Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Industrial oferece internet gratuita a alunos e professores

dezembro 23rd, 2008 · 2 Comentários

A Escola Estadual Deputado Domingos de Figueiredo, mais conhecida como “Industrial”, está oferecendo internet gratuita e sem fio a professores e alunos em suas dependências. Foram instalados três kits de antenas e provedores, que têm potencia suficientes para cobrir as cerca de 20 salas e áreas de circulação do prédio. Foram investidos cerca de R$ 1.300,00, pagos com dinheiro da escola. Para o diretor Paulo Cézar da Silva esse não é um gasto, mas investimento, “já que estamos buscando a melhoria da qualidade de nosso ensino, colocando à disposição ferramentas modernas para nossa clientela, sem custo”. Para o professor Nyei Nadeia (44), “o profissional da educação precisa estar bem informado sobre o momento em que vivemos e nesse aspecto, a internet é uma de nossas principais ferramentas”. Já o professor Charles Leite, um dos coordenadores de Grupos de Estudos e Projetos da escola, entende que essa iniciativa não poderia vir em melhor hora. “Trabalhar os diferentes conteúdos com apoio de uma ferramenta como a internet, nos permite preparar ainda melhor nosso aluno, em especial, os que estão deixando o ensino médio, para enfrentar os novos desafios que os dias atuais exigem”,  destaca.

Tags: Educação

2 Respostas Até Agora ↓

  • 1 José Geraldo de Souza // dez 25, 2008 at 7:22 PM

    José Geraldo de Souza // Dec 25, 2008 at 7:11 pm

    Apesar dos meus 54 anos de idade, resolví neste Natal fazer um pedido ao Papai Noel: Pedí que uma câmera fotográfica , que me foi roubada na Balsa de Pontalete em 19/11, fosse devolvida pelo larápio. Estavamos em três pessoas numa balsa com destino a Paraguaçu, (eu , um Engenheiro do DER e o balseiro), onde eu terminaria um levantamento para elaboração de projeto de engenharia para pavimentação daquela via, ” pedido feito pelos Trespontanos ilustres Wagner Tiso e Milton Nascimento” ao Governador do Estado.
    Quando cheguei a margem do lado de Paraguaçu, estava muito ocupado com um aparelho de GPS as mãos e não percebí pela falta da câmera, com a qual eu registrava os possíveis ocorrências, relativas a meio ambiente, afloramento de rocha, , possíveis lugares de alagamento.
    Quando precisei dela no final do trecho, início do perímentro urbano de Paraguaçu, cadê a câmera.
    Voltei a balsa e o balseiro já não era o mesmo. Me indicaram onde morava o balseiro que nos atendera e fui até a casa dele onde, um dos líderes de sua igreja evangélica me atendeu.
    Este senhor foi o único a utilizar a balsa depois de mim e meu colega do DER/MG. Ele estava em compania de seu pai e de duas meninas.
    O balseiro mudou de cor quando me viu , a sua porta e juraram todos não ter visto a câmera, mas o senhor que me atendeu disse que me viu com a câmera na mão e que ela era prateada.
    Ora caso ele não seja vidente, estava mentindo, pois a câmera estava dentro de uma bolsa preta fechada com zipper.
    Eu estava com um aparelho de GPS Garmim de cor escura nas mãos , e seu pai num completo ato de desprezo e escárnio, dirigiu-se ao carro deles e apanhou uma câmera de ar de sua Paratí e me ofereceu , dizendo já que é câmera que você quer, tome esta eu te dou, causando risos de todos, menos meu é claro.
    Espero que os membros desta igreja não ajam da mesma forma, pois conheço muitos deles aquí em Varginha e pelo que me consta são pessoas de bem.
    A câmera , eu compro outra, o trabalho perdido eu refaço, mas a moral para esses “crentes fajutos” não há dinheiro que compre.
    Portanto , cuidado ao fazer esta travessia, caso o balseiro, continue jurando que é honesto, as garças e os demais pássaros do local adquiriram o mau hábito de furtar objetos dos usuários daquela balsa.

  • 2 Dr. Simplicio // dez 25, 2008 at 7:06 AM

    Paulo e Equipe,

    Parabéns pela nobre iniciativa. É através destes exemplos é que teremos uma educação que possa vencer o medo e a corrupção.
    Que DEUS vos abençõe ricamente.

Deixe um Comentário