Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Caixa

novembro 14th, 2008 · 21 Comentários

A Prefeitura de Varginha conseguiu aprovar junto à Câmara de Vereadores o Orçamento de 2009. Segundo o documento, a previsão de arrecadação é de R$ 182.995.293,00. Mas a aprovação não motiva muita euforia. A administração deve se preocupar agora com a realização da previsão de receita. Segundo a coluna apurou junto a algumas prefeituras, a expectativa de receita sofreu queda já em novembro. A continuar a recessão internacional, Vaginha pode ter que cortar recursos em 2009. Esta é a preocupação da vez.

Tags: Economia · Política

21 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Paola Diniz // nov 16, 2008 at 11:43 AM

    ACESSORES??? Parece doer aos olhos… Nossa mãe….

  • 2 carlos augusto // nov 15, 2008 at 5:02 AM

    Valeu peso pesado quanta noticia ruim, mas fazer o que, é a crise, quanto a prefeitura creio eu que a solução é demitir urgente os funcionários contratados e reduzir drasticamente os cargos de confiança….valeu

  • 3 Pirijaca // nov 15, 2008 at 3:18 AM

    Ei Peso Pesado, só de curiosidade, de quem é o rostinho bonito que você disse? Se for o rosto que eu estou pensando, foi bonito há mais de 20 anos atrás…

  • 4 Marcelo // nov 14, 2008 at 8:28 PM

    Peso Pesado,
    Vou suicidar,
    Tchau!

  • 5 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 7:35 AM

    CORTAR GASTOS COM BELEZA, A COISA TÁ FEIA E ECONOMIZAR É FICAR FEIO:
    Crise
    Agências de viagens e lojas de cosméticos perdem vendas
    – Estado de Minas

    Crise chega às classes C e D

    Nessa época, quando as vendas de pacotes turísticos para o fim do ano e até para o carnaval deveriam estar aquecidas, Vera explica que nem mesmo os clientes mais assíduos apareceram. “Tinha passageiro que pagava religiosamente para chegar no fim do ano preparado para a viagem, mas ele não apareceu mais. As pessoas estão com medo.” Para 32% dos 618 entrevistados pela pesquisa da agência de propaganda McCann Erickson Publicidade, feita com as classes C e D, o maior receio quanto à crise é que o emprego seja afetado.

    “As pessoas estão pensando em economizar, já que não sabem até quando terão seus empregos. A instabilidade do trabalho e da renda é causa dessa reação”, avalia Geni Almeida Costa, gerente da loja de cosméticos Cabelo, Corpo e Cia., que perdeu em torno de 10% das vendas. O resultado é reflexo do comportamento do consumidor final, principalmente os das classes B, C e D. Quem não deixou de comprar está pesquisando mais e procurando produtos alternativos. “A opção é pelos mais baratos que sejam similares. Desodorante roll-on e sabonete glicerinado foram os que apresentaram queda mais expressiva”, observa Geni.

    Outra loja de produtos cosméticos, que não quis ser identificada, também confirma a redução do fluxo de clientes, que teve queda de 7% a 8% na primeira quinzena de novembro, em relação ao mesmo período do ano passado. “São os clientes da classe C que se retraíram mais, mas o valor médio das vendas continua o mesmo”, afirma um funcionário. Os gastos com lazer e a vaidade devem ser cortados por 50% dos entrevistados na pesquisa da agência de propaganda. O resultado está na preocupação com a situação econômica do país, compartilhada por 76% dos pesquisados.

  • 6 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 7:34 AM

    A COISA TÁ FEIA E O POVO PREFERE FICAR FEIO-
    Crise
    Agências de viagens e lojas de cosméticos perdem vendas
    – Estado de Minas

    São as incertezas e os receios quanto aos rumos da crise que motivam a retração de compras dos consumidores, mesmo que eles ainda não tenham sentido qualquer efeito da turbulência financeira mundial. Essa é a justificativa de alguns comerciantes de Belo Horizonte que já vêem mudanças no fluxo de pessoas nas lojas e redução nas vendas. “Existe muita incerteza sobre o que está acontecendo, principalmente quando se trata do emprego. Uma de nossas clientes teve que cancelar uma viagem porque ficou desempregada. Além disso, muitas pessoas têm medo da situação de seus patrões”, afirma Vera Cordoval Mascarenhas, proprietária da IHM Turismo, que apresentou queda de 10% na venda de pacotes terrestres em outubro em relação ao mesmo período do ano passado.

  • 7 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 7:13 AM

    Prejuízo da GM no terceiro semestre chega a US$ 2,5 bilhões.

    Em um dia de divulgação dos balanços trimestrais das grandes montadoras de automóveis no mundo, a General Motors (GM) anunciou um prejuízo de US$ 2,5 bilhões no terceiro trimestre de 2008.

    A liquidez da montadora teve uma queda de quase US$ 7 bilhões, reflexo da rápida “piora das condições do mercado nos Estados Unidos”. A receita da GM durante o período foi de US$ 37,9 bilhões, US$ 5,8 bilhões a menos que no ano anterior.

  • 8 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 7:13 AM

    Ford tem prejuízo de US$ 129 milhões no trimestre e anuncia cortes.

    A montadora Ford Motors registrou prejuízo líquido de US$ 129 milhões no terceiro trimestre deste ano, de acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira.
    Vítima da crise financeira global, a empresa anunciou um corte de 10% na sua força de trabalho na América do Norte, além de uma redução de gastos em investimentos de diversas áreas, como a de desenvolvimento de produtos.

    “Nós continuamos tomando medidas rápidas e decisivas para implementar nosso plano e respondendo ao ambiente de negócios em rápida mutação”, disse, em nota, a montadora. Isso inclui o corte de 2,6 mil funcionários que são pagos por hora, elevando o total de redução da sua força de trabalho a 7 mil.

  • 9 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 7:11 AM

    Circuit City quebra e causa apreensão nos EUA
    O pedido de falência da rede americana Circuit City (quem vai a Nova Iorque, dificilmente deixa de entrar numa dessas lojas), renova o sentido de urgência que transparece como resultado da crise econômica e financeira global, que tem como epicentro as atuais dificuldades americanas.

  • 10 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 7:11 AM

    Empresa de entregas DHL demite 9.500 funcionários nos EUA

    A gigante alemã de serviços postais Deutsche Post anunciou nesta segunda-feira que eliminará 9.500 postos de trabalho ao acabar com as atividades de correio privado expresso (DHL) nos Estados Unidos, que gera fortes prejuízos, e que se somam aos 5.400 empregos suprimidos desde o início do ano.

  • 11 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:57 AM

    SENHORES ACESSORES POLITICOS, FAVOR LEREM PARA SEUS CHEFES ,POIS A RESPONSABILIDADE COM O FUTURO DE NOSSA CIDADE DEPENDE DE CONHECIMENTO E NÃO DE MARKETING E ROSTINHO BONITO, VAMOS CAIR A FICHA:

    Agricultores podem perder máquinas em plena safra
    Supera a marca dos 30% o índice de inadimplência nos empréstimos bancários para a compra de máquinas e equipamentos agrícolas.

    A encrenca foi relatada por executivos de bancos ligados aos fabricantes de tratores numa reunião com técnicos do ministério da Fazenda, nesta quinta (13).

    Num instante em que os produtores rurais semeiam a próxima safra, os bancos ameaçam retomar dos caloteiros o maquinário financiado e não pago.

  • 12 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:55 AM

    SENHORES ACESSORES POLITICOS, FAVOR LEREM PARA SEUS CHEFES ,POIS A RESPONSABILIDADE COM O FUTURO DE NOSSA CIDADE DEPENDE DE CONHECIMENTO E NÃO DE MARKETING E ROSTINHO BONITO, VAMOS CAIR A FICHA:

    Pela primeira vez desde que foi formada, zona do euro entra em recessão

    Com seu segundo trimestre consecutivo de crescimento negativo do Produto Interno Bruto (PIB), a zona do euro já está oficialmente em recessão. É o que revelam dados divulgados nesta sexta-feira pela Agência Européia de Estatísticas (Eurostat).
    Essa é primeira vez que a região de moeda comum entra em recessão desde que foi formada, em 1999.

    De acordo com a Eurostat, o PIB registrado no terceiro trimestre teve uma contração de 0,2%, mesmo resultado negativo calculado no segundo trimestre. Entre os quinze países que compartilham o euro, a crise financeira também está causando estragos em suas economias internas. A Alemanha anunciou ontem seu quadro de recessão, avaliação que também foi confirmada hoje por Espanha e Itália.

  • 13 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:54 AM

    SENHORES ACESSORES POLITICOS, FAVOR LEREM PARA SEUS CHEFES ,POIS A RESPONSABILIDADE COM O FUTURO DE NOSSA CIDADE DEPENDE DE CONHECIMENTO E NÃO DE MARKETING E ROSTINHO BONITO, VAMOS CAIR A FICHA:
    Crise financeira resulta em quase 10 mil demissões por dia na Europa
    Dados somados de diversos governos demonstram que a crise financeira global resulta em uma média de 10 mil demissões por dia no continente europeu. O cálculo, divulgado pelo portal Estadão.com, demonstra que as turbulências no mercado já podem ser sentidas na economia real.

    No Reino Unido, por exemplo, o aumento do desemprego é o pior em 16 anos. Calcula-se que pelo menos 1,8 milhão de pessoas perderam seu trabalho em 2008. Em termos percentuais, a taxa de desemprego chega a 5,8% no Reino Unido, contra 7,5% na zona do euro, taxa que deve aumentar para quase 9% em 2009. Segundo um estudo realizado pela HBOS, a taxa de desemprego pode chegar a 3 milhões até 2010.

  • 14 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:53 AM

    SENHORES ACESSORES POLITICOS, FAVOR LEREM PARA SEUS CHEFES ,POIS A RESPONSABILIDADE COM O FUTURO DE NOSSA CIDADE DEPENDE DE CONHECIMENTO E NÃO DE MARKETING E ROSTINHO BONITO, VAMOS CAIR A FICHA:
    GM anuncia abertura de novo programa de demissão voluntária
    da Folha Online
    A GM (General Motors) fará nova abertura de PDV (Programa de Demissão Voluntária) na planta de São José dos Campos (SP), disponível desta quarta-feira ao dia 28 de novembro. A decisão foi comunicada hoje ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos.
    O anúncio chega quatro dias depois de a empresa ter anunciado o segundo período de férias coletivas em pouco mais de um mês e após o fechamento do último PDV, aberto no dia 17 de setembro (a adesão não foi informada).

  • 15 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:52 AM

    SENHORES ACESSORES POLITICOS, FAVOR LEREM PARA SEUS CHEFES ,POIS A RESPONSABILIDADE COM O FUTURO DE NOSSA CIDADE DEPENDE DE CONHECIMENTO E NÃO DE MARKETING E ROSTINHO BONITO, VAMOS CAIR A FICHA:
    Mais 3.000 funcionários da Fiat entrarão em férias coletivas

    da Agência Folha, em Belo Horizonte

    A Fiat Automóveis adotará entre os dias 17 e 26 deste mês novo período de férias coletivas em Betim (MG), que abrangerá dessa vez cerca de 3.000 empregados, segundo a montadora italiana. A novidade dessa vez, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, é que a decisão fará com que dez empresas fornecedoras também façam rodízio de férias entre seus funcionários.
    Por conta do desaquecimento no setor automotivo, a Fiat já havia concedido férias coletivas de dez dias (de 13 a 22 de outubro) para 1.700 empregados e promoveu no final do mês uma parada técnica de três dias envolvendo aproximadamente 8.500 empregados.
    Com a próxima paralisação, a produção diária, que era de 3.000 carros em setembro, cairá 20%, passando para 2.400 veículos. Além de ajustar a produção ao mercado e reduzir os estoques, Fiat e sindicato concordam que está sendo também uma oportunidade para a empresa ajustar as férias dos funcionários. As tradicionais férias de julho não ocorreram no ano passado e neste ano.

  • 16 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:50 AM

    SENHORES ACESSORES POLITICOS, FAVOR LEREM PARA SEUS CHEFES ,POIS A RESPONSABILIDADE COM O FUTURO DE NOSSA CIDADE DEPENDE DE CONHECIMENTO E NÃO DE MARKETING E ROSTINHO BONITO, VAMOS CAIR A FICHA:
    Alemanha entra em recessão após contração do PIB no 3o tri
    13 de Novembro de 2008
    Por Paul Carrel
    BERLIM (Reuters) – O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha contraiu 0,5 por cento no terceiro trimestre, mostraram dados divulgados nesta quinta-feira, jogando a maior economia da Europa em recessão pela primeira vez em cinco anos.
    A queda maior que a esperada para o PIB, na comparação com ajuste sazonal trimestre a trimestre, foi marcada por uma contribuição negativa da balança comercial, onde as exportações enfraqueceram, o que acabou ofuscando o aumento nos gastos público e privado.
    Os dados revelam os riscos para a economia européia, que enfrenta uma profunda e prolongada desaceleração, exacerbada pela contínua turbulência no sistema financeiro global.

  • 17 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:47 AM

    ACESSORES DE POLITICOS ,LEIAM PARA SEUS CHEFES, PARA CAIREM A FICHA E PENSAREM EM SUAS RESPONSABILIDADES NO COMANDO DA CIDADE:
    DEU EM O GLOBO
    Falências assombram EUA
    Gigante de eletroeletrônicos anuncia quebra e ações da GM têm menor cotação em 62 anos
    De Juliana Rangel:
    A economia real dos Estados Unidos está, cada vez mais, mostrando os sinais de contágio da crise financeira global. Ontem, a cadeia de eletroeletrônicos Circuit City pediu falência, enquanto as ações da General Motors (GM) atingiram seu menor nível desde 1946 por temores de quebra da empresa, conforme alertas de Barclays e Deutsche Bank.
    Os papéis da GM chegaram a cair 30,7% durante o pregão, sendo negociados a US$ 3,02, a menor cotação em 62 anos. A montadora encerrou em queda de 22,94%, a US$ 3,36. O Barclays previu um valor de US$ 1 para a ação da GM dentro de um ano, e o Deutsche Bank, de zero.
    “Mesmo que consiga evitar a falência, acreditamos que este seja o futuro da empresa”, afirmou o banco alemão. Já o Barclays ressaltou que, apesar de um socorro do governo federal poder evitar a quebra da GM, ele diluiria o valor de seus papéis. No ano, a queda acumulada é de 86%.

  • 18 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:46 AM

    ACESSORES DE POLITICOS MUNICIPAIS, POR FAVOR LEIAM PARA SEUS CHEFES.

    Diminuição no nível de emprego faz pobreza aumentar na Argentina
    MARCIA CARMO
    de Buenos Aires para a BBC Brasil
    A menor geração de empregos na Argentina está contribuindo para o incremento da pobreza, que atualmente registra níveis quase iguais aos da histórica crise de 2001.
    Em 2001, o país registrou 11,8 milhões de pobres e agora, segundo dados de três consultorias privadas, a pobreza atinge 11,5 milhões de argentinos entre os cerca de 40 milhões de habitantes do país. Os estudos foram divulgados na última segunda-feira.
    A avaliação de que este quadro é resultado da falta de criação de empregos é do economista Ernesto Kritz, especialista em questões sociais e diretor da SEL Consultores (Sociedade de Estudos Trabalhistas, na sigla em português), um dos institutos que divulgou pesquisa e que tem sede em Buenos Aires.
    “Após a forte queda nos índices de pobreza a partir de 2003, o número de pobres subiu entre o ano passado e este ano, devido à alta da inflação. Mas agora o problema é a falta de criação de postos de trabalho e a perspectiva de que a situação possa se agravar no ano que vem”, disse Kritz à BBC Brasil.
    Assim, o principal fantasma da economia argentina já não seria a inflação, que estaria em desaceleração com a queda no consumo, e sim a falta de criação de postos de trabalho.

  • 19 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:44 AM

    VARGINHA É MESMO DIFERENTE,POR ISSO ATÉ O ET-EXTRA TERRESTRE VEIO PARA CÁ.
    OLHA O QUE AS RICAS CAPITAIS VÃO PASSAR POR CAUSA DA CRISE. POR FAVOR ACESSORES DE POLITICO, COMEÇEM A LER ISSO PARA SEUS CHEFES.
    RECADINHO: DISCUTIR EM BOTECO NÃO VALE.
    LEIAM DO JORNAL DO BRASIL-
    Cinco capitais do Brasil estão com finanças quebradas

    Marcos Seabra, Jornal do Brasil

    SÃO PAULO – Pelo menos cinco dos 26 prefeitos das capitais brasileiras que tomam posse no dia 1º de janeiro vão encontrar os cofres municipais endividados. Belo Horizonte, Cuiabá, Florianópolis, Maceió e Salvador estão virtualmente falidas, se levada em conta a situação financeira de dezembro de 2007, último mês com dados completos de despesas e receitas dessas capitais informados à Secretaria do Tesouro Nacional (STN), como manda a legislação, entre elas a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
    Levantamento realizado pelo Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam) – Fundação Prefeito Faria Lima – com exclusividade para o jornal – indica que essas capitais não teriam recursos para saldar todas as suas dívidas com vencimentos no período de 12 meses posteriores às informações prestadas à STN.
    – A situação pode ter melhorado este ano, mas os prefeitos eleitos só vão descobrir isso quando tomarem posse – avalia o técnico em finanças públicas do Cepam, Marcos José de Castro.
    Coincidentemente, quatro prefeitos das cinco capitais foram reeleitos – Cuiabá com Wilson Santos, do PSDB; Florianópolis de Dário Berger do PMDB; Maceió com Cícero Almeida (PP); e Salvador do também peemedebista João Henrique. Em Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, venceu com o apoio do atual, Fernando Pimentel, do PT, e do governador tucano Aécio Neves.
    Garimpo
    O estudo do Cepam levou em consideração apenas os dados que indicam a situação financeira do município.
    – Desde o advento da Lei de Responsabilidade Fiscal um dos principais cuidados que os municípios vêm tomando está relacionado ao equilíbrio financeiro, em especial o de curto prazo, representado de um lado pelas disponibilidades (dinheiro em caixa, depósitos bancários e aplicações financeiras) e do outro lado o passivo financeiro, grupo das obrigações financeiras que engloba as chamadas dívidas flutuantes que normalmente representam as dívidas de curto prazo (restos a pagar, retenções previdenciárias a recolher, consignações em folhas de pagamento e cauções em dinheiro) – explica o técnico do Cepam.
    Além da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), também a Lei Eleitoral impõe limites específicos de gastos, com especial atenção ao “restos a pagar”, à despesa com pessoal e também à publicidade institucional em último ano de mandato.
    – É importante preservar o equilíbrio, mas o prefeito precisa estabelecer suas prioridades no final do mandato para não prejudicar as ações e a continuidade dos serviços prestados pelo município – acrescenta Marcos Castro.
    Parte das regras que limitam e ordenam a chamada transição de contas em último mandato está no artigo 42 da LRF que trata exclusivamente dos restos apagar.
    “É vedado ao titular de poder ou ao órgão nos dois últimos quadrimestres do seu mandato contrair obrigação de despesa que não possa ser cumprida integralmente dele, ou que tenha parcelas a serem pagas no exercício seguinte sem que haja suficiente disponibilidade de caixa para este efeito”, diz o artigo.
    – Entre os pontos que devem ser revistos na LRF está exatamente este artigo que, na prática, provoca o efeito contrário ao que pretendia a lei – critica o consultor em finanças públicas e ex-secretário de Finanças de São Paulo, Amir Khair.
    Os gestores e prefeitos, para obedecerem à limitação imposta pelo artigo da LRF, concentram até abril ações que comprometerão recursos no futuro.

  • 20 Peso Pesado // nov 14, 2008 at 6:40 AM

    Será que eles entendem mesmo de contabilidade pública e economia?
    A impressão que temos, é que em Varginha, as pessoas públicas vivem em outro país ou outro mundo. Por isso cada vez mais as pessoas começam a se desinteressar por politica.
    Enquanto todas as empresas começam a cortar seus gastos e refazer seus cálculos. O valor do orçamento é muito superior ao que foi debatido nos programas eleitorais, em que se falava em no máximo 150milhões,ou 3 vezes mais o que o candidato e ex prefeito Antonio Silva arrecadava.
    O novo prefeito vai ter que fazer um trabalho de Hércules e o primeiro passo vai ser o de desagradar aliados, pois se quizer dar exemplo de austeridade, terá que cortar pela metade ou mais os cargos de confiança, que diga-se de passagem são desnecessários na atual conjuntura mundial e municipal. Quem anda pelas ruas de Varginha, já começa a sentir a redução do movimento. Na Av.Rio Branco(exceto dias de chuva), o movimento de veículos vem caindo, na Antonio Carlos, sobram até vagas para estacionar. Só as lojas de R$1,99 é que apresentam algum movimento,parece que esse é o natal do 1,99.
    Algumas financeiras fecharam ou estão prestes a fechar as portas e as lojas de carro que há alguns anos não atendiam pessoas mais simples, hoje estendem até tapete vermelho para quem por elas passar.
    Portanto seria bom que os vereadores em final de mandato desse um exemplo e refizessem os cálculos dentro da realidade brasileira e mundial, poderiam ao menos mandar seus acessores lerem ou acessarem o blog do madeira, para aprender mais sobre o que o mundo está passando.
    Foi uma pena a eleição não ter sido em novembro, pois o povo sabe muito bem o que está acontecendo, só os politicos é que parecem não terem percebido a gravidade.

  • 21 Jose Reis dos Santos // nov 14, 2008 at 5:31 AM

    Para reduzir os custos, é só dispensar os funcionários nomeados, que não fizeram concurso público, e que estão mamando nas tetas da prefeitura há 8 anos.

Deixe um Comentário