas de grandes emissoras, faziam a todo o momento questão de frisar que vivemos em uma democracia REPRESENTATIVA, e que por isso cabe as eles tomar as decisões, e que a vontade popular é a que eles expressam. Não é bem assim, ou não devia ser. Mas essa era a crítica central as manifestações. A reafirmação de que populares devem guardar distância. O equívoco das exigências e pautas decorriam daí, na opinião deles. Fosse a derrubada de uma autoridade desejo desses senhores, e seria válida. Já vimos isso. Como querem outra coisa, fica Alexandre e fica Jair.

O governo Bolsonaro acabou, sem que ele nunca conseguisse deixar uma marca além de atrapalhar a luta contra a pandemia, encher sociopatas de armas de fogo, tornar o exército e a polícia militar barris de pólvora e celeiros de milicia corrupta. Os danos que Bolsonaro causou aos militares perdurará por décadas. Mas, assim como os caminhoneiros, muitos desses trabalhadores não conseguem ver adequadamente o próprio interesse, estão chapados pela admiração por um embuste. Infelizmente, Bolsonaro acabou, mas tem mais, fica pelo menos mais um ano e tanto sendo bem pago para fazer arminha com as mãos, visitar as mansões dos filhos e vigiando a transa dos outros. O dólar, diesel e gasolina a Guedes pertencem.

Enquanto isso o acordo de bastidores que tirou o chão dos caminhoneiros e dos velhos carecas de óculos, vai garantir os lucros do andar de cima daqui e de fora, a comida exportada, o trabalhador topando qualquer coisa para alimentar a família e os ricos de verdade (não você remediado metido a besta) nadando no cofre de pratinhas verdes ou bitcoins. 

Para o socialista importa o interesse coletivo.

Para o liberal importa o interesse individual.

Mas o brasileiro nem sabe que tem interesses. Então vai à rua pelo interesse dos outros.

(*) Sociólogo varginhense

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do BlogdoMadeira.
Quer publicar seu artigo aqui?

Tags: Geral

9 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Débora Inácia Lima de Araújo // set 20, 2021 at 18:25

    Caro Rodrigo! Quando você diz que o socialismo é pelo coletivo, a qual você se refere? Pois aqui no Brasil parece ter outro sentido. Socialismo aqui só ajudou o coletivo dos políticos bandidos, sem falar de partidos e empresas corruptas. Para mim, o que funciona é o liberalismo.

  • 2 Rodrigo Prado Mudesto // set 20, 2021 at 15:34

    obrigado. Maria Abel.

  • 3 maria abel // set 18, 2021 at 00:55

    eu gosto dese tipo de artigo parece bem divertido não posso reclamar muito bom

  • 4 Rodrigo Prado Mudesto // set 17, 2021 at 13:27

    Obrigado Claudia e Vitor.
    Acho importante ficar atento as críticas . Os comentários são o estímulo a escrever.

  • 5 Vitor Reis // set 17, 2021 at 09:38

    Artigo conciso, bem argumentado e irônico na medida certa, elucidando uma realidade muito incômoda, mas necessária para a critica social e uma possibilidade de mudança deste quadro absurdo ao qual vivemos.
    Parabéns ao Rodrigo Paiva Mudesto, tanto pelo texto, quanto pela cordialidade ao responder os coemntários dos leitores.

  • 6 Cláudia // set 16, 2021 at 21:53

    Não tem mais a opção de curtir? E não curtir? Eu curti este texto. A única forma de expressar isto é pelo comentário?

    NOTA DO BLOG: Cláudia, é momentâneo. Estamos atualizando o blog, o modelo dele é muito antigo. Já já volta, blz? 😉

  • 7 Rodrigo Prado Mudesto // set 16, 2021 at 20:00

    Obrigado Aniel.
    38 calmo. por aí mesmo. Os políticos que temos são esses. Então pelo menos temos que fazer eles trabalharem pra gente. E não a gente pra eles.

  • 8 38 calmo // set 16, 2021 at 18:43

    Vou resumir pra quem não tiver a capacidade de ler:

    Lula, Ciro, Bolsonaro e TODOS os possíveis candidatos são um lixo.
    Todos os políticos são bandidos e incompetentes e se a população soubesse a força que tem este seriá um país quase sério.

  • 9 Aniel Pereira Braga Filho // set 16, 2021 at 15:25

    Ótimo artigo !! Pragmático e com pitadas de humor !! Parabéns !!!👏👏👏

Deixe um Comentário