Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Boa empata com Galo por 0 a 0; VAR foi fundamental

março 30th, 2019 · 4 Comentários

Foto feita pelos tripulantes do helicóptero Pégasus, da PM

Abrindo as semifinais do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG visitou o estádio Municipal de Varginha, o Melão, e empatou sem gols com o Boa Esporte neste sábado (30).

Em sua estreia no Estadual, o VAR foi protagonista do jogo ao anular dois gols e indicar expulsão de José Welison, do clube alvinegro.

A novidade do time titular do Atlético foi Maicon Bolt. Após atuar bem no último compromisso pelas quartas de final do torneio, contra o Tupynambás, o jogador entrou no lugar de David Terans. A partida também marcou a estreia de Geuvânio, ex-Santos.

A estratégia de Levir Culpi parecia ter funcionado, pois Maicon foi a referência do ataque. Se não fosse pelo VAR, o jogador teria uma noite memorável.

VAR polêmico!

O árbitro de vídeo anulou dois gols do Atlético por impedimento. No primeiro, aos 26, Maicon pegou rebote do goleiro e marcou após chute de Ricardo Oliveira, que recebeu em posição irregular. No segundo, foi a vez do ponta ficar impedido. Ele recebeu enfiada de bola e cruzou para Luan finalizar.

O curioso do segundo lance é que o árbitro Rafael Traci se confundiu com os gestos e assinalou gol após revisão. Mas, imediatamente, corrigiu seu erro, frustrando o torcedor alvinegro.

José Welison, volante do Atlético, também foi afetado pelo VAR ao ser expulso por chegada muito forte em Claudeci.

A pressão do Atlético foi constante e o Boa apostou nos contra-ataques como a principal arma ofensiva durante toda a partida e chegou a testar Victor em algumas oportunidades, mas sem sucesso.

O jogo perdeu um pouco de intensidade após a metade do segundo tempo e o placar continuou o mesmo até o apito final: 0 a 0.

O Troféu do Interior foi entregue ao Boa Esporte antes de deixar o gramado, pois o clube é o único de fora da capital mineira a participar das semifinais.

Segurança

A PMMG garantiu a segurança e a tranquilidade dos milhares de torcedores que compareceram ao esperado espetáculo esportivo.

Responsável pelo esquema de segurança da partida, o Ten Cel Marcos Serpa de Oliveira, Comandante do 24º BPM, concitou o efetivo a realizar ações que permitam que tudo transcorra com tranquilidade, protegendo a integridade física de todos os envolvidos no espetáculo, bem como o patrimônio público e particular.

O empenho da tropa proporcionou aos torcedores a oportunidade de vibrar por seu time, num clima de paz e tranquilidade, onde o efetivo do 24° BPM, contou com apoio de militares de Lavras, Três Corações, 6ª Cia PM RV e da CIA BRAVE (PEGÁSUS). Essas unidades reforçaram a segurança nos portões, nos principais acessos e em todo o entorno do estádio, garantindo a chegada e saída dos torcedores.

E claro, as torcidas contribuíram de forma decisiva para o sucesso, pois, o público fez um lindo espetáculo de amor aos times e respeito mútuo.
(Com informações da ESPN e Ascom PMMG, fotos de Marcus Madeira e Ascom PMMG)

Tags: Esporte

4 Respostas Até Agora ↓

  • 1 T // abr 2, 2019 at 1:27 PM

    BISCAMENA – POR QUE NÃO MUDA PRA P. ALEGRE ?? vCE. MORA PERTO DO ZOO, AQUI EM VARGINHA, RSSSSSSSSSS Eu nunca vi, uma pessoa igual a biscamena, xinga a cidade que mora, rssssmentiraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  • 2 Filomena // abr 1, 2019 at 8:57 PM

    O boa jogou super mal. merecia ter perdido, o VAR roubou para o Boa.

  • 3 Filomena // abr 1, 2019 at 5:54 PM

    O público foi bem inferior ao esperado, grande parte do estádio estava vazio.

  • 4 Filomena // mar 31, 2019 at 2:45 PM

    O estádio de Pouso Alegre deve comportar bem melhor o público desse tipo de partida e pode ser aproveitado, conta com acesso bem mais fácil, capacidade maior de torcedores e alem disso a Capital do Sul de minas tem muito mais capacidade para garantir a segurança dos visitante. Esse campinho da Varginha fica num bairro perigoso e próximo a uma penitenciária, o que aumenta ainda mais o risco para os torcedores.Eu não tenho coragem de ir lá e muito menos elevar ou deixar meu filho ou marido ir, acredito que qualquer família que se preocupe com a segurança dos seus não tem. A CBF deve por isso conta da próxima vez que um time BH visitar a região.

Deixe um Comentário