Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Aciv recebe representantes do Banco Central do Brasil para tratar da comercialização de moedas

maio 13th, 2019 · 2 Comentários

Nesta quarta-feira (08), o presidente da ACIV, Anderson de Souza Martins, recebeu a visita de Alisson Vaz e Tarcísio Americano, representantes do Banco Central do Brasil, em Belo Horizonte. Participaram também da reunião o vice-presidente da ACIV, Wagner de Brito Pio; o diretor de SPC da ACIV, Juarez Foresti e o diretor de desenvolvimento agropecuário e serviços da ACIV, Álvaro Bellizia, que também representaram o comércio de Varginha.

Segundo informações do Banco Central, a quantidade de moedas emitidas equivalem a 132,29 exemplares por habitante. Portanto, além da melhoria de distribuição e aumento da produção de moedas, é necessário que cada cidadão se conscientize que é preciso circular as moedas e não guardá-las ou simplesmente esquecê-las em alguma gaveta.

O Banco Central pediu para que todos se conscientizem e não deixem moedas paradas em casa, pois isso atrapalha o comércio que sente a falta das mesmas.

Tags: Economia · Geral

2 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Cláudia // maio 13, 2019 at 8:13 PM

    Com relação à guarda de moedas, um banco ligado ao governo estimulou e talvez ainda estimule a guarda de moedas, através da distribuição de cofrinhos.
    Se há necessidade de estímulo à circulação das moedas, não basta que representantes do BC visitem a ACIV. Há necessidade de propagandas nesse sentido ( e que o banco governamental não distribua mais cofrinhos).

  • 2 Realista // maio 13, 2019 at 8:03 PM

    Que falta do que fazer. E que desperdício do dinheiro público.

    02 servidores públicos federais com altos salários, deslocando de BH para Varginha (gasto c/ alimentação, transporte e hospedagem) para solicitar apoio para o dinheiro circular?

    Pelo amor de Deus, passou da hora de acabar com essas bobagens…

    Transfere esses dois camaradas para órgãos federais que estão precisando de gente para trabalhar.

Deixe um Comentário