Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Por que culpar os vídeos games?

abril 27th, 2019 · 3 Comentários

Por Rafael Caldonazo

Esse assunto entrou em volga após o atentado terrorista ocorrido na E.E em Suzano/SP, no dia 13/03/2019. Principalmente pela declaração infeliz do Vice-Presidente da República Sr. Hamilton Mourão. Sua declaração levou a entender que unir uma ausência de convívio social, e as atividades de jogos eletrônicos, são uma formula para um comportamento nocivo de crianças e adolescente.

“Hoje a gente vê essa garotada viciada em videogames e videogames violentos. Só isso que fazem. Quando eu era criança e adolescente, jogava bola, soltava pipa, jogava bola de gude, hoje não vemos mais essas coisas. É isso que temos que estar preocupados”, disse Mourão á impressa.

Essa falta de conhecimento do Vice-Presidente, que propôs essa declaração sem fundamento, pode acarretar em vários complicadores, como por exemplo, afetar economicamente o mercado de jogos e também influenciar alguns pais que não procuram uma segunda opinião sobre o assunto.

Colocar os vídeos games como um pano de fundo para essas atitudes violentas, é fechar os olhos para outros motivos realmente impactantes, e assim, deixando de cuidar do que de veras é relevante para o aumento da violência.

Em outro episódio, em 1999, o massacre de Columbine como foi conhecido, fez levantar vários estudos para avaliar o assunto. Até hoje, nenhum deles teve condições de provar a relação que o jogos com os ataques violentos.

Um dos mais recentes, detalhado e difundido pela internet pela comunidade gamer, foi um estudo realizado pela University of Oxford, datado de 19/02/2019 (fonte: http://www.ox.ac.uk/news/2019-02-13-violent-video-games-found-not-be-associated-adolescent-aggression) que apesar de estar em inglês, mostra que este estudo é o utilizado definitivo até o presente momento.

“The study is one of the most definitive to date, using a combination of subjective and objective data to measure teen aggression and violence in games. Unlike previous research on the topic, which relied heavily on self-reported data from teenagers, the study used information from parents and carers to judge the level of aggressive behaviour in their children”, esse estudo também contou com os relatos dos pais, diferentemente o que acontecia em pesquisas anteriores, que apenas busca a visão do adolescente.

Quando ocorreu o atentado de Realengo/RJ, uma emissora de TV insinuou que o atirador tinha sofrido influencia de jogos eletrônicos. Mais tarde, a investigação policial revelou que a motivação do atentado foi um fórum anônimo que discursava ódio contra mulheres, negro, homossexuais, nordestinos e judeus.

Discutir sobre a violência aplicadas no jogos é valido, mas não como o motor voraz de caos de destruição como é implementado pela mídia. Em muitos dos casos, é considerado um alivio para alguns distúrbios como irritabilidade e ansiedade.

Talvez Sr´s Pais, o problema de um comportamento violento de seu filho ou filha, pode estar muito mais atrelado ao mundo real do que ao virtual. Fique sempre de olho!

Tags: Folha de Varginha · Geek

3 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Lula lá // abr 29, 2019 at 3:27 PM

    Parabéns Madeira!

    Você foi ao ponto!
    A deep web teve e tem papel fundamental!
    São poucos os jornalistas e meios de comunicação que tem a coragem de falar sobre isso!

    Àqueles que acham os games responsáveis pelos massacres, deveriam procurar mais sobre o 8º parágrafo dessa matéria.
    O que eu já li sobre, é de ter medo até de compartilhar links que abordam esse tema.

    Novamente, meus parabéns Madeira!

  • 2 Ze // abr 29, 2019 at 9:01 AM

    Os vídeo-games tem culpa sim. Nosso DNA demora milhões de anos para evoluir. Estamos há pouco mais de 30 anos na era dos jogos eletrônicos e a pouco mais de 15 anos que os jogos começaram a ficar reais. A evolução humana é lenta. O subconsciente não consegue distinguir entre a realidade e ficção. Assim, estar expostos à situações violentas, mesmo que virtuais, deixa o comportamento do indivíduo violento.

    Essa é apenas a minha opinião, baseado no que li e fazendo analogias com outras áreas. Como diz Nassim Taleb, cuidado com pesquisas.

  • 3 Leandro A. Ueda // abr 27, 2019 at 2:45 PM

    Em minha opinião somente um estudo não é o suficiente para dizer que é definitivo.

Deixe um Comentário