Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Cidadania honorária

novembro 22nd, 2008 · 9 Comentários

blog_dsc00039.jpg A presidente da Abraço, Marinaela Breña Fortunato recebeu o título de cidadã honorária de Varginha, na noite dessa sexta-feira. A sessão solene foi realizada na Câmara Municipal de Varginha, com o plenário Dr. Jacy de Figueiredo lotado por amigos de Marianela e o presidente da Associação Médica Armando Fortunato, marido dela. Nascida em Lima, capital do Peru, Marianela é presidente da Abraço de Varginha, instituição que auxilia pessoas com dependência química e realiza um importante trabalho de prevenção, através de palestras em empresas, instituições e escolas. Entre os presentes, o prefeito eleito Eduardo Carvalho, o diretor da Plascar Jordálio de Oliveira, voluntários da Abraço, vereadores desta legislatura e da próxima, como o próprio Armando Fortunato (PSB) e Renê da Cohab (PDT).

Por falar em Renê da Cohab, o blog conversou com ele sobre a possibilidade dele não conseguir assumir o cargo, devido à uma provável inelegibilidade. O blog volta ao assunto.

Tags: Política · Responsabilidade social · Utilidade pública

9 Respostas Até Agora ↓

  • 1 professora // nov 25, 2008 at 4:54 PM

    Conheço Racibe de vista, desde jovem. Muito bonita e rebelde. O tempo passa, e vejo que se tornou uma mulher que mudou a trajetória de sua vida. Se empenhou em projetos sociais, dando seu próprio exemplo de dar volta por cima, voltou a estudar…enfim, um verdadeiro exemplo para juventude, tão carente disto. Espero , sinceramente, que ela brilhe.
    Não votei nela, não sou sua amiga, não sei de sua vida particular. Mas como mulher e educadora , torço pelo o que ela representa: Exemplo de esperança de que tudo é possível.
    Vá em frente, Racibe.

  • 2 marcelino // nov 25, 2008 at 6:50 AM

    O trabalho realizado pela Racíbe na Acrenoc,é admirável.Vem lutando a muito tempo na recuperação de adictos.A comunidade tem hoje sede própria,e ela consegue bons resultados na luta contra esta doença perniciosa.É importante sim o reconhecimento a pessoas de fora,que contribuem para a recuperação de viciados,como a Marianela.Mas o trabalho e a dedicação da Racíbe nesta área é eficiente e louvável,e tem que ser reconhecido.Eu sou grato a ela.

  • 3 É PACABÁ // nov 24, 2008 at 4:09 PM

    Paola, briga realmente tomara que não, mas não vai achando que a câmara vai concordar com as demagogias do PT. O povo vai cobrar isso da nova câmara, pelo menos os 49% da população.

  • 4 DEUS AMARELO // nov 24, 2008 at 1:28 PM

    Prezada Paola Diniz, um governo sem brigas é o que todos querem, mas isso, é coisa que até “Deus” acha que é impossível de acontecer

  • 5 Paola Diniz // nov 24, 2008 at 7:42 AM

    Desculpe pelo não terá….rs…rs…. acho melhor não haverá….rs…rs..

  • 6 Paola Diniz // nov 24, 2008 at 7:42 AM

    DEUS AMARELO, nessa legislatura não terá brigas como atualmente. Pode ter certeza. O prefeito pensa diferente e os vereadores que assumirão também.

  • 7 Matheus Zaiden // nov 24, 2008 at 7:16 AM

    O trabalho que vem sendo feito pela Marianela na abraço a muitos anos e muito bom . Sem contar o tempo que ela podia estar trabalhando e sendo remunerada , ela se doa de coração para ajudar os mais necessitados . Isto serve de exemplo para muitos que só tem interesse politico e financeiro . Parabéns Marianela

  • 8 DEUS AMARELO // nov 24, 2008 at 5:16 AM

    Meus filhos, vejam só a nota da notícia acima. Um momento descontraído, onde políticos da oposição e situação estiveram juntos, sem brigas, fazendo uma coisa justa (a homenagem a Abraço) e sem disputas (aparentes) por poder e cargo. O ideal é que seja o mandato todo assim. Mas sabemos que não é o que vai acontecer. O período entre a eleição e a posse é conhecido pelo políticos como “Lua de Mel Político-eleitoral” as famosas brigas começam já em janeiro.

  • 9 Douglas // nov 23, 2008 at 1:59 PM

    Será q a justiça eleitoral tomara alguma providência ou será feita alguma manobra politica nesse caso do Renê?

Deixe um Comentário