Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]adeira.com.br

Oito sugestões de roteiro pra curtir o carnaval 2020

fevereiro 17th, 2020 · 2 Comentários

Você é da turma que curte folia ou prefere descanso? Veja aqui as nossas dicas para o carnaval 2020.

Aiuruoca

A pequena cidade fica a 147 km de Varginha (2 horas e meia de carro). Se você quer folia, o ideal é ir para Aiuruoca uma semana antes do carnaval, quando a cidade recebe em torno de 20 mil foliões. A festa é na praça Monsenhor Nagel que, ironicamente, recebe o nome do padre que proibiu o carnaval na cidade. A opção foi convencer o padre de realizar o carnaval uma semana antes, sem atrapalhar a reza dos dias de Momo. Trio elétrico, música ao vivo e muitas barracas. Para melhorar a ressaca, há várias cachoeiras a poucos quilômetros de distância. Uma opção é o Pocinho do Badoglio, onde a atriz Isis Valverde se casou. Tem cachoeira, lago artificial, bar e restaurante o dia todo. O Vale do Matutu fica a 20 minutos do centro tem várias trilhas e cachoeiras. É melhor ir em um 4×4, mas qualquer carro dá conta de chegar até lá.

Varginha

A cidade fica vazia no carnaval (o Banho da Doroteia é realizado uma semana antes da data oficial, no centro da cidade, com música ao vivo na concha acústica). No carnaval mesmo, Varginha é uma boa opção para quem quer sossego. Muita gente vai para ranchos ou clubes sociais. O restante faz churrasco na laje ou fica na TV.

Navegantes

Nunca ouviu falar? A pequena cidade de Santa Catarina é um dos destinos mais procurados. É que o aeroporto de Navegantes dá acesso para cidades como Penha (onde fica o Parque Beto Carrero, certamente uma filial do inferno no carnaval), Blumenau e Balneário Camboriú. Aí, sim. Praias lindas -e lotadas no carnaval. Pra quem gosta de gente bonita e folia.

São Paulo

Sim, a maior cidade da América Latina fica “vazia” no carnaval. Mas evite ir ao Museu Catavento, zoológico, MASP (principalmente terça, dia de entrada gratuita). Esses pontos ficam lotados no feriado. De carnaval mesmo, tem o sambódromo (Anhembi, zona norte) e blocos de rua em locais como a esquina da Av. Ipiranga com a São João, no Monumento dos Bandeirantes, na Avenida Tiradentes e no Bixiga. Mas onde ir em SP no carnaval? Pegue um cinema, vá ao shopping, visite a exposição sobre Hebe Camargo no Farol Santander, confira a megaexposição Quadrinhos no MIS (Museu da Imagem e do Som), passeie no Parque Ibirapuera (alugue uma bike para pedalar bastante). Tem ainda a Japan House (Av. Paulista, 52 – Bela Vista), que mostra a arte, tecnologia e gastronomia do Japão em três andares. Visite a Liberdade no domingo (tem a feirinha e muitas lojas de comidas e presentinhos). Para quem gosta, tem o Festival do Pescado no Ceagesp. Na sexta- feira de Carnaval, os casais terão desconto. O preço para casais será fixo em R$ 134 (não inclui bebidas nem sobremesas). O valor normal é de R$150 o casal. Pra comer à vontade. O preço médio de hotel 3 estrelas é de R$100.

Belo Horizonte

O carnaval na capital mineira renasceu há 5 anos. Mas é aquele carnaval
de cidade do interior, com vários blocos de rua em bairros como Santa Tereza, Santo Antônio, Cruzeiro. Como o blocos ficam “esparramados” pela cidade, às vezes não dá pra ter ideia da quantidade impressionante de gente: em 2019, 4,3 milhões de foliões encheram as ruas da cidade – mais de 400 blocos desfilaram. E o carnaval em BH não é só com samba: a maioria dos blocos toca rock’n’roll. E o melhor: você não paga para participar da folia, apenas alimentação nos bares e restaurantes próximos. Preço médio de hotel 3 estrelas na cidade é R$145.

Buenos Aires

A Argentina fica logo ali. Em duas horas de voo você está na capital portenha. Com o câmbio a favor dos brasileiros, é um destino próximo e barato. Não precisa de visto. Você pode passear pelos pontos turísticos como Puerto Madero, onde ficam alguns bons restaurantes, com preço justo: uma refeição com entrada, prato principal (bifão ancho com batatas), sobremesa e uma taça de vinho Malbec não sai mais do que 150 reais por casal. Ali perto tem a Ponte da Mulher, a Fragata Presidente Sarmiento (um navio-museu) e uma ampla calçada para passear, às margens do Rio da Prata. Evite o Cabaña Las Lilas e o Siga la Vaca, estão sempre lotados e barulhentos. Não vale o passeio. Evite também outros restaurantes “famosos”. Às vezes é melhor ir em um café frequentado pelos locais (36
Billares) do que no Tortoni: tem menos gente, é mais barato e mais “autêntico”. Para quem gosta, tem restaurantes com shows de tango (cuidado, tem muito pega-turista, com refeições ruins e preços altos). Visite também pontos como La Boca, Cemitério La Recoleta, Plaza de Mayo, San Telmo, Bairro Chinês. Dá pra fazer tudo a pé (mas se programe antes e, se a perna não aguentar, pegue um Uber entre pontos mais distantes, como La recoleta e o Barrio Chino). Preço médio em hotel 3 estrelas: 110 reais

São Thomé das Letras

Se você ainda não passou pela experiência, tente. A Montanha Mágica fica lotada. A cerveja esquenta. O tira-gosto demora pra ser servido. Mas é uma vez na vida que você vai passar o carnaval em Santuma. Prepare-se pra ouvir muito sotaque paulista. A rede hoteleira ainda é precária, mas há boas opções para todos os bolsos. Se você é de camping, campingue. Há espaço para acampar perto do centro. E tenha paciência e respeito com nossa cidade misteriosa. Se a patrulha celestial permitir, não terá carros tocando música alto (parece que uma lei proíbe a prática medieval). As cachoeiras estarão lotadas, isso é ponto. Vá mais cedo pra curtir as águas geladas que desintoxicam o corpo dos exageros da noite anterior. Faça uma trilha bacana. E aproveite o que São Thomé tem de melhor: o misticismo (mesmo que, para isso, seja preciso dividir a pedra que você se sentar no Cruzeiro para ver o por do sol). Preço na Pousada Serra Branca: 1000 reais o pacote de 4 dias para casal (lembre-se que o preço aumenta no carnaval). É uma pousada simples mas limpa, com piscina, sauna, atrás da igreja “nova”.

Pedralva

É a cidade dos gêmeos sim, mas também é a cidade do rock n’roll. E é por isso que além dos blocos comuns de carnaval, em Pedralva tem um bloco alternativo para os amantes do rock. Na cidade, há 23 anos, acontece o The Carnawall, ou Bloco do Pink Floyd. É um evento fechado realziado em 3 dias, 2 dias antes do carnaval e no próprio feriado. Os floydianos saem na rua cantando ‘Another Brick In The Wall’ com máscaras distribuídas no próprio evento, uma tradição. Você também pode optar por fazer uma trilha até o topo da Pedra do Pedrão, ou a Pedra Branca. São as duas pedras que originaram o nome da cidade. A organização do Bloco do Pink Floyd oferece área de camping: um dia (R$20,00), dois dias (R$40,00), três dias (R$60,00) por pessoa. O contato é: (35) 9 9868-3131. Na área urbana há a opção da Pousada do Tatinha com quarto de solteiro com acomodação para 3 pessoas, o pacote de 4 diárias pro Carnaval sai a R$600,00. A procura é tão grande nessa época, que os quartos de todos os 2 hotéis na cidade já estão reservados.

Tags: Carnaval 2020

2 Respostas Até Agora ↓

  • 1 De olho // fev 19, 2020 at 11:26 AM

    Que roteiros mais aleatórios kkkk

    NOTA DO BLOG: Isso aí, tem pra todo gosto! 😉

  • 2 Cidadã Indignada // fev 18, 2020 at 10:34 AM

    Com todas essas intempéries que vc citou de “Santuma” Madeira, no Carnaval e na semana santa não tem onde colocar gente naquela cidade, e sabe pq? Pq lá vc pode usar drogas a vontade na frente de crianças, comprar as drogas no comércio e ninguém fala nada… políciais? Apenas 2 pra cidade toda! Liberdade pra fazer o que quer lá tem…por isso lota! Vai lá pra ver…kkk

Deixe um Comentário