Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Veja: o sorveteiro gostou

setembro 10th, 2010 · 46 Comentários

Escrevi o texto abaixo depois de ler a matéria na Revista Veja, no dia 30 de agosto. Como varginhense lógico que gostei de ver a cidade em destaque nacional como referência, em vez de acidentes, ações da Polícia Federal, tráfico, ET ou vaca caindo do teto. Mas alguns pontos foram extremamente mal apurados. Ao fechar a edição semanal da Folha de Varginha, recebi um e-mail de uma leitora que mora em Portugal e acompanha o jornal através do blog. A partir do comentário dela, achei que valia a pena postar o texto, mesmo ele estando já velhinho. Ela comentou que “o que a Veja conseguiu com essa reportagem infundada foi mandar uma quadrilha para a cidade, de 12 ladrões armados”, referindo-se ao assalto no Lagamar. Leia o texto abaixo (lido por mim na Vanguarda na terça-feira 31/8).

Graças a uma combinação que inclui localização, renda per capita e o senso de oportunidade dos moradores, Varginha foi destaque na Veja da semana passada. A revista ressaltou a visão do empresário Gilberto Erbst, dono de uma loja de piscinas. Ao perceber que o mercado estava restrito, montou uma revenda de lanchas e obteve sucesso. A partir daí a revista mostrou o desenvolvimento da cidade.

A reportagem, lógico, é motivo de orgulho para quem nasceu ou mora em Varginha. Mas a revista traz alguns detalhes que não batem com a realidade de quem mora aqui. Como a informação de que, há cinco anos, as únicas opções dos moradores de Varginha era visitar as lojas da rodoviária (visitar lojas na rodoviária???) ou ir à Sorveteria Sabor de Verão (também não entendi, quer dizer que tomar sorvete era a única opção de lazer do varginhense há cinco anos?).

A revista também informou que, nos últimos sete anos, 48 empresas aproveitaram benefícios fiscais para migrar para Varginha. Nesse período, me lembro apenas da Samsung e da Pólo Films fechando as portas. O único dos empresários entrevistado pela revista, o diretor da Philips, Nelson Kenso Takamine, veio para cá em 1998 ou 99, portanto há mais de dez anos. A Veja também citou apenas a Walita e sete fornecedores (que vieram para Varginha em 1999).

Minha preocupação como jornalista é que, nesse momento, na grande São Paulo, com certeza pelo menos um desempregado está lendo a matéria da Revista Veja. Ele acredita que a cidade tem uma grande oferta de empregos, já que, de acordo com a revista, 48 empresas vieram para a cidade nos últimos 7 anos. O que que ele está fazendo lá, desempregado, em São Paulo? Hoje mesmo à noite ele vem pra Varginha, tentar arrumar emprego. Chegando aqui, provavelmente não vai encontrar. E isso não sou eu que estou inventando, quem mora em Varginha sabe como é difícil arrumar emprego na cidade. Os índices oficiais apontam para essa dificuldade. Varginha está entre as 50 cidades que mais demitiram no país.

Apesar das informações desencontradas, a notícia é boa para a cidade. Foi até alvo de elogio por parte do governador Anastasia, durante passagem por Varginha, nesta segunda-feira. O que se espera é que, como as 283 empresas prometidas pela prefeitura, essa notícia resulte em mais investimentos para Varginha, cidade em ascensão, onde o futuro já chegou, segundo a revista.

Varginha merece ser um oásis. Inegavelmente é uma cidade com economia pujante e condições de ser uma metrópole do futuro. Mas com os pés no chão e os olhos para o futuro.

Tags: Economia

46 Respostas Até Agora ↓

  • 1 OMAR KADÁVER // set 17, 2010 at 10:08 PM

    ESTOU DEIXANDO POUSO ALEGRE – A VERDADEIRA CAPITAL – VOU PARA UM LUGAR MAIS BUCÓLICO EM BREVE, POÇOS DE CALDAS!

  • 2 ESTRANHO NO NINHO // set 16, 2010 at 4:28 PM

    O “cont(ato)” é uma piada: qndo a VEJA mostra em suas reportagens a corrupção do PT espalhado pelos 4 cantos deste país, a revista é mentirosa e imprestável. Agora, é só falar de Varginha (lojas na rodoviária ???), que a mesma revista passa a ser referência…
    Como diziam por aqui, é mesmo um “coit(ado)”.
    Esses são os “argumentos” da besta varginhense…

  • 3 Motumbs // set 16, 2010 at 10:39 AM

    Já já vão dizer que Varginha é melhor que Campinas – SP e adjacências, ou mesmo Ribeirão Preto e até Miami.

  • 4 BAADER MEINHOF // set 16, 2010 at 9:01 AM

    “cont(ato)”, faça uma breve pesquisa na internet, e verá que, em questão de QUALIDADE DE VIDA, Poços já foi eleita POR DIVERSAS VEZES uma das 10 MELHORES CIDADES DO PAÍS pra se viver.
    Mas, enfim, de vc eu tenho dó meu caro. Varginhenses como vc se conformam é com isso aqui mesmo. O bom é que, como estão acostumados SÓ com isso aqui, tudo está bom…
    É sentimento de dó mesmo…
    Eu não vou ficar aqui perdendo meu tempo discutindo QUALIDADE DE VIDA com um Varginhense…seria até meio….hehehehehheeh

  • 5 cont(ato) // set 15, 2010 at 6:20 PM

    Baader, não vamos comparar mesmo. A sua cidade tem Shopping e Varginha não. Mas as emissoras que vocês usam para fazerem anúncios de comerciais é daqui e pra vocês não ficarem de fora foi montado um estúdio aí. Cinemas não diz nada, toda cidade tem. Falando em viver em buraco, acho que sua cidade fica dentro de um. Não fiz comparação com o tamanho da sua cidade ou da população, mas em questão de comunicação somos melhores. Varginha não é uma cidade Turística como Poços e nossa população não soma com turistas pra dar esse moooovimentoo que vocês tanto diz. Mas nós já começamos a trabalhar Varginha para o turismo, somando mais indústrias, alé, do café, claro. Ah, tem o caso ET que todos vocês queriam ter um. Como vê, não oferecemos só uma opção, não é mesmo? Mas você não respondeu, o que mesmo a VEJA falou da sua cidade?

  • 6 IN OFF // set 15, 2010 at 1:18 PM

    Temcadaespermadozóidenestemundo!!!
    Eu hein!!!

  • 7 BAADER MEINHOF // set 15, 2010 at 9:13 AM

    Ah, se por ventura o senhor precisar comprar alguma coisa no comércio no sabadão após o meio-dia, pegue o carro e vá até Poços. Por lá, o comércio (mas comércio de verdade mesmo) fica aberto até as 19 h do sabadão…
    Mas, cá entre nós, estamos falando de um outro nível de civilização, certo ?! hehehehe…..
    Eu entendo vcs, é difícil pra vcs que passaram a vida neste buraco aqui entender isso. Eu juro que entendo vcs…

  • 8 BAADER MEINHOF // set 15, 2010 at 9:11 AM

    Aliás, tenho alguns amigos Varginhenses morando em Poços agora. E, não sei pq, eles não querem voltar pra Varginha nem pra visitar a família hehehehe….
    Não vamos começar a falar sobre opções de lazer deste e daquele município, certo ?! Vai ficar muito feio…
    Ah, se bem que, pra Varginhense tolo que aceita qlq coisa, nem compensa muito tocar neste assunto também…
    Ainda mais com as lojas da rodoviária que vcs estão acostumados a passear faz 6 anos, certo ?!
    heheheheheheeh
    COMÉDIAS….

  • 9 BAADER MEINHOF // set 15, 2010 at 9:08 AM

    “Cont(ato)”, realmente, pra pessoas como vc, Poços é só pra um final de semana ou outro mesmo. E ainda bem que é assim. Nós, por lá, não gostamos de pessoas como vc no nosso dia-a-dia não. Gente como vc tem que viver em lugares como Varginha mesmo…
    Se vc quiser começar a falar de Poços, podemos começar citando os 2 cinemas (mas cinemas de verdade mesmo) existentes na cidade, além das várias salas de cinema do shopping. Ah é, Poços tem shopping. E o centro de Poços, vamos começar a falar dele ?! Bobagem, né ?! hehehe seria vergonhoso comparar o centro de Poços com esta M….aqui de Varginha…
    Vamos parar por aqui…sabemos que discutir com Varginhense que não desenterra a cabeça da roça em que vive não compensa…

  • 10 cont(ato) // set 14, 2010 at 2:35 PM

    BAADER, você tem razão! Poços de Caldas é só pra passar o fim de semana. Quanto a viver bem é uma questão de grana mesmo. Com tudo pago toda cidade a gente vive bem, sô. Agora Varginha não tem tanta loja como Poços, alías, é só o que ela mais tem. Mas o que escreveu a VEJA sobre sua cidade mesmo?

  • 11 BAADER MEINHOF // set 14, 2010 at 8:52 AM

    RH // Sep 11, 2010 at 4:03 pm

    A Revista VEJA esteve em Varginha há mais de 6 meses para fazer essa reportagem. Acho injusto falar que não tem fundamento…”

    É, percebe-se logo que eles passaram 6 MESES (??) em Varginha pra fazer a reportagem. Passaram 6 meses visitando lojas na rodoviária de Varginha…
    Como tem gente BESTA que gosta de SER ENGANADO. Oh zé povim que não usa a porcaria do cérebro que tem, meu Deus do céu…

  • 12 Claudio Braga // set 13, 2010 at 4:25 PM

    Nao sei o que tem mesmo de bom e de crescimento em Varginha, essa cidade nao tem NADA para mostrar, em todas as cidades vizinhas tem festas das cidades e Varginha nao tem nada, so sabem falar que algumas pessoas tem dinheiro (todas as cidades tem isso), falam do condominio Lagamar que so tem rico, mas tem ate limpador de piscinas que mora la (ele ganha tanto assim ?), acho que antes de publicarem umas mentiradas e besteiras desse nivel seria melhor confirmar essas coisas, outra coisa, aqui so tem barquinhos pequenos vai para Sampa ou Rio que voce vai ver barcos de verdade, pra mim Varginha continua fraca demais como polo cultural e nada de empregos…..ate o cinema esta falido, voces acham que uma cidade dessa é o que ? me poupe…..ate Sao Tome das Letras tem mais cultura e lazer para todos….

  • 13 BAADER MEINHOF // set 12, 2010 at 12:19 PM

    É tudo muito simples: pegue um Varginhense, e mande-o passar um final de semana em Poços de Caldas, com tudo pago…
    Depois, retornem com o coitado pra Varginha…
    Pronto, ele vai ter idéia do que é viver bem, e do que é viver em Varginha…

  • 14 Otimista // set 11, 2010 at 4:08 PM

    Não dá pra entender. Quando a cidade é elogiada, consegue mostrar qualidades, há pessoas com espírito extremamente pessimista e consegue ver que o progresso sótrará coisas ruins para a cidade. Fica difícil acreditar que uma pessoa inteligente realmente acredite que coisas boas tragm coisas ruins. Dificil……

  • 15 RH // set 11, 2010 at 4:03 PM

    A Revista VEJA esteve em Varginha há mais de 6 meses para fazer essa reportagem. Acho injusto falar que não tem fundamento. Durante esse tempo a revista entrou em contato com vários gestores de várias empresas instaladas na cidade, porém, poucas delas se abriram. Inclusive a empresa onde trabalho foi contactada. Quanto às vagas de emprego, realmente temos vagas em aberto, mas o que falta, realmente é pessoal qualificado. Os candidatos não se interessem no aprendizado contínuo e no seu aprimoramento. Oportunidades não faltam. Para quem procura, existem vários cursos gratuitos na internet, como da FGV e SestSenat. Basta correr atrás!

  • 16 Realidade // set 11, 2010 at 10:02 AM

    É dura a realidade.

  • 17 VC // set 10, 2010 at 10:06 PM

    Mania de dizer que Pouso Alegre cresce desordenamente. Os problemas da cidade são os mesmos desde a época que o bandeirante Fernão Dias passou por aqui. Que anda meio desordenado são as indústrias de peso que estão se instalando as margens da aBR 459 e 381 em seu perímetro urbano. É uma atrás da outra. E o que é melhor, ninguém tá sabendo.

  • 18 Mano vida loka // set 10, 2010 at 9:07 PM

    eu me desenvolvo e evoluo com meu filho, eu me desenvolvo e evoluo com meu pai!

  • 19 Maycon // set 10, 2010 at 6:35 PM

    quanto será que pagaram para esta matéria absurda e mentirosa sair na Veja????

  • 20 Rodrigo // set 10, 2010 at 5:51 PM

    Parabéns Madeira, texto muito bom, retrata a realidade de Varginha… Sobre a questão de empregos, tenho empresa em varginha e emprego em média 12 colaboradores, tirando os encargos que atrapalha muito o que mais prejudica é, funcionário quer emprego, trabalhar mesmo ninguém quer… 30% desse quadro de funcionário só reclama e nada faz para crescer na empresa ou fazer algo para trazer renda para a mesma, se bobear não faz nada o mês inteiro e reclama do salário, a realidade é esta, infelizmente…

  • 21 cont(ato) // set 10, 2010 at 5:36 PM

    Zé, você esqueceu de incluir seu nome na lista acima, ou melhor, na sua lista.

  • 22 Lucas // set 10, 2010 at 5:26 PM

    Vocês são engraçados. Achar que a Veja vai ajudar um governo do PT… Acho que é melhor se capacitarem ao invés de ficaram chorando. Quem tá preparado tem emprego.

  • 23 Chacal // set 10, 2010 at 3:52 PM

    Piscina? hahahahahahahahahaha, nós pobres nadamos mesmo é no rio do fedor aqui no Centenário, e caixão no Imaculada, ou tem que tirar senha para nadar nas ”limpidas piscinas do clube olimpico Rio Verde”, fala sério gente,os politicos de Varginha tem é que ficar atentos ao nivel de desemprego da cidade, Varginha é a cidade que mais demitiu, e que as empresas estão queimando o chão daqui poís não há incentivo, a pindaiba está tanta que meses atrás cortaram até os telefones da Prefeitura, e lá vem de novo a matéria da veja dizer que Varginha está evoluindo, está sim evoluindo, evoluindo nos assaltos tráfico de drogas,e por ai vai….

  • 24 Verdadeiro // set 10, 2010 at 2:04 PM

    Enquanto o mundo todo discute formas de DESENVOLVIMENTO sustentável e equilibrado, tem bocó varginhense que sonha e acredita que a melhor forma da cidade desenvolver é ter shooping e 500 mil habitantes.
    A diferença de Varginha pras outras cidades que faz com não só a veja a introduza no rol das futuras metropoles é o fato da cidade não crescer como Pouso Alegre, totalmente desordenada, não estou falando que varginha não tem problemas, mas que nos ultimos anos muita coisa melhorou é fato.

  • 25 Ricardo // set 10, 2010 at 1:28 PM

    Madeira você disse tudo!

    Concordo tanto com cada linha que mandei seu texto por e-mail pra várias pessoas!

  • 26 // set 10, 2010 at 12:49 PM

    INDUSTRIAS DE VARGINHA
    pamonha
    pé de moleque
    bio diesel fantasma
    È.te que nunca existiu
    zoológico pedindo socorro
    funcionarios da pmv querendo fazer greve por falta de cascáio
    isso que é progresso eheheheeheheheheh

  • 27 IN OFF // set 10, 2010 at 12:31 PM

    Veja bem!!!! Cá entre nós!!! É pura verdade da dita cuja revista!!!! Membros remotos ….quem viver verá…a IstoÈ.. Edição Nº 1390 de 22 de Maio de 1996…Falou do ET!!! Cuja chamada era ” O MISTÉRIO DO ET BRASILEIRO’!!!!
    Pelo menos Varginha saiu em duas revistas da terra do futebol e carnaval!!!
    Eu hein!!!

  • 28 Regi // set 10, 2010 at 12:18 PM

    “VARGINHA ATÉ MORRER”,PARABÉNS!VC DISSE TUDO!E TBM ACHO UMA BOA O MADEIRA ENVIAR PARA A SEÇÃO DE CARTAS DA REVISTA,A MATÉRIA ESCRITA POR ELE, QUE RETRATA MUITÍSSIMO BEM A REALIDADE DE VARGINHA.

  • 29 Manu // set 10, 2010 at 11:53 AM

    O que se deve destacar é o amadorismo da Revista Veja. Há muito é tendenciosa política-econômica e socialmente falando.
    Basta ler com atenção suas matérias nesses campos e sempre, digo sempre, veremos direcionamento e falta de informação correta.

  • 30 Aline // set 10, 2010 at 11:34 AM

    Esqueci de pergutar cade as empresa….são fantasmas tambem ou são laranjas????????kkkkk

  • 31 Aline // set 10, 2010 at 11:32 AM

    Não concordo que a 5 anos só tinha loja na rodoviaria e nem picolé…..a uns 30 anos a traz tinha discoteca em cima do posto na wenceslau braz perto do inss, cine rio branco….é agora que não tem nada.

  • 32 Verdadeiro // set 10, 2010 at 11:21 AM

    Madeira, uma dica para publicarem seu texto na sessão de cartas da revista como varginhense até morrer falou.

    Fala que aqui é uma cidade governada pelo PT e que você é um jornalista do naipe do Azevedo, com certeza publicarão seu texto e capaz até de te contratarem

  • 33 Varginha até Morrer... // set 10, 2010 at 10:45 AM

    Parabéns pelo comentário, não há uma vírgula a alterar. Jornalismo tem que retratar a verdade…a reportagem mostrou uma realidade distorcida, criou uma falsa impressão que aqui é um paraíso de portas abertas, que empresas novas chovem na nossa horta diáriamente. Só quem vive em Varginha sabe o que realmente se passa na cidade, sem falsas imagens.
    Sugestão: Madeira, porque você não envia esse seu comentário para a seção de cartas da revista?

  • 34 José Roberto Reis Campos // set 10, 2010 at 10:40 AM

    Caro Madeira,
    Inicialmente gostaria de parabeniza-lo pela sua competência e esforço na condução do blog e do jornal Folha de Varginha.
    Mas, sinceramente, acho que você está fazendo um desserviço à nossa querida Varginha com críticas tão, ao meu ver, desnecessária à matéria da revista Veja.
    É claro que a revista citou alguma coisas fora da realidade, mas mesmo assim, acho que deveríamos comentar apenas os pontos positivos desta matéria da Veja, com uma visão do alcançe que tem esta revista em todo o Brasil.
    Comentários como este de sua leitora Maria, desmonstra, no mínimo, um sentimento de revanche, despeito, não sei lá o que.
    Não sou politico, nunca fui candidato a nehum cargo publico, e sou leitor assíduo de seu blog.
    Um grande abraço,
    José Roberto

  • 35 Realidade // set 10, 2010 at 10:15 AM

    A matéria da revista veja deve ser lida com senso crítico.

    O futuro chegou para algumas cidades citadas com mais de 500 mil habitantes como Uberlândia, Juiz de Fora, etc.

    A reportagem falou de dezenas de cidades de 100 a 500 mil habitantes que PODEM chegar ao patamar de metrópole.

    As 20 cidades “escolhidas” pela revista, que ela julgou serem as metrópoles do futuro, foram escolhidas pelo fato da revista achar serem casos mais interessantes. Mas não são necessariamente cidades que se tornarão metrópoles. Aliás Varginha chegará aos 500 mil habitantes crescendo menos que Poços de Caldas ou Pouso Alegre?

    A VEJA pegou como critério para a escolha das cidades o aumento do PIB entre 2002 e 2007. Varginha teve grande aumento do PIB é fato. Mas ao analisarmos de onde veio esse aumento iremos perceber que:
    -Quantas empresas se instalaram no período de 2002-2007, que justificasse o aumento do PIB?!?
    -O aumento do PIB não seria decorrente da movimentação do porto seco que contabiliza para Varginha a exportação de café de outras cidades. Lembre-se, T. Pontas, B. Espernça,etc produzem muito mais café que Varginha.

    a impressão que fica é que a VEJA pegou os dados puros e não verificou o que está por trás dos números.

    É só pensarmos uma coisa. Para uma cidade crescer ela tem que atrair empresas e gerar empregos. Desta forma a cidade atrai migrante, que terão trabalho, e cresce em população.

    O caminho para chegar aos 500 mil habitantes, e tornar-se metrópole, é muito longo para todas as maiores cidades do sul de minas, e parece que Varginha está atrás de pelo menos duas cidades da região: Poços de Caldas e Pouso Alegre. Em geração de empregos e crescimento.

  • 36 Diego Gazola // set 10, 2010 at 10:15 AM

    Ahhh que boa análise, assim ficou mais claro ainda a diferença entre desenvolvimento e crescIMENTO. Parabéns!

  • 37 Eu, uai... // set 10, 2010 at 9:59 AM

    kkkkkkkkkkkkkkk
    Naquele comercial da TV alterosa: “Nossa Gente” onde são homenagiados as pessoas que engrandeceram as nossas cidades, tem que passar o Gilberto urgentemente!
    kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ele é o motivo do progresso de Varginha!
    Agora… quem visitava as supostas lojas da rodoviária é quem compra lanchas dele hoje??? Qual a relação disso???
    O povo Varginhense melhorou de vida pq comprou piscina???
    Nusss
    Quem escreveu essas coisas sabia o que estava fazendo?

  • 38 Gi // set 10, 2010 at 9:56 AM

    Nossa, essa repostagem oi so para enganar pessoas que não vivem aqui em Varginha.

    Pois, arrumar emprego aqui é a coisa mais dificil do mundo..

    Jovens, não conseguem arrumar emprego pois todas as lojas de Varginha pedem experiencia comprovada na carteira de 1 ano, ou 6 meses…..

    Quem nunca trabalhou não tem nem um mes assinado.. como eles fazem…

    Firma daqui de Varginha, a maioria esta contratando e passa um mes tem a demissão em massa…..

    E é assim que Varginha onsegue ser um polo de referencia???????

    Referencia so se for para ET, vaca voadora , ou bandidos armados, fazendo Varginha ficar pior….

    Estou totalmente envergonhada com essa reportagem…

  • 39 É memo? // set 10, 2010 at 9:53 AM

    Varginha cidade do futuro, assim como o Brasil é o pais do futuro há pelo menos 25 anos que eu me entendo por gente, eqto houver politicos corruptos esse país não vai crescer, e eu queria saber o endereço de pelo menos uma dessas 48 empresas que vieram pra cá pq eu estou precisando de emprego!

  • 40 123 da silva 4 // set 10, 2010 at 9:46 AM

    Esse repórter da VEJA deve ter comprado o DIPLOMA ou feito faculdade na UNIABC (vide DANILO GENTILLI YOUTUBE).

  • 41 CLARA // set 10, 2010 at 9:32 AM

    CONCORDO COM VOCÊ MARIA! EM TODOS OS SETORES TEMOS AS FAMOSAS PROPAGANDAS DISFARÇADAS. É ESTATÍSTICA FALSA, PRÊMIOS ARRANJADOS, MELHORES DO ANO QUE NÃO PASSAM DE MAIS OU MENOS, ETC.

  • 42 Receita Federal // set 10, 2010 at 9:18 AM

    De novo???
    Muda de assunto nem a revista veja acredita no que escreve.

  • 43 Jack // set 10, 2010 at 9:00 AM

    Acredito que há emprego sim, o que falta e pessoal qualificado !

  • 44 Zé Picuá // set 10, 2010 at 8:42 AM

    Estas vagas de emprego que estou pra descobrir onde são ,pois com minha experiencia profissional pelo menos ate agora em Varginha não consegui nada para o meu perfil.Queria que fosse real o que la (na revista) foi escrito.Ainda que tenha tido um certo crescimento na oferta de empregos, basta irmos a algumas cidades da regiao e mesmo acompanhar pelos jornais que as novas empresas estão optando por instalarem em cidades como Pouso Alegre,Extrema e outras que estão localizadas à margem da Rodovia Fernão Dias.Vou a cada 15 dias a São Sebastião do Paraiso e Passos e fico orgulhoso de ver como aquelas cidades e outras estão com muito mais “empregabilidade” do que a nossa outrora Princesa do Sul.Quanto ao fato de verificarmos se foi materia paga ou não da reportagem apenas basta prestarem atenção a um detalhe simples. O tipo de letras e formatação do texto da reportagem é um pouco diferente das demais reportagens contidas naquela edição. Até mesmo a cor das tintas. Parece que foi apenas encartado na revista , sendo o material impresso por outra grafica. Pena que não seja a realidade o que la se descreve mas vai servir isto sim pra atrair um bocado de aventureiros isto sim .

  • 45 Antonio Belo Sobrinho // set 10, 2010 at 8:39 AM

    Muito bom. Deus abençoe este Blog, o Madeira, o Sorveteiro, os desempregados e Varginha. Amém!

  • 46 Maria // set 10, 2010 at 8:11 AM

    Logo logo vão apurar e descobrir que se tratou de matéria paga, não há dúvida disso. Não é difícil descobrir a quem interessa o teor da reportagem.

Deixe um Comentário