Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Você repórter: mistérios de Varginha

dezembro 26th, 2008 · 6 Comentários

enigma_-_rafa_duarte1.jpg

Mais uma foto do curso de fotografia de Diego Gazola, pelo centro de Varginha. Esta foto se chama Enigma e foi tirada por Rafa Duarte.

Tags: Cultura

6 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Antonio Adilson // dez 31, 2008 at 7:59 AM

    Poderíamos aproveitar a saída desse maluco da Prefeitura e acabar definitivamente com esse negócio de ET. Varginha é uma cidade que tem índices de qualidade de vida melhores do que alguns países da Europa. Torná-la a cidade do ET, além de ser um deboche, não trás nada de bom para a city. Ou vocês acham que tem gente fazendo turismo por aqui? Quem acha que sim, dê uma passada nos hotéis nos finais de semana e veja a taxa de ocupação: baixíssima. A vocação de Varginha, no meu ponto de vista, são os serviços, por ser uma cidade polo. Deixem o turismo para Guarujá, Cabo Frio, Porto Seguro e cia.

  • 2 João Cana Brava // dez 29, 2008 at 3:47 PM

    Acho que sou indo pra casa tonto!

    Não lembro de bater nenhum barro. Tb, tava mais pra lá do que pra cá.

  • 3 Carlos Eduardo // dez 29, 2008 at 3:08 PM

    Perfeita a foto, kurti pra caramba!!!!

  • 4 cont(ato) // dez 27, 2008 at 10:18 AM

    Antonio Adilson, que coisa feia”Bater um barro”.

  • 5 10 // dez 27, 2008 at 6:12 AM

    Melhor foto até agora…

  • 6 Antonio Adilson // dez 27, 2008 at 6:06 AM

    Conversei à época com o proprietário do terreno onde foi localizado o ET de Varginha. Disse-me ele que após a saída dos bombeiros, policiais, imprensa e curiosos, fez a sua investigação particular. E descobriu o motivo pelo qual o Et desceu aqui na city: veio bater um barro!
    Sugeri que ele editasse um livro sobre o assunto, cujo título poderia ser: “Não se pode mais obrar impunimente!” ou “A cagada que só deu cagada”. Quem sabe ficaria melhor “Invasão de Privacidade”? Acho que este nome já existe.
    Bom, sugestões são bem vindas.

Deixe um Comentário