Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Histórias que ninguém contou: A Porca da Discórdia

maio 27th, 2019 · Sem comentários

Por JotaBê (Tatu da Rádio). Atenção: esse é o verdadeiro Tatu da Rádio. O outro é imitação.

Antigamente ser corretor de imóveis não era uma tarefa fácil. Primeiro, porque a oferta era mínima. Para realizar um negócio era preciso ter um nome conhecido e de bom trânsito entre os donos de imóveis e dos compradores. Para ganhar uma pequena comissão em dinheiro, era rara, na maioria das vezes a comissão era paga com carro de milho, boi, café e até mesmo um cavalo entrava na transação.

Joardinando era um desses corretores. Quando surgia um negócio que não aparecia com facilidade, era preciso fazer das tripas o coração para convencer os interessados em realizar a transação.

Certa vez apareceu uma oportunidade: a venda de uma casa de um senhor nas proximidades da Rua Rio de Janeiro. A venda foi fechada depois de muita conversa. Olha que muita conversa mesmo entre  vendedor e comprador. O negócio foi realizado. O problema foi a  comissão. Após muita discussão, o vendedor deu uma porca “erada”. Estava prenha e o dono não havia percebido. A rainha do chiqueiro foi entregue para pagar comissão.

A suína foi levada amarrada por uma corda aos pés, até as proximidades do Catanduvas. Passado uma semana ela deu cria de doze leitões. A causa da discórdia.

Quando o homem que pagou a comissão ficou sabendo da cria, ficou louco. Correu até a residência de Joardinando para recuperar os porquinhos, dizendo que o pagamento era a porca, e não os filhotes.

Conclusão. Foi uma demanda que foi que parar na justiça. Quando terminou já não existia mais nada dos animais, já tinham virado linguiça e carne nos açougues da cidade. Joardianando ganhou a peleja.

Tags: Opinião

0 Respostas Até Agora ↓

  • Não existe comentário ainda. Deixe o seu comentário preenchendo o formulário abaixo

Deixe um Comentário