Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Novo Tempo: vandalismo após 24h de inauguração

maio 11th, 2017 · 12 Comentários

Os atos de vandalismo foram registrados em menos de 24h de inauguração do residencial Novo Tempo. A Unidade Básica de Saúde (UBS) amanheceu com a pintura externa danificada. Jogaram tinta na parede e do outro lado do imóvel picharam a expressão “talk”. A Secretaria Municipal de Saúde já havia adiantado que o local terá que receber estrutura de segurança para posteriormente ser equipada e entrar em funcionamento. Já prevendo esse tipo de ação, a Prefeitura e a Caixa Econômica, entregaram os hidrômetros junto com as chaves, por medo de que fossem roubados antes da posse dos moradores.

“Gostaria que todos, inclusive das imediações usufruíssem da nova estrutura do bairro, mas que conservassem”, disse Rafaela do Carmo Camargo que já mora ao lado da UBS junto com o marido e os dois filhos.

banner-sujeira-rua-02

Tags: Destaque · Utilidade pública

12 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Jaqueline // maio 19, 2017 at 8:10 AM

    Ser humano foi a pior criação de todas!

  • 2 conteúdo completo // maio 18, 2017 at 11:38 AM

    Eu tenho estado surfando online mais que 3 horas esses
    dias, ainda eu de nenhuma forma achei algum artigo tão fascinante como esse.

    É amável com valor suficiente pra mim. Pessoalmente, seria de maior interesse para todos webmasters e
    criadores de conteúdo criar um excelente conteúdo como o seu,
    a internet estaria ser muito mais útil do que nunca.

  • 3 Cidadã pra lá de debochada // maio 16, 2017 at 9:53 AM

    O sr (a) “libera aborto prá pobre”, não precisa liberar o aborto, basta vasectomisar o sujeito que fizer um filho e não pagar pensão a seu filho. Qdo ele for solicitado a comparecer perante o juiz, pq não tá ajudando a mae da criança, já sai de lá escoltado pro hospital, e de lá só sai após o procedimento…kkk…pq, o que tem de homem vagabundo ai que gosta de “c*#er” a mulherada burra e assumir a responsabilidade “nécas” não tá no gibi, como diz o ditado. Tbm poderia no pré natal da mulher, fazer um estudo social dela. Se visse que é pobre, namora presidiário ou moleque, e sem um serviço fixo e sem estar casados, assim que nascesse o bebê já faria a ligadura de trompas nessas mulheres que não se cuidam…affff…kkkkkk

  • 4 Eu Aqui // maio 15, 2017 at 9:34 AM

    O país ta perdido mesmo. Um monte de drogado e desocupado nas ruas. Infelizmente é nestes conjuntos populares que grande parte de pessoas de má índole mora. Vemos que o problema é de berço, começa com famílias totalmente desestruturadas, crianças que são geradas sem condição alguma e crescem sem a presença de um pai ou de uma mãe. Sem as bases necessárias em casa estas crianças se transformam em marginais. A solução e criar um controle de natalidade, e esterilizar homem e mulheres que não tem condição de criar os filhos.

  • 5 libera aborto prá pobre // maio 12, 2017 at 2:02 PM

    Falando sério eu acho que tinha que liberar o aborto para pobre. Evita que ele crie o filho sem condições, melhora até a qualidade de vida da cidade

  • 6 Carlos // maio 12, 2017 at 12:34 PM

    Nesses conjuntos populares tem muita gente honesta e trabalhadora, mas a maioria é a ralé da cidade, pode ver que tudo que é tranqueira mora nesses bairros.

  • 7 Meko // maio 12, 2017 at 12:18 PM

    Me Desculpe mais já vi muito “Playboizinho” pichando vários lugares da cidade, acho que só porque se trata de um bairro popular, para pessoas de baixa renda, ou como vc, pessoa milionaria disse, “raça desgraçada”, nao quer dizer que foi gente do bairro.

    POBRE é seu comentário preconceituoso.

    Me Desculpe.

  • 8 Cidadã pra lá de debochada // maio 12, 2017 at 10:33 AM

    É bem verdade Leitor…
    Depois reclama que não tem nada pra eles…cambada!

  • 9 AL // maio 12, 2017 at 9:39 AM

    E viva os eleitores do Lula.

  • 10 Leitora // maio 12, 2017 at 8:32 AM

    Só se for pobre de espirito. Gente medíocre e ignorante que não tem se quer a capacidade de conviver em sociedade. A falta de educação, conhecimento e caráter nada tem a ver condição social.

  • 11 Inércia // maio 12, 2017 at 8:11 AM

    Enquanto houver pais e “educadores” que acreditam piamente no direito da criança se expressar – eufemismo para bagunça – e governantes que consideram o funk uma expressão cultural, estaremos fadados a este tipo de cena. Precisamos legalizar o aborto urgentemente. Filhos só para quem quer criar direito!

  • 12 Leitor // maio 11, 2017 at 5:49 PM

    Madeira me desculpe, mas isso é coisa de pobre, Uh raça desgraçada. E crakento ainda por cima

Deixe um Comentário