Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Propaganda

outubro 9th, 2008 · 12 Comentários

Os novos candidatos ficaram “famosos” com o horário eleitoral gratuito. Muitos deles divulgaram o nome da empresa em que trabalham ou sua profissão. Nessa lista entram Juninho Central Lanches, Paulo da Meet, Carlão Serralheiro, Tristão Cabeleireiro, Dra Kennia Clínica Jesus Vive, Luizinho Mecânico, Baroni Garçom, Inês Cabeleireira, Didi Fotógrafo, Dilei da Gráfica e Mauro da Vaporização.Só não descobri onde trabalha a Rosângela da Loja.

Tags: Pesquisa: Eleições 2008 · Política

12 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Saulo José Oliveira // out 10, 2008 at 8:22 AM

    Olho vivo, você errou por cem votos, mas não tem importancia ele não foi eleito mesmo.
    Já pensou a mãe dele fotografando na camara durante as sessões. Causaria ou tumulto ou correria, pois ela tá parecendo a Zeze Macedo.

  • 2 Seu Ladir // out 9, 2008 at 6:38 PM

    Rômulo ADVOGADO – PR 22.190.

  • 3 renan // out 9, 2008 at 5:13 PM

    A sensação desta eleição foi o Pé de chumbo!!!!!
    Desbancou o Zé Calcinha de 1992.

  • 4 OLHO VIVO // out 9, 2008 at 10:20 AM

    Um candidato a vereador que há bem pouco tempo ficava escondido por de traz do muro de sua casa, em frente ao Colégio Brasil , jogando toda espécie de procaria nos transeuntes, sem que sua família tomasse qualquer providência teve 494 votos nesta eleição. Sua mãe fez um esforço descomunal para transformar este delinquente da alta classe em homem, fazendo dele um vereador, mas é precido bem mais que um sobremome pomposo e pagar lanches na padaria princesa, para conseguir se transformar o filho em vereador.
    Torne-se primeiro um homem de bem depois pleitei uma vaga na câmara de vereadores, você é muito jovem, tem muita vida pela frente. e VAMO QUE VAMO…

  • 5 Gilberto Kalandra // out 9, 2008 at 8:54 AM

    NÃO LEMBRO SE ALGUM CANDIDATO COLOCOU-SE COMO FULANO DA FINANCEIRA OU DO BANCO, MAS SE ASSIM FIZESSE, AGORA ESTARIA EM MAUS LENÇOIS, OLHA O QUE A CRISE MUNDIAL JÁ ESTÁ FAZENDO NO BRASIL, LEIAM E TIREM SUAS CONCLUSÕES:

    CRISE FINANCEIRA ATINGE ALEGRIA DOS APOSENTADOS
    A crise financeira dos Estados Unidos já faz uma vítima importante no Brasil: o crédito com desconto em folha, também conhecido como consignado. Não é pouca coisa, pois se trata simplesmente umas principais âncoras do espetáculo do crescimento prometido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda em seu primeiro ano de mandato, em 2003. O espetáculo, de fato, já havia começado, mas o impasse que o consignado atravessa passa a ser a sua maior ameaça. Essa carteira, que há um ano atingia R$ 60 bilhões e respondia por 56,2% de todo o crédito pessoal no país, está totalmente parada, por tempo indeterminado.

    Segundo apurou o Estado de Minas, a taxa média cobrada pelos bancos subiu de 1,5% para até 2,9% ao mês. Também os prazos, outro atrativo do empréstimo com desconto em folha, foram encurtados significativamente para 60 meses. Antes, era possível esticar as prestações em até 84 meses. A combinação das duas medidas levou a um aumento de 35% no valor das prestações para os novos empréstimos. “Uma medida sozinha já seria suficiente para espantar o cliente. As duas juntas, ninguém sabe no que vai dar. Neste momento, nenhum tomador vai querer trocar a dívida por outra mais cara; só se ele for bobo”, calcula um correspondente bancário.

    É o pior dos mundos para o empréstimo com desconto em folha. Em uma ponta, estão os bancos médios, pioneiros nas operações do consignado, que ficaram sem dinheiro para emprestar por causa dos efeitos da crise norte-americana e estão sendo engolidos pelos grandes bancos – que preferem emprestar eles próprios a comprar as carteiras de crédito dos pequenos. Na outra ponta, estão os tomadores de empréstimos, que se recusam a refinanciar uma dívida barata por outra mais cara.

    Tome-se como exemplo um servidor estadual de Minas que em março pegou R$ 1 mil de empréstimo, com juros a 2,20%. Ele vai pagar a dívida em módicas prestações de R$ 26,21, divididas em 84 vezes, prazo até então autorizado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). Nos dias de hoje, entretanto, se quiser pegar os mesmos R$ 1 mil, terá de se sujeitar a pagar uma parcela mais alta, de R$ 35,36, com menos tempo para quitar, 60 meses. No final dos cálculos, a dívida sairá com um aumento de 35%.

  • 6 Paola Diniz Prado // out 9, 2008 at 7:14 AM

    Sabiam que o atual prefeito foi quem fez pressão na empresa pra demitir o Ronaldo do Buzão? E sabiam tb que agora, depois de eleito, a empresa o procurou pra mudar a data da demissão pra depois das eleições? Será porque? Estão com medo dele fazer oposição na Câmara? Covardia teve de todo tamanho nessas eleições….

  • 7 Paola Diniz Prado // out 9, 2008 at 7:12 AM

    A loja proibiu a moça de usar o nome da empresa, por isso ficou apenas “da loja”. Tamanha sacanagem!!!!

  • 8 assessor // out 9, 2008 at 6:49 AM

    o “fenomeno” O pé de Chumbo trabalha onde?
    Dizem por ai que ele era sempre convidado para ir na delegacia.

  • 9 Gilberto Kalandra // out 9, 2008 at 5:42 AM

    O Observador , mas somente se ele fosse otário é que continuaria a dirigir o buzão, é muito melhor a cadeira confortávele com ar refrigerado da Cãmara dos Vereadores, do que o Banco de õnibus.
    Quanto a Rosangela, tinha uma propaganda que ela aparecia arrumando umas mercadorias. Se foi demitida ou não, a Loja a perdeu de bobeira, com certeza a concorrência vai contrata-la logo, pois muitas pessoas a associam a loja e vão lá comprar. Politica é coisa realmente engraçada.

  • 10 DIRSO // out 9, 2008 at 5:03 AM

    A Rosangela da Loja trabalha no Magazine Luiza

  • 11 observador // out 9, 2008 at 3:28 AM

    Daisinha da Guarda, Carlinhos Tic Tac, Dulcineia do Pronto Socorro, Jaqueline da Creche, etc… Ainda bem que esse povo trabalha e tem emprego, já o Ronaldo (ex Buzão) foi demitido e foi antes de se eleger.

  • 12 observador // out 9, 2008 at 3:23 AM

    Corrigindo…. é Tustão Cabeleireiro / 11345 / PP e não Tristão e a Rosangela trabalhava no Magazine Luiza, por me parece que foi demitida assim que se lançou candidata e faltram Racibe da Acrenoc, Rene da Cohab, Graça Noite Viva. Maurinho da Liga, Zé Pretinho Advogado, Newtinho da Lanchonete, Ines Cabeleireira, Flavia da Van, Mário da Educação, Valdir da Cemig. Vitinho do Ave,

Deixe um Comentário