Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Obra entre Varginha e Três Corações não tem previsão de retomada

março 27th, 2019 · 13 Comentários

A duplicação na BR-491 entre Varginha e Três Corações está paralisada desde o ano passado. Segundo o Departamento de Edificações e Estrada de Rodagem de Minas Gerais (DEER), a obra não tem previsão para voltar. Segundo especialistas, se não forem retomadas, os gastos do Governo poderão aumentar mais que o previsto.

Um ponto que ainda não foi mexido é o da Ponte Palmela, que fica perto de Varginha. Este trecho ainda tem pista simples, e preocupa muitos moradores.  

E é justamente o ponto onde ocorreram acidentes, depois de parte da duplicação. O motorista que vai para a Fernão Dias, depois que passa pela Palmela, entra em uma curva muito fechada -sem sinalização. Acidente certo.

Depois que ocorreram os acidentes, o DEER colocou dois quebra-molas depois da ponte, para obrigar os motoristas a diminuírem a velocidade.

O especialista em trânsito, Paulo Magno Resende fala que a parte mais difícil da duplicação ainda não foi feita. Por isso, se a obra recomeçar, levará mais tempo e mais dinheiro para ser concluída.

De acordo com o DEER, faltam 9 quilômetros para completar a obra. O órgão informou que está pesquisando sobre a situação de obras inacabadas por governos anteriores. Depois da pesquisa, deve avaliar qual obra recomeçar, levando em conta o impacto e urgência da obra. Porém, ainda não se sabe da BR-491.

Já que é pra se falar da urgência em retomar a obra, é só analisar a quantidade de acidentes que aconteceram depois da Ponte da Palmela, para eleger a duplicação como uma das mais necessárias no Estado.

(Fonte: EPTV)

Tags: Segurança · Sul de Minas

13 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Edgard Ximenes Machado // mar 29, 2019 at 10:33 AM

    Obra parada, despesa dobrada…
    Na minha opinião, o ideal seria ter iniciado a duplicação sentido Varginha/F.Dias e não FD sentido Varginha. Mas optaram pelo percurso menos problemático e viável sobre a logística da engenharia rodoviária.
    A topografia do segundo trecho é bastante adversa inclusive com a construção de uma segunda ponte sobre o Rio Verde.
    Salvo melhor juízo, creio que tudo foi maquiavelicamente planejado em véspera de ano eleitoral. Como sempre…

  • 2 Finolema Pilantrel // mar 28, 2019 at 12:27 PM

    Os gazes fétidos da podridão podem começar a fluir, gastou na campanha, não levou o mandato e a verba se foi… naturalmente não é de se espantar…

  • 3 bad ed // mar 28, 2019 at 10:21 AM

    Lucas Mendes, não tem madeira boa, mas muita madeira cheia de pregos, cercas, pedras, metais … pq vc acha que ninhém se habilitou a compra-la?

  • 4 bad ed // mar 28, 2019 at 10:19 AM

    Se Pimentel continuasse no governo, não teriamos esse problema, alias não teria mais problema, não teria mais estrada, não teriamos mais carros e caminhões, não teríamos mais produção, não teriamos, não teríamos, não teriamos…. seria um estado falido (é que quase ja somos), povo sem dinheiro., sem saude…

  • 5 AL // mar 28, 2019 at 10:02 AM

    Típico do estado de Minas Gerais. Sempre medíocre e nas mãos de amadores.

  • 6 JOSE LUIZ // mar 28, 2019 at 9:38 AM

    UMA COISA ESTRANHA, PORQUE O odair cunha, a geisa, FIZERAM PROPAGANDA QUE UM SONHO REALIZADO, MAS SÓ FIZERAM O TRECHO DE TRÊS CORAÇÕES – PORQUE SERÁ QUE A PARTE DE VARGINHA FICOU PARADA? SERÁ PORQUE O PREFEITO É DO PTB?

  • 7 Nippon // mar 28, 2019 at 8:51 AM

    Quero ver no que vai dar isso; muito tempo, muitas negociações e muitos projetos de vida estão sendo alterados por causa dessa obra, tanto para os moradores e proprietários circunvizinhos à rodovia quanto aos usuários da rodovia (muitos até já perderam suas vidas por conta dessa rodovia ultrapassada e mal planejada).
    Que não seja continuação de uma política suja e desonesta, mas que essa duplicação realmente traga benefícios para a nossa região e para o Estado num todo . Esperamos sinceramente que o novo governo NÃO abandone mais essa obra inacabada. Nossa parte nós fizemos, já cumprimos com as exigências impostas, como eu disse acima, alteramos projetos de vida em prol do desenvolvimento, esperamos que o governo HONRE com os compromissos da parte dele. O Brasil só prosperará se todos, sem exceções pararem de jogar com desonestidade e com empurra empurras. Descompromisso e irresponsabilidade têm que ser banidos do nosso vocabulário.

  • 8 ze // mar 28, 2019 at 8:23 AM

    Não me assustaria se descobrissem um grande desvio de recursos nessa obra. Não foi a toa que ela saiu. Investiguem…

  • 9 Barbosa // mar 28, 2019 at 7:59 AM

    Filomena. você e cega. você e petista. Pimentel não, pilantrel.

  • 10 Bolsominion arrependido // mar 27, 2019 at 7:28 PM

    Uai… Chama o Pimentel que novamente que ele resolve!!! Kkkkkkkk

  • 11 Filomena // mar 27, 2019 at 5:27 PM

    Foram votar no Zema e se deram mal. Essa obra está morta, não sairá nunca mais, Se o Pimentel continuasse como governador não teriam esse problema. Toda cidade tem os problemas que merece. A obra, é certo que diante de tantas outra não é prioridade. Chupa Varginha.

  • 12 O Caipirinha // mar 27, 2019 at 5:26 PM

    Uai sô: Eu passu todo dia nesti pedaço di estrada. É meu caminho da roça. Aqui em casa, quandu nois vai fazer um serviço, nois estuda, vê se é o certo, praneja bem, e depois nois parte pro qui tem que ser feito. Agora neste pedaço de estrada parece que num teve pranejamento nenhum uai. Purque a paete mais pirigosa e aonde acontece mais disastri, é justamenti aonde não mexeu e parece que nem vai fazer nada. Genti do céu. não da pra intender nada mesmo neste nosso Brasil varonilll.

  • 13 Lucas Mendes Pereira // mar 27, 2019 at 5:05 PM

    sem falar na quantidade de madeira boa que foi cortada e apodrecendo , porque não faz um leilão ou doa para alguma madeireira , será de bom proveito.

Deixe um Comentário