Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Varginha Rock City – Sindrome Mortal

dezembro 11th, 2019 · Sem comentários

Em 1993 no Bairro Jardim Andere eu fazia tudo o que um garoto de rua fazia. A música já era parte da minha vida e existia uma vontade, não sei como, de fazer alguma coisa, mas nenhum dos meus colegas tinha uma força musical capaz de movimentar alguma coisa.

Muita coisa mudou quando conheci o meu primeiro parceiro musical, o BRUNO MAIA. Na época ele tinha acabado de chegar de Belo Horizonte, seu pai trabalhava na Embratel e foi transferido pra Varginha. O primeiro contato aconteceu ali na Rua Belo Horizonte. Estávamos na rua num dia comum, ele chegou meio sem se apresentar…eu não me lembro muito do bem do momento, mas eu falei pra ele que queria pegar um gato que tinha visto perto da sua casa. O gato era dele…fiquei um pouco com vergonha. Acho que no dia seguinte ele falou que tinha uns discos de rock…entrei na casa dele pra ver, ele também me mostrou uma guitarra, uma GIANINNI STRATOSONIC. Acho que foi a segunda vez que eu via uma guitarra.

Nos meses que se seguiram o nosso gosto pela música foi sendo o cimento que fez as coisas acontecerem…tocávamos umas coisas no violão, meio – meia boca-.  Seu pai, o SEU Dimas, era um ótimo violonista e acabou incentivando as coisas. Assim, depois de um curto prazo já tínhamos aquela vontade de ter uma banda. Tocávamos algumas músicas no terraço de sua casa. Eu ia lá todo dia, as vezes ele ainda estava dormindo e eu ficava lá mexendo nos cds que seu pai comprava.

A primeira banda que a gente criou se chamava MORTAL SINDROME. Andávamos pela rua do bairro gritando MORTAL !!! — SINDROME !!!!. Até algumas pichações rolaram nuns muros. Essa banda nunca tocou, foi coisa de criança mesmo. Depois as coisas ficaram mais sérias…até chegar no TUATHA DE DANANN.

O Bruno Maia me ajudou muito a desenvolver o lado musical e foi um grande parceiro por anos, uns 25 anos…é rs. Ele também se desenvolveu rápido na música, mostrando uma habilidade acima de média como compositor e letrista, também foi responsável por movimentar/criar grandes eventos de rock na cidade, como o ROÇA N ROLL.

Por Rodrigo Paiva Reis Teixeira

Contato: [email protected]

Oforno

Tags: Opinião

0 Respostas Até Agora ↓

  • Não existe comentário ainda. Deixe o seu comentário preenchendo o formulário abaixo

Deixe um Comentário