Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Ferrovias da Região -A busca da reativação-Ramal da Mogiana-Poços/Águas da Prata

janeiro 31st, 2009 · 10 Comentários

csc010209_01-468-x-351.jpg csc010209_02-468-x-351.jpg csc010209_03-468-x-351.jpg csc010209_04-468-x-351.jpg

Carlos Cornwall -Especial para o Blog do Madeira 

A matéria foi feita pelos estudos in loco que tenho buscado até como hobby sobre as ferrovias de nossa região, onde passaram e que ainda poderão passar não só os trens de carga, mas também de passageiros. Hoje falo um pouco sobre a Companhia Mogiana de Estradas de Ferro,que foi fundada em março de 1872 teve quase 2000 quilometros de linhas, serviu aos estados de São Paulo e Minas Gerais até 1971, quando foi incorporada à Fepasa – Ferrovia Paulista S.A.,depois para a RFFSA e atualmente está com a Ferroban. Clique no título para ler o texto, as legendas e mais fotos.
O trecho que falo hoje é um dos ramais da Mogiana, precisamente entre Poços de Caldas/MG   e Águas da Prata/SP, as fotos que dão crédito à matéria (leia as legendas no final do texto) foram tiradas entre 23 a 25 de janeiro de 2009. Esse trecho que falo na realidade é muito maior, vai de Poços de Caldas a Campinas/SP, ramal importante da Mogiana, que leva esse nome por passar pelo Vale da Mogiana (Mogi Mirim e Guaçu), além de vários Municípios Paulistas. No entanto concentro no espaço entre Poços e Águas da Prata, pois até pouco tempo ainda existia na bonita ferrovia entre montanhas, vales e cachoeiras, o transporte turístico. Porém hoje esse trecho encontra-se desativado para esse tipo de transporte. Conversando com pessoas de Águas da Prata (onde se pode tomar na fonte da Juventude a Água Mineral Alcalina  bicarbonatada, que é indicada para várias finalidades, além de ter um sabor especial), verifiquei que muitos querem a volta do transporte de passageiros, e daí surgiram várias histórias em torno da ferrovia, onde residem muitos descendentes de ferroviários da famosa Mogiana. A Estação de Águas da Prata foi inaugurada por D.Pedro II no final do século dezenove  continua exuberante, passando atualmente por reformas. Já a Estação Ferroviária de Poços abriga hoje o Destacamento da Guarda Municipal. O trecho Poços/Prata atualmente é utilizado apenas para o transporte de cargas (especialmente bauxita e fertilizantes), a concessionária é a FCA-Ferrovia Centro Atlântica(a mesma que opera o ramal de Varginha) em convênio com a Ferroban-Ferrovia Bandeirantes.Muitos que lerem essa matéria talvez não se lembram, mas esse ramal ficou famoso, pois fez parte da história de uma novela da Rede Globo, estrelada por Tony Ramos e Carla Camuratti em 1984, chamada de Livre para Voar, Tony Ramos fazia o papel de Pardal e morava em um vagão da Ferrovia e fazia par romântico com Carla Camuratti (Bebel), a novela contava ainda com Alexandre Frota e Maurício Mattar (iniciando na TV), Miguel Falabella e Elias Gleisler,entre outros. Estudando sobre o assunto descobri que um estudo foi feito já há algum tempo pelo BNDES para que alguns trechos ferroviários sejam reativados, entre esses estaria o de Poços/Águas da Prata.Nas pesquisas, vi que alguns vagões de passageiro hoje são utilizados como lanchonetes ou centro de informações,como se vê de uma das fotos.Assim vale a pena reativar esse pedaço da histórica Mogiana  para o Turismo, só para completar, cabe lembrar que a Mogiana , tinha ramais para Passos,Paraiso,Guaxupé, vindo no passado até a Juréia, que segundo historiadores ligava-se a Varginha no trecho original da Cruzeiro/SP- Juréia/MG, esse trecho entre Juréia e Varginha foi desativado após a Construção do Lago de Furnas. O Trecho Varginha/MG a Cruzeiro/SP continua existindo, com alguns quilômetros sendo utilizados para o turismo, assunto que abordaremos em outra oportunidade.csc010209_05-468-x-351.jpg csc010209_06-468-x-351.jpg csc010209_07-468-x-351.jpg   LEGENDAS DAS FOTOSFOTO 1 – Trem da Companhia Mogyana onde a porta registra a Origem do VargãoFOTO 2 – Vagão da Mogiana usado como lanchonete em Poços de CaldasFOTO 3 – Antiga Estação Ferroviária de Poços de Caldas,hoje utilizada como destacamento da Guarda Municipal.FOTO 4 – Visão priviliegiada da Estação de PoçosFOTO 5 – Placa informativa da Estação Ferroviária de Águas da Prata(inaugurada por D.Pedro II no final do sec.XIX, construída pela Cia.Mogiana)FOTO 6 – O autor observando um cargueiro estacionado na estação de prataFOTO 7 – Estação de Prata em reforma. 

Tags: Colaboradores · Cultura · Educação · Turismo

10 Respostas Até Agora ↓

  • 1 joao batista dos reis machado // fev 10, 2011 at 5:35 PM

    É um triunfo para o povo brasileiro cada metro reativado ou construido de ferrovia.

  • 2 Carlos Cornwall // set 15, 2010 at 9:11 AM

    Oswaldo, só agora li seu comentário, aproveitei para visitar seu blog. Estamos conversando com vários aficcionados por ferrovia de nossa cidade e em breve será criada a associação de amigos do trem do sul de minas e queremos sim,lutar entre outras causas, para ajudar na reativação desse trecho entre poços e prata,que é muito bonito e tem tudo para ser reaberto,pois gente disposta a utiliza-lo é o que não falta.
    Abraços do Carlos Cornwall/Varginha-MG

  • 3 OSVALDO GOMES FERREIRA // abr 5, 2010 at 12:59 PM

    Começamos de novo a sonhar com a reativação da ferrovia em Águas da Prata para finalidade turística. Os trilhos remanescentes vão apenas té a CBA Cia Brasileira de Alumínio e pensamos em retomar de Aguas da Prata até a Estação da Cascata (alto da serra) com revitalização do trecho e da Cascata, reurbanização do entorno da estação etc. atividades temáticas-ambientais e turísticas etc.

    Se é um sonho? Claro que é!. Esperamos acordar com alguma coisa avançadas e mais parceiros para esse projeto que estamos tocando.

    Se puder enviar mais fotos, memorias, apoios estamos ao dispor.

    Somos uma entidade ambiental de Águas da Prata. Pode nos conhecer no http://www.pratavivacombr.blogspot.com.

    abraços e obrigado por gostar de nossa região que tentamos preservar até com o último centavo e alento.
    ]abraços
    Osvaldo

  • 4 Samuel // fev 28, 2010 at 1:00 PM

    Interessante, ainda mais porque foi o imperador D. Pedro II quem inalgurou.

    O Brasil deveria dar mais valor ao resgate do nosso passado imperial!

  • 5 Carlos Cornwall // jul 28, 2009 at 7:53 PM

    E continuam os investimentos de prefeitos de todo o Brasil, mais um do Estado de S.Paulo

    Guararema quer trem turístico até 2010

    traz o Jornal – Mogi News de 28.07.09

    Estação de Guararema (SP). Município vai trabalhar com a ANTT e a MRS para garantir, até o fim de 2010, a implantação de um trem turístico na cidade

    O prefeito de Guararema, Márcio Luiz Alvino de Souza (PR), afirma que a prefeitura vai trabalhar com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a transportadora MRS Logística para garantir, até o fim de 2010, a implantação de um trem turístico entre o centro da cidade e o bairro Luiz Carlos, que faz divisa com Mogi das Cruzes.

    A implantação do projeto turístico foi prevista na revisão do Plano Diretor, realizada em 2006, quando a prefeitura era comandada por André Luiz do Prado (PR). O nosso objetivo é colocar uma locomotiva e dois ou três vagões, que transportarão os turistas, destaca o prefeito. Atualmente, esse trecho de via férrea, que tem cinco quilômetros, é utilizado pelos trens de carga da MRS Logística. A empresa tem a concessão do governo federal para explorar a linha.

    Márcio Alvino diz que não espera enfrentar resistências por parte da MRS, empresa que foi acionada na Justiça pelo ex-prefeito André do Prado, que queria mais investimentos da concessionária no reforço da segurança nas passagens de nível do município. A prefeitura obteve duas vitórias judiciais nesse processo e avalio que todas as dificuldades já foram superadas. Vamos trabalhar com a Agência Nacional e com MRS para garantir esse trem de turismo que tem tudo a ver com o nosso projeto desenvolvimento para a cidade. Ainda de acordo com o prefeito guararemense, a implantação do trenzinho exigirá muito trabalho da prefeitura, incluindo a restauração, pelo menos parcial, da estação de Luiz Carlos que está em péssimas condições de conservação.

    MRS Logística

    O gerente de Concessões da MRS Logística, Sérgio Henrique Carrato, disse que a implantação do trem turístico é viável. Depois de aprovado pela agência, o processo chegará para a MRS, que poderá ou não ratificar o projeto. Mas a empresa está aberta para avaliar as propostas.

  • 6 Carlos Cornwall // maio 6, 2009 at 3:28 AM

    Leitores do Blog, mais um trem de turismo volta a operar, vejam a noticia do MS Noticias:

    Trem do Pantanal vai entrar em operação

    05/05/2009 – MS Notícias

    A velha estação abandonada, no centro de Aquidauana, é página virada. A crítica do mestre Frazão no enredo carvalesco “Maria Louca”, revelando o precário estado da ferrovia, entra para o acervo da história, como referência de um período de 14 anos, quando apenas o transporte de carga foi mantido. O novo Trem do Pantanal, numa versão que pouco lembra as primeiras locomotivas que apareceram no Brasil, no século XIX, deixa de ser uma mera especulação.

    O governador André Puccinelli, que apostou no projeto e garantiu que “se Deus quisesse” o trem voltaria, viabiliza, um sonho acalentado por todos os sul-mato-grossenses. “Deus quis”, lembra um estudioso do assunto, porque André buscou parcerias significativas: o Governo Municipal de Aquidauana, a América Latina Logística (ALL) e a Serra Verde, empresa gestora do empreendimento.

    Quando entrar no Trem, nesta sexta feira, depois de descerrar a fita que inaugura oficialmente o mais novo equipamento ferroviário e turístico do país, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva – convidado ilustre da festa que será um “revival” de uma cena histórica de 1912, quando a primeira locomotiva apontou nos trilhos da NOB, sendo aclamada de forma emocionante – pode estar confirmando o início de um novo tempo para a Princesa do Sul, cidade que é a porta de entrada para o celebrado santuário do Pantanal. O primeiro trem, conforme registram os anais, “impulsionou o município”. Este, pode contribuir para uma nova etapa de desenvolvimento.

    É verdade que a versão Express pouco lembra a velha Maria Fumaça, nome dado em função do vapor e fuligem que a locomotiva pioneira expelia pela chaminé. Os vagões são vistosos, com uma decoração que chama a atenção de qualquer um. Tem um Bar “Chic” – como definiu um curioso – , vagão executivo e camarote. Talvez o apito lembre, vagamente, o som estridente que conferiu àquele veículo ferroviário de tempos idos outro apelido: “Maria Louca”. Mesmo assim, será difícil para os antigos moradores da cidade, não voltar no tempo. Aliás, a Serra Verde Express incorpora essa possibilidade como uma de suas premissas comerciais. O Site da empresa observa que seus projetos visam fazer com que os clientes tenham contato com a natureza, se divirtam e tenham despertado o saudosismo, em passeios inesquecíveis.

    Em síntese, o ontem e o hoje se unem num momento histórico para Mato Grosso do Sul. Além desta “imersão saudosista” a volta do Trem, como alguns gostam de dizer ou simplesmente o início de Operação do Trem do Pantanal, como observam outros, tem desencadeado um novo ritmo na cidade de Aquidauana. Se a Festa da Farinha, do lado de lá, contagiou o lado de cá, certamente a emoção ganhará sentido oposto, na próxima sexta-feira. Será difícil conter a emoção, que já foi desencadeada no coração de escritores, poetas e cantores, de tempos para cá. Um deles, o prefeito da cidade irmã, Cláudio Valério:

    “Sobre os gastos trilhos
    Firmados no chão batido
    Lá vem ele a deslizar.
    Seu ritmo binário
    Anima um cenário
    De belezas sem par.
    Diversidade de cores,
    De tuiuiús e beija-flores,
    Colore-se o ar.
    Na terra, os bichos!
    Do capão ao corixo,
    Vê-se a vida a brotar.
    Desejo de união…
    Ocidente-Japão.
    É preciso sonhar!
    Água e céu!
    O pantanal do mundéu!
    Corumbá-Montevidéu,
    Buenos Aires-Assunçao..
    Fim de estação!
    É preciso parar.
    Ipês multicores,
    Falcões, desamores…
    Lembranças recônditas,
    Daquela criança,
    Que não quer acordar.
    Locomotiva fumando,
    Apitos alertando,
    Que o trem vai passar!
    E entre espanto e saudade,
    Vai transportando uma idade,
    Que sempre insiste em ficar.”

    O espanto e a saudade, certamente estarão entre as emoções desta sexta-feira. O espanto talvez dos que não acreditaram que o Trem do Pantanal seria uma realidade. A saudade daqueles que viveram, por muitos anos, a emoção de viajar de trem ou de simplesmente ver a locomotiva passar, com os apitos alertando, que o trem iria passar.

  • 7 Carlos Cornwall // abr 21, 2009 at 4:01 AM

    Marcus Madeira,opção de passeio ferroviário será inaugurado ao público no próximo dia 25.
    Vale a pena ler a volta da São Paulo Railway ou SPR(que ligaria Santos a Jundiai) que foi inaugurada em 16.2.1867(Fonte Revista Caminhos do Trem-pag.13)

    Vai a noticia:
    Primeira ferrovia de SP reiniciará operação

    20/04/2009 – Folha de SP

    Construída principalmente para o escoamento da produção de café de Jundiaí (a 58 km de São Paulo) para o porto de Santos, em 1867, a primeira ferrovia do Estado voltará a ter fins turísticos no próximo sábado, dia 25 – data da viagem inaugural do Expresso Turístico Luz-Jundiaí. A iniciativa é do governo estadual.

    O trem transportará 174 passageiros da capital até Jundiaí, passando por referências históricas, culturais e naturais dos 60,5 km do trajeto – como o memorial da América Latina, a Pinacoteca, a fábrica Matarazzo e o pico do Jaraguá.

    No início desta década, agências de turismo alugavam composições tradicionais da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) para oferecer o passeio Luz-Jundiaí, o que deixou de acontecer há cerca de quatro anos.

    Com o intuito de estimular o turismo rural no Estado e de reavivar sua história ferroviária, o passeio foi reativado – desta vez com dois vagões com assentos. No último sábado, a Folha participou do passeio reservado para imprensa e convidados, parte dele percorrido também pelo governador José Serra (PSDB).

    Durante o passeio, monitores dão informações históricas e curiosidades relacionadas a diferentes pontos do trajeto.

    Em Jundiaí, os turistas têm a opção de retornar ou então escolher entre três passeios de trem, pagos à parte. O cultural inclui visita aos museus da Energia, Ferroviário da Companhia Paulista e Solar do Barão e à catedral Nossa Senhora do Desterro, além de tour pelo centro histórico. O ecológico oferece caminhadas leves pela serra do Japi e almoço no mercado. Já o circuito das frutas passa por pequenas propriedades de agricultura familiar pertencentes a nove municípios além de Jundiaí.

    O Expresso Turístico, cuja reforma custou R$ 100 mil à CPTM, inicia seu retorno rumo a São Paulo às 16h30. O horário de chegada previsto é 18h. A viagem turística ocorre sempre aos sábados. O passeio custa R$ 28 (pagamento somente em dinheiro). O segundo, o terceiro e o quarto acompanhantes pagam R$ 14.

    Já os passeios em Jundiaí custam em média R$ 48. Para reservas e mais informações procurar a agência Rizzatour Turismo, por meio do telefone 0/xx/ 11/ 4817-1618 ou então do e-mail [email protected].

    O Governo do Estado de São Paulo prevê ainda colocar em funcionamento mais dois novos expressos turísticos neste ano: Luz-Mogi das Cruzes, a partir de maio, e Luz-Paranapiacaba, até o mês de julho.

  • 8 Carlos Cornwall // abr 18, 2009 at 2:28 AM

    Marcus Madeira, o Estado de São Paulo continua investindo no revigoramento do transporte ferroviário de passageiros.
    Recebi o convinte da inauguração de um novo trecho que está sendo chamado de Trem Circuito das Frutas,entre São Paulo e Jundiai.Vale a pena os blogueiros conhecerem mais essa opção de turismo ferroviário.

    Convinte
    Secretaria inaugura trem turístico de Jundiaí

    17/04/2009

    A Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e a Secretaria do Esporte, Lazer e Turismo convidam para a inauguração do serviço Expresso Turístico, no sábado, 18, a partir das 9h30. A operação comercial terá início no dia 25.

    O evento contará com a presença do secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, do secretário adjunto, João Paulo de Jesus Lopes, do presidente da CPTM, Sérgio Avelleda, e do secretário do Esporte, Lazer e Turismo, Claury Alves da Silva.

  • 9 Fabiana // fev 2, 2009 at 7:57 PM

    Lindo lugar, já estive lá e a estrada que liga Poços até lá é excelente!

  • 10 Tião Ferreira // jan 31, 2009 at 5:01 PM

    Viajei muito por essas ferrovias citadas na matéria, fui caixeiro viajante,vendendo massas ,que bom que estejam com essa vontade de reativar esse meio de transporte barato e desestressante.
    Parabéns ao Dr.Carlos por esse trabalho.

Deixe um Comentário