Ícone do site Blog do Madeira

Criptomoeda do café chega hoje ao mercado; Coffee Coin foi criada em Varginha

A Minasul, Cooperativa Agroindustrial de Varginha, começa a negociar dia 1º de julho a Coffee Coinprimeira criptomoeda lastreada em café do Brasil

As criptomoedas são moedas digitais que existem no ambiente virtual. Uma moeda digital que permite a troca de café em produtos.

A Coffee Coin foi criada em 2019, como moeda de troca restrita aos cooperados. Até o momento, troca-se café por produtos, desde chapéus a tratores, por exemplo.

A partir de 1º de julho, a moeda será lançada no mercado.

O diretor de Novos Negócios da Cooperativa, Luiz Henrique Albinati fala dessa nova fase:

“É talvez a maior ‘disruptura’ no mercado de café. Não existe no mundo proposta igual a nossa para a fase dois, onde nós colocaremos no mercado uma moeda digital (criptmoeda), mas não é como o bitcoin. Ela possui uma diferença. É lastreada em café. É uma moeda digital lastreada num ativo real (café). O bitcoin foi criado a partir de uma equação matemática que roda na internet, já o coffee coin parte de um lastro real de café que vai ficar sob a guarda da Minasul. Esse é o projeto”, completa.

A partir daí, o Coffee Coin vira um token e passa a ser uma moeda comercializada no mercado de criptmoedas.

Sair da versão mobile