Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Varginhenses pelo mundo: advogado conta como é trabalhar no Canadá

fevereiro 29th, 2020 · 5 Comentários

Felipe Ribeiro Crepaldi, natural de Varginha, Minas Gerais, Brasil. Filho de Diasmar Fonseca Ribeiro Crepaldi com Joaquim Donizeti Crepaldi.

“Vivi e cresci no centro da cidade com muitos amigos, a maioria fiz no Colégio dos Santos Anjos, único colégio em que estudei na cidade. Os professores sempre tiveram senso de Justiça e religiosidade, uma formação totalmente voltada aos alicerces principais na vida de um homem (ou mulher) que se concentram inevitavelmente em Jesus Cristo.”, relata.

Em 2005 mudei para Ribeirão Preto para cursar o 3o ano no COC – Colégio Oswaldo Cruz, referência à época. Permaneci no meu propósito de estudos e alcancei o meu projeto que à época que era ser aprovado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Em 2006 iniciei o curso de Direito na PUC-SP referência de ensino na área do Direito Público do país, algo que vim a saber somente anos depois durante o curso e que fez total sentido para minha pessoa, diante do meu respeito pela coisa pública, pela Lei e pelo que é do direito de todos e que deveria ser de exemplo praticado pelos governantes.

Em Setembro de 2011 já como advogado, retornei à Varginha para trabalhar junto ao meu Pai, irmãos e primo no Crepaldi, Mendes Advogados Associados, escritório em que sou associado até hoje e que tive a oportunidade de trabalhar em favor da comunidade Varginhense, Sul Mineira e Paulistana, nas áreas do direito previdenciário, com diversas e causas contra Órgãos Públicos e Privados de Previdência; do direito administrativo, direito constitucional, direito ambiental, direito tributário e direito civil.

No final de Março de 2018 mudei para Toronto, Ontario, Canadá cursei inglês até que em Julho de 2018 iniciei o curso de Business Administration CO-OP (Administração de Negócios) na Toronto School of Management, onde tive a oportunidade de aprender contabilidade, gestão de pessoas, e outras áreas.

Toronto é uma cidade que possui pessoas residentes permanentes e visitantes de todos os lados do mundo; você tem oportunidade de ver e interagir com pessoas como, no caso da minha experiência, provenientes do Canadá, Brasil, Bangladesh, Etiópia, Eritréia, África-do-Sul, Sri-Lanka, Índia, China, Japão, Austrália, Ucrânia, Alemanha, Holanda, Bélgica, Inglaterra, França, Estados-Unidos, e muitos outros. O respeito maior perante as diversidades ideológicas, religiosas e pessoas é extremamente valorizado e respeitado.

A cidade conta com amplas linhas de transporte público e as calçadas, todas com acessibilidade para deficientes, com estações de metrô próprias com elevadores.

Em Dezembro de 2018 minha até então noiva veio e trouxe nosso cachorro para o Canadá e no final daquele mês, quando minha família esteve aqui para o Natal nos casamos.

Tendo finalizado o período de aulas em Março de 2019, iniciei o período prático do curso em Abril, que me permitiu um estágio remunerado em um escritório de advocacia, que me permitiu retornar à carreira jurídica um ano após minha chegada no Canadá. Lá trabalhei como assistente aos advogados na área do direito civil, onde permaneci trabalhando até Outubro de 2019.

Atualmente trabalho como assistente de um advogado e lidamos com direito imobiliário e direito civil, em geral.

A experiência de vida no Canadá é muito diferente da vida no Brasil. A começar pelo planejamento e organização da cidade, a construção dos polos residenciais, industriais, comerciais leva de fato e sempre a projeção para 100 anos ou mais, para cálculo de pessoas e fluxo de movimento, distribuição e manutenção de água e esgoto e muito mais, contraste tremendo do que vemos em diversas cidades no Brasil, inclusive Varginha-MG, que conta com eventuais enchentes.

No Canadá ainda, eu reparo o respeito das pessoas pelo Estado de Direito e pela coisa pública. O peso da Lei no Canadá é maior, sabe-se que a lei é rigorosamente obedecida aqui, caso contrário a polícia conta com alto índice de solução de casos, o que torna o país um dos mais seguros do mundo. A Polícia é muito bem equipada e a Justiça muito efetiva, tudo consequência de constantes investimentos.

Em todas áreas de Toronto existem parques com árvores e natureza para prática de esportes, para passear e áreas para soltar o cachorro, piscinas públicas, excelentes bibliotecas públicas que em minha experiência, sempre lotadas de pessoas interessadas em aprender e a aprimorar seus conhecimentos.

Existem ciclovias na maior parte da cidade, e trilhas somente acessíveis a bicicleta o que torna a cidade ainda mais atrativa para pessoas que como eu, gostam de esportes e de estar em contato com a natureza.

No Canadá eu ando tranquilamente na rua sem medo de assalto ou violência, com celular e/ou fone de ouvido, não quero ter medo de comprar algo que conquistei com meu trabalho só porque posso ser assaltado. No Brasil isso para mim sempre foi considerado um risco, não só enquanto morei em São Paulo, mas mesmo quando morei no interior em Ribeirão Preto ou mesmo em Varginha -MG, o risco de assalto e violência sempre esteve presente no Brasil, desde quando era criança.

As estatísticas demonstram que os números de homicídios no Brasil são comparados aos de guerra civil em outras partes do mundo, o que traz bom exemplo do nível da violência no país.

Vejo ainda que as Instituições de Ensino que conheci no Canadá superam em muito em estrutura física, qualidade de construção, laboratórios, academias e em geral instalação para os alunos, a grande maioria de Universidades e Faculdades que temos no Brasil. Repara-se que a cidade é tão bem construída, porque não se permite construções que não sejam harmônicas ao contexto da região ou da cidade como um todo. São aprovados apenas projetos de construções que realmente acrescentam visualmente um impacto na linha de prédios da cidade, fazendo-a literalmente mais bonita.

Não se permite em bairros, por exemplo, que as casas sejam muito diferentes externamente das outras da mesma vizinhança, por exemplo, existem bairros em que as fachadas das casas devem ser todas de tijolos, outras não necessariamente.

Com relação as estradas em 2019 fiz uma viagem de carro de Toronto, Ontario à Halifax, Nova Scotia (Canada), de aproximadamente 1800 km, ida. Não precisei pagar pedágio algum, as vias expressas contam quase sempre com 3 ou mais faixas de rodagem. Em geral todos respeitam o limite de velocidade, de modo que pode-se ligar o piloto automático e rodar por horas sem sequer haver a necessidade de pisar no freio. Na minha experiência, porque o asfalto é devidamente instalado – o que não ocorre no Brasil -, aqui tolera temperatura de -40 a + 40, você anda 1000 km como se andasse 500 no Brasil, significando, você anda 1000 km mas seu corpo nem sente a viagem, porque é uma viagem tão tranquila e sem riscos, se comparado com as aventuras e falta de constância que se tem ao dirigir nas estradas do Brasil, as estradas daqui são muito superiores.

Em geral a experiência que venho tendo no Canadá tem se mostrado extremamente positiva, e interferiu muito na minha visão de ambientes profissionais e somente comprovou o que esperava, ao se viver em um país desenvolvido, há uma preocupação maior do Poder Público daqui, se comparado ao Brasil, em satisfazer o cidadão, não somente com o básico (saúde, alimentação, vestuário, alimentação), mas também os especiais, como transporte, acesso e incentivo à cultura, e muito mais.

Estou muito feliz aqui e trabalho para, se for da vontade de Deus, prosperar e principalmente poder praticar o máximo de bem possível, hoje sendo do meu propósito à Defesa do Meio-Ambiente, a fauna e a flora do Brasil e do mundo que estão sendo desrespeitados diante à ganância daqueles que não ligam para as gerações futuras ou o futuro do nosso planeta.

Tags: Geral

5 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Ambrósio // mar 8, 2020 at 5:07 PM

    O estudante elencou todas as virtudes do Canadá, mas se esqueceu da parte ruim: o frio tremendo e os aluguéis. Na cidade onde ele mora o aluguel de um apartamento de 1 quarto gira em torno de 1.500 dólares e de 2 quartos fica mais ou menos em 2.500 dólares americanos. Mais ou menos 1000 % sobre o mesmo aluguel em Varginha.

  • 2 Guto Rabelo // mar 2, 2020 at 9:05 AM

    Zzzzz riquinho zzzzzzz
    Matéria chata!

  • 3 38 // mar 2, 2020 at 6:31 AM

    Volte para Varginha, venha conhecer o trabalho sensacional do buiu do bus, zuiu do esporte, dudu
    das quadras e do assassino da cooperativa.

    Varginha está anos luz a frente de Canadá.

  • 4 Marisa Silveira // mar 1, 2020 at 12:21 PM

    Volte Felipe para ajudar nosso Brasil,com esta experiência fantástica!!!!Vem ajudar nosso Sérgio Moro.

  • 5 Maria Regina de Souza // fev 29, 2020 at 5:38 PM

    Parabéns Felipe. Boa sorte para você. Que Deus abençoe sua caminhada e seus projetos.

Deixe um Comentário