Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

País da piada pronta: deputados estaduais também terão imunidade

maio 8th, 2019 · 2 Comentários

O Supremo Tribunal Federal acabou de decidir: a partir de agora, deputados estaduais estarão imunes à prisão.

A Constituição já prevê a proteção para deputados federais e senadores. A exceção é em casos de flagrante e crimes inafiançáveis (como estupro e tortura).

Ou seja, em vez de acabar com a imunidade para federais e senadores, aumentaram ainda mais o benefício. A meu ver, totalmente desnecessário.

De acordo com o STF, as assembleias estaduais podem reverter ordem de prisão dada pelo Judiciário contra deputados estaduais.

Votaram a favor da medida: Marco Aurélio Mello, Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli (olha a turma!).

Votaram contra: Luiz Edson Fachin, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso. Parabéns!

Tags: Política

2 Respostas Até Agora ↓

  • 1 SUGESTOR // maio 8, 2019 at 11:25 PM

    O que leva essa “corja” a aprovar um decreto como esse: exatamente porque já entram na política com o firme propósito de roubar!!!

  • 2 Edgard Ximenes Machado // maio 8, 2019 at 5:31 PM

    Trata-se de uma piada anacrônca.

    Não resta a menor dúvida que “eles” advogam em causa própria .

    GM: Não confundir com General Motors… O ministro Gilmar Mendes (STF) que faz parte do rol dos votaram à favor, se autointitulou patrono convicto dos corruptos desamparados .

    Observando sua ideologia tudo nos leva a crer que ele (GM), deve ter sido vítima de um trauma infantil que , infelizmente e por razões que só psicologia explica, repercute até os dias de hoje.

    Para massagear seu ego não vacila em utilizar de argumentos que, às vezes, ultrapassam os limites do bom senso de seus togados.

    Mas ele é ministro togado indicado por FHC: Não confundir com Fundação Honoris Causa…

    Plante flor que colherás perfume… É o nosso livre arbítrio.

Deixe um Comentário