Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Cai número de empregos na indústria de Varginha

outubro 21st, 2008 · 42 Comentários

Dados do Ministério do Trabalho apontam para um recuo de 3,18% no número de empregos na indústria da cidade, em relação a 2007. O gerente do Trabalho e Emprego Paulo Andrade de Azevedo, diz que a queda deve-se ao encerramento das atividades da Samsung, empresa que montava câmeras fotográficas em Varginha. Foram 1.571 demissões no mês de setembro. O presidente da Central Única dos Trabalhadores, Homero Silva, diz que foram propostos acordos junto ao prefeito eleito Eduardo Corujinha (PT) para o aquecimento do setor. Homero afirma que, em Varginha, há empresas que perseguem trabalhadores que se manifestam contra o empregador. “Em alguns casos, ele é demitido”, afirma. (com informações do Jornal Correio do Sul)

Tags: Economia

42 Respostas Até Agora ↓

  • 1 juca pitanga // nov 1, 2008 at 5:47 PM

    Isaleti, esqueci-me de dizer que o fato de uma cidade da região que dá muitos empregos, inclusive para inumeros Varginhenses , deixar de crecer não é nada boa como profetizou você.

    Isaleti Mari // Oct 22, 2008 at 1:56 pm

    “O Paulo -Que pena Pouso Alegre cresceu até agora, mas a partir de 2009 vamos ter uma _noticia boa_, Pouso Alegre vai andar para trás,pois lá o PT ganhou.
    Por isso ânimo meu amigo, ao menos vai parar no tempo e aí não dará tempo de varginha ficar ainda mais para trás.”

  • 2 juca pitanga // nov 1, 2008 at 5:39 PM

    Isalati, disse que “Pouso alegre vai parar pois o PT ganhou lá”.
    Minha cara Isaleti, a cidade que mais cresceu no Sul de Minas, viveu meses e meses de incerteza, com cassação de Jair Siqueira, renuncia de seu vice, após assumir por pouquissimo tempo, posse do presidente da câmara, volta do Jair Siqueira e foi por aí adiante. Isto prova que existem outros aspectos além do partido do chefe do executivo que leva uma cidade a crescer.
    Porque não a qualidade das pessoas que compõe a CÂMARA MUNICIPAL.

  • 3 Peso Pesado // out 31, 2008 at 4:52 AM

    Pois é Veio Zuza, a marolinha tá nos atingindo.
    GM de Gravataí anuncia paralisação da fábrica por 20 dias em novembro
    A General Motors (GM) anunciou nesta quinta-feira uma paralisação de 20 dias durante o mês de novembro em sua fábrica de Gravataí. Segundo a empresa, a medida foi tomada devido à crise financeira mundial, sobretudo na restrição do crédito, que “já impacta o mercado brasileiro”.

    Trabalham no complexo de Gravataí mais de 5 mil pessoas, produzindo em média 19 mil carros por mês. Com os 20 dias de paralisação, mais de 17,5 mil automóveis deixarão de ser fabricados.

  • 4 VEIO ZUZA // out 30, 2008 at 8:25 PM

    I MISSIFIO, O véio tá preocupado.
    Essa matéria do blog do nhô madera tá atrasada.
    Diz que nessas duas urtima semana ,duas firma grandi da cidadi, que produiz umas tar de auto peça de montadora, MANDÔ mais de 200 coitados embora.
    I agora MISSIFIO, cumé que u Homi VAI Explicá lá no butecu.

  • 5 Peso Pesado // out 30, 2008 at 8:17 PM

    Nós, que trabalhamos 75% do nosso tempo para o governo
    A classe média – famílias com rendimento mensal de R$ 3 mil a R$ 10 mil – trabalha 75% dos dias do ano apenas para pagar tributos e adquirir serviços privados de educação, saúde e segurança, típicos serviços que os governos deveriam prestar em quantidade e com qualidade, mas não fazem. Na década de 80, os gastos com esses serviços privados representavam 12% (44 dias trabalhados) da renda familiar. Em 2008, esse gasto pulou para 32% (117 dias). Os dados são do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, o IBPT. São números irrefutáveis. . No total, foram 157 dias trabalhados só para pagar os tributos e mais 117 dias para adquirir serviços privados como educação, saúde e segurança.

    . O IBPT registrou que a classe média está trabalhando dois dias a mais se comparado a 2007.

    . Mais importante: apenas a partir de 1º de outubro começará a trabalhar para pagar gastos com necessidades como comida, vestuário e moradia. Outro estudo do IBPT verificou que os gastos com, por exemplo, educação, saúde e segurança, passaram a comprometer mais a renda da classe média.

    – A carga tributária brasileira atingiu no primeiro trimestre deste ano o maior índice dos primeiros trimestres, 38,9% do PIB. Sendo um total de R$ 258,9 bilhões arrecadados.

  • 6 Jose Reis dos Santos // out 28, 2008 at 12:00 PM

    Caro Cont( ato ),

    Não entendo porque o senhor ou senhora, só sabe criticar as opiniões aqui no blog. Suas criticas em nada acrescentam às discussões. Acredito que pessoas como você que só sabem criticar. Infelizmente são carecedoras de personalidade, porque todos aqui no blog têm personalidade para expor suas opiniões. Agora você só sabe criticar as opiniões dos outros.
    O dia que você tiver personalidade, suas criticas terão atenção especial não só de minha parte, mas de todos aqui no blog.

    Em tempo, entre discutir com você ou vomitar, eu prefiro vomitar!!!!!

  • 7 Cont(ato) // out 28, 2008 at 10:35 AM

    Ufaaaaa!!!

  • 8 peso pesado // out 28, 2008 at 6:49 AM

    deu em o estado de s.paulo
    Bolsa cai ao nível de outubro de 2005

    De Paula Laier, Mariana Barbosa e Silvana Rocha:

    O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) já encolheu 59,9% desde o pico de alta, no dia 20 de maio deste ano, quando o País vivia a euforia do grau de investimento. O Ibovespa recuou ontem 6,5%, para 29.435,11 pontos. Foi o quinto dia consecutivo de baixa, acumulando 25,3%.

    A queda jogou por terra três anos de ganhos no mercado acionário. A última vez que o Ibovespa fechou abaixo de 30 mil pontos foi em 28 de outubro de 2005 (29.318 pontos). Só este ano, a perda de valor de mercado das 330 companhias de capital aberto do País é de R$ 1 trilhão, segundo a Economática.

  • 9 peso pesado // out 28, 2008 at 6:48 AM

    Tóquio registra menor índice desde 1982

    Da Folha Online:

    A Bolsa de Tóquio (Japão), a principal do mercado da Ásia-Pacífico, voltou a abrir em queda nesta terça-feira e caiu a um patamar inédito em mais de 26 anos. O índice Nikkei, que mede as negociações do mercado, operava após a abertura abaixo dos 7.000 pontos, com o medo dos investidores em relação a uma recessão global.

    Nesta terça, os mercados da região abriram em queda e operavam sem tendência definida no meio da manhã. A Austrália tinha baixa de 1,54%; a China retraía 1,95%; a Indonésia perdia 6,43%; Hong Kong subia 3,69%.

    O mercado asiático registrou perdas expressivas ontem: a Bolsa de Tóquio chegou a operar em alta fechou com o menor resultado em pontos desde 1982, com queda de 6,4%, aos 7.162,90 pontos. Em Hong Kong, a Bolsa caiu 12,70% no fechamento. Na Austrália, a queda foi de 1,65%. depois de abrir em baixa, a Coréia do Sul subiu 0,82%, enquanto a China afundou 5,45%

  • 10 peso pesado // out 28, 2008 at 6:47 AM

    Por onde anda o velho delegado entregador de panfletos nas portas de fábricas.
    Será que sozinho vai conseguir segurar as demissões que já estão acontecendo. Barba de molho velhão, olha o cigarro:
    deu na folha de s.paulo
    Volks dá férias coletivas para 1.800 no PR

    A Volkswagen vai conceder férias coletivas de dez dias para 1.800 funcionários da produção que trabalham em dois turnos da unidade de São José dos Pinhais (PR) em dois períodos distintos. Esse grupo de empregados equivale a 50% do efetivo -são 3.600 trabalhadores no total, sendo 2.700 na produção e 900 na área administrativa.

    A partir da próxima segunda-feira, até o dia 12 de novembro, vão parar 900 funcionários da linha de produção que trabalham no terceiro turno (das 22h50 até as 6h). No dia 10 de novembro, outro grupo de 900 funcionários do segundo turno (das 14h28 às 22h59) entram em coletivas até o dia 19.

  • 11 peso pesado // out 25, 2008 at 7:57 AM

    ONDE ESTÃO OS MILAGREIROS E OS DISTRIBUIDORES DE PANFLETOS EM PORTAS DE FÁBRICAS, OLHA A COISA SE ALASTRANDO, SERÁ QUE VÃO CHAMAR AQUELE VELHO METIDO A DELEGADO PARA SEGURAR A CRISE, ESSA É PARA VOCE VELHO ENTREGADOR DE PANFLETOS, ESPERO QUE ALGUM PUXA SACO LEIA E LHE REPASSE.

    deu na folha de s.paulo
    Eleitores brasileiros crêem em retorno da inflação

    Eleitores de cinco das principais capitais brasileiras -São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Salvador e Porto Alegre- estão pessimistas com relação à inflação. Para 55%, ela voltará a crescer, de acordo com pesquisa realizada pelo Datafolha nos dias 21 e 22 de outubro.

    Após mais de um mês de estragos globais de uma crise tida como a pior desde a de 1929 -recordes de baixa nas Bolsas, instituições indo à breca, dólar em alta, intervenções do Banco Central e incertezas sobre a real conseqüência da turbulência para o país-, a desconfiança em relação à economia atingiu o eleitorado brasileiro.

    Foram entrevistados, ao todo, 6.245 eleitores com 16 anos ou mais. A margem de erro máxima é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

    Para 30% dos entrevistados, a situação econômica do país vai piorar, e 26% crêem em melhora. O pessimismo, porém, é barrado ante perspectivas pessoais. Sobre a sua própria situação econômica, 45% dizem que vai melhorar, e só 14% acham que terão uma vida financeira pior daqui para a frente. Assinante do jornal leia mais em:

  • 12 peso pesado // out 25, 2008 at 7:55 AM

    ONDE ESTÃO OS MILAGREIROS E OS DISTRIBUIDORES DE PANFLETOS EM PORTAS DE FÁBRICAS, OLHA A COISA SE ALASTRANDO, SERÁ QUE VÃO CHAMAR AQUELE VELHO METIDO A DELEGADO PARA SEGURAR A CRISE, ESSA É PARA VOCE VELHO ENTREGADOR DE PANFLETOS, ESPERO QUE ALGUM PUXA SACO LEIA E LHE REPASSE.

    OLHA AS DEMISSÕES AÍ VELHÃO:

    deu em o estado de s.paulo
    Recessão fica visível e mercados desabam

    Queda no PIB do Reino Unido provoca pânico entre investidores

    De Renée Pereira:

    Dados negativos da evolução da economia européia e resultados corporativos ruins desencadearam mais um dia de pânico no mercado financeiro ontem, no 79º aniversário do crash da Bolsa de Valores de Nova York. O medo agora não é apenas de recessão, mas de uma possível depressão, afirmaram economistas, sobre os números divulgados abaixo da expectativa.

    O mau humor começou com o anúncio de queda de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido no terceiro trimestre deste ano, comparado ao segundo. Foi a primeira contração da economia do país desde 1992 e a maior queda desde a apresentada no quarto trimestre de 1990. Na comparação com igual período do ano passado, o PIB do Reino Unido cresceu 0,3% no terceiro trimestre, mas foi a taxa mais fraca de expansão em 16 anos.

  • 13 peso pesado // out 25, 2008 at 7:47 AM

    ONDE ESTÃO OS MILAGREIROS E OS DISTRIBUIDORES DE PANFLETOS EM PORTAS DE FÁBRICAS, OLHA A COISA SE ALASTRANDO, SERÁ QUE VÃO CHAMAR AQUELE VELHO METIDO A DELEGADO PARA SEGURAR A CRISE, ESSA É PARA VOCE VELHO ENTREGADOR DE PANFLETOS, ESPERO QUE ALGUM PUXA SACO LEIA E LHE REPASSE.

    OLHA AS DEMISSÕES AÍ VELHÃO:

    Montadoras francesas fecham fábricas e cortam produção
    As duas principais montadoras francesas, a Renault e a Citroen-Peugeot, anunciaram nesta sexta-feira (24), medidas para conter as quedas nas vendas de automóveis. A Renault planeja interromper a produção em duas de suas fábricas na França por 15 dias, a partir da próxima semana. A Peugeot anunciou um corte expressivo na produção depois de seus ganhos trimestrais encolherem 5,2%.

    . A Renault pretende evitar o acúmulo de estoques gerado pela dramática redução das vendas de carros na Europa nas últimas semanas – e que deverá continuar em 2009. Às 8h04 (de Brasília), as ações da empresa caíam 15,97%, para 21,33 euros, na Bolsa de Paris.

  • 14 peso pesado // out 25, 2008 at 7:46 AM

    ONDE ESTÃO OS MILAGREIROS E OS DISTRIBUIDORES DE PANFLETOS EM PORTAS DE FÁBRICAS, OLHA A COISA SE ALASTRANDO, SERÁ QUE VÃO CHAMAR AQUELE VELHO METIDO A DELEGADO PARA SEGURAR A CRISE, ESSA É PARA VOCE VELHO ENTREGADOR DE PANFLETOS, ESPERO QUE ALGUM PUXA SACO LEIA E LHE REPASSE.

    OLHA AS DEMISSÕES AÍ VELHÃO:

    SEXTA-FEIRA, 24 DE OUTUBRO DE 2008

    John Deere demite 200 trabalhadores em Horizontina, RS.

    A montadora John Deere anunciou na noite desta quinta-feira a demissão de 200 funcionários de sua fábrica em Horizontina. O motivo foi o cancelamento de um pedido de 300 colheitadeiras por compradores estrangeiros, em razão da crise financeira mundial e da seca na Argentina.

    . A produção diária será reduzida de 24 máquinas para 20 unidades.

    . O corte de pessoal atinge montadores, soldadores, pintores e operadores de máquina que haviam sido contratados este ano, em razão do aquecimento do mercado

  • 15 Paulo // out 24, 2008 at 5:17 AM

    A crise é GLOBAL e TODOS os países sentirão os efeitos. Tá certo Lula ?!?!?!

  • 16 peso pesado // out 23, 2008 at 8:46 PM

    E olha o que uma grande industria(GENERAL MOTORS-CHEVROLET) do Rio Grande do Sul que provavelmente compra muito de fornecedores de Varginha :

    GM de Gravataí programa novas paradas

    Como suas vendas para os mercados externo e interno estão despencando, a GM mandou parar de novo sua fábrica de Gravataí.

    . A fábrica já tinha parado nos dias 17, 20 e 31 de outubro.. A agenda de paralisações para novembro inclui os dias 7, 10, 21 e 24..

  • 17 peso pesado // out 23, 2008 at 8:35 PM

    E TEM MAIS:
    Saída de investidores do mercado brasileiro soma US$ 5 bi
    Por Fabio Graner e Fernando Nakagawa, no Estadão Online:
    Em meio ao agravamento da crise financeira mundial, os investimentos estrangeiros no mercado financeira brasileiro já registram saldo negativo de mais de US$ 5 bilhões em outubro, segundo dados preliminares divulgados pelo Banco Central nesta quinta-feira, 23. Os investimentos em ações têm saída de US$ 4,398 bilhões até esta quinta, 23. Já os investimentos estrangeiros em renda fixa de papéis negociados no Brasil, em outubro, acumulam saída de US$ 842 milhões, ante saldo positivo de US$ 632 milhões registrado em setembro.
    Em setembro, a saída de investimentos ficou em US$ 1,877 bilhão em setembro, ante resultado positivo de US$ 691 milhões em setembro do ano passado. Desse total, US$ 1,863 bilhão refere-se a ações negociadas no país e US$ 14 milhões a ações negociadas no exterior (ADRs).
    Desde o início do ano, as empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo já perderam mais de metade de eu valor de mercado em dólares. Sem contar a desvalorização da quarta-feira, o valor bursátil das 396 companhias com papéis negociados no mercado acionário brasileira era de US$ 656,2 bilhões, o que representa uma queda acumulada de 53% em 2008.
    A desvalorização sobe para 58,5% quando a comparação é feita em relação ao final de maio, quando os preços das ações estavam perto das máximas históricas. Considerado apenas o Ibovespa, índice com as 66 ações mais negociadas do mercado doméstico, a desvalorização em dólares foi de 50,7% em 2008, mas sobe para 60% em relação ao final de maio.
    De janeiro a setembro de 2008, porém, o saldo do mercado acionário ainda é positivo, em US$ 1,168 bilhão. O resultado, porém, é muito inferior aos US$ 14,727 bilhões verificados em igual período do ano passado.

  • 18 peso pesado // out 23, 2008 at 8:25 PM

    continuação da crise das indústrias :
    Vai abaixo a lista dos 13 problemas que mais preocupam a indústria, segundo o que foi levantado pela pesquisa.

    A ordem varia segundo o porto da empresa. A relação abaixo foi ordenada segundo a opinião expressa pelos executivos das grandes indústrias, com mais de 500 empregados:

    1. Elevada carga tributária

    2. Falta de matéria-prima

    3. Competição acirrada de mercado

    4. Alto custo da matéria-prima

    5. Falta de demanda

    6. Falta de capital de giro

    7. Falta de trabalhador qualificado

    8. Taxas de juros elevadas

    9. Taxa de câmbio

    10. Falta de financiamento de longo prazo

    11. Capacidade produtiva

    12. Distribuição do produto

    13. Inadimplência dos clientes

  • 19 peso pesado // out 23, 2008 at 8:24 PM

    continuação sobre :
    Indústria prevê demissões para os próximos 6 meses

    Foram entrevistados os gestores de 1.443 indústrias grandes, médias e pequenas de todo país. Deu-se entre os dias 30 de setembro e 20 de outubro.

    O resultado veio à luz nesta quinta (23). Os dados foram publicados no boletim Sondagem Industrial, editado pela CNI. Está disponível aqui.

    Para aferir o ânimo dos industriais, a CNI pede que atribuam um índice que indica o grau de confiança de cada um em relação aos temas.

    O indicador varia no intervalo de 0 a 100. O otimismo dos entrevistados vai reduzindo à medida que os valores se apoximam de 50.

    Abaixo desse patamar, segundo a metodologia da CNI, entra-se no campo do pessimismo.

    A crise econômica planetária e a secura do crédito injetaram no cenário um lote de incertezas que levou à deterioração das expectavicas dos industriais.

    No seu pedaço mais preocupante, a pesquisa revela que a expectativa dos industriais em relação ao consumo de seus produtos caiu do segundo para o terceiro trimestre de 2008.

    Foi de 61,2 pontos para 53,5. Uma queda de 7,7 pontos. Que levou as indústrias a reverem os seus planos de compra de matérias-primas.

    Nesse item, o índice despencou 8,3 pontos do segundo para o terceiro trimestre de 2008 –de 59,4 para 51,1 pontos.

    O indicador caiu abaixo dos 50 pontos, linha que demarca a fronteira entre o otimismo moderado e o pessimismo, em relação a dois tópicos da pesquisa: exportações e empregos.

    Significa dizer que os inudustriais esperam por uma queda de ambos nos próximos seis meses.

    Quanto ao número de empregados, o índice de confiança medido pela CNI caiu de 54 pontos, ainda na zona de otimismo, para 49,8. Isso “indica a possibilidade de demissões nos próximos meses”, anota a CNI.

    O indicador das exportações, que já estava abaixo dos 50 pontos no segundo trimestre (48,1 pontos) manteve-se muito próximo disso no terceiro trimestre: 48,4 pontos.

    Vai abaixo a lista dos 13 problemas que mais preocupam a indústria, segundo o que foi levantado pela pesquisa.

    A ordem varia segundo o porto da empresa. A relação abaixo foi ordenada segundo a opinião expressa pelos executivos das grandes indústrias, com mais de 500 empregados:

  • 20 peso pesado // out 23, 2008 at 8:21 PM

    Uai Luiz na sua garagem tem um carro semi novo, só pode ser financiado e ai já viu, né se não pagar a conta o Banco vem e toma.
    Agora carro semi novo se não for financiado, só mesmo tendo um bom e gordo salário em cargo de confiança por conta da Viúva.

    Fique esperto, pois olha como a coisa tá ficando feia até mesmo para quem aguarda cargo de confiança para 2009:

    Indústria prevê demissões para os próximos 6 meses
    O contágio da crise global na economia brasileira produziu uma deterioração das expectativas da indústria nacional para os próximos seis meses.

    Os executivos das indústrias incluíram no cenário que esboçam para o futuro próximo três variáveis que, antes da crise, não freqüentavam os seus planos:

    1. Passaram a estimar uma queda no consumo dos seus produtos;

    2. O cheiro de queimado levou à redução na previsão de compra de matérias-primas;

    3. Subiu no telhado também a folha de salários. Trabalha-se agora em duas linhas: manter o número de empregados ou demitir pessoal.

    O cenário turvo é revelado por uma pesquisa realizada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).
    continua………………….

  • 21 luiz // out 22, 2008 at 3:11 PM

    Eita galerinha despeitada so!!!!.É A COISA PRA VOCEIS DEVE TA FEIA MESMO!!! A VANTAGEM DE SERMOS DE LADOS OPOSTOS É QUE NOIS DA SITUAÇÃO VEMOS A REALIDADE E SOMOS FELIZES EM VER BONS RESULTADOS QUE O PT VEM PORPOCIONANDO AOS BRASILEIROS, FICO FELIZ EM OLHAR PARA OS LADOS E NÃO VER AQUELA CARRAIDA VELHA, VEJO NAS CASAS MAIS SIMPRES COMPUTADORES,VER NA MINHA GARAGEM UM CARRO SEMI NOVO, MEUS VIZINHO REFORMANDO SUAS CASAS, NÃO VEJO MAIS NA TV CRIANÇAS BARRIGUDAS CHEIA DE VERMES E VENTO POR NÃO TER O QUE COMER . SE VOCES AINDA NÃO VIRAM ISSO É PORQUE SÃO CEGOS OU DERROTADOS OU BURGUESES QUE NÃO QUEREM O BEM DE NOSSA NAÇÃO. OLHEM PRO LADO SE NÃO CONSEGUEM SENTIR O QUE A MAIORIA ESTA SENTINDO, E ISTO NÃO SOU EU QUEM DIGO E SIM AS PESQUISAS QUE A MIDIA MESMO SENDO CONTRA NÃO TEM COMO NÃO MOSTRAR . VIVA O BRASIL VIVA LUIZ INACIO LULA DA SILVA NOSSO PRESIDENTE. ESPERO QUE A CRISE QUE VOCES TANTO FALAM CONTINUE SÓ COM VOCES FASSAM BOM PROVEITO HE.. HE.. HE.. O POVIN SO!!!

  • 22 Isaleti Mari // out 22, 2008 at 1:56 PM

    O Paulo -Que pena Pouso Alegre cresceu até agora, mas a partir de 2009 vamos ter uma noticia boa, Pouso Alegre vai andar para trás,pois lá o PT ganhou.
    Por isso ânimo meu amigo, ao menos vai parar no tempo e aí não dará tempo de varginha ficar ainda mais para trás.

  • 23 Cont(ato) // out 22, 2008 at 9:11 AM

    Andorinha, não se apavore. Seu emprego vai chegar.

  • 24 Cont(ato) // out 22, 2008 at 9:10 AM

    Andorinha, não apavore. Seu emprego via chegar.

  • 25 Peso Pesado // out 22, 2008 at 8:50 AM

    Brasil será um dos países latinos mais afetados com turbulência, diz estudo

    O Brasil deverá ser um dos países da América Latina mais afetados pela crise financeira global.

    É o que indica um estudo feito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que sustenta que os argumentos atribuídos como “blindagem” contra a crise utilizados pelo governo são falsos, como a menor dependência dos EUA na exportação, o elevado nível de reservas internacionais e o dinamismo da absorção interna.

    Para o economista Reinaldo Gonçalves, essa blindagem contra a crise é de “papel crepom” em razão da vulnerabilidade externa e de erros de estratégia e de política econômica do governo Lula. Apesar da redução da parcela de exportações para os EUA, o Brasil aumentou a dependência comercial de países como China e México, que mantêm laços fundamentais com a economia norte-americana. Outro erro do governo, segundo Gonçalves, foi ter permitido “um dos maiores desalinhamentos cambiais da América Latina”.

  • 26 Peso Pesado // out 22, 2008 at 8:33 AM

    Siderúrgicas param 20% dos fornos
    18/10/2008 – Folha de S. Paulo
    Pelo menos 20% dos altos-fornos de siderúrgicas de ferro-gusa de Minas Gerais já foram desligados em conseqüência da crise mundial.
    Siderúrgicas instaladas no Pará também estão parando as atividades e dando férias coletivas aos funcionários por falta de encomendas dos Estados Unidos. O ferro-gusa é matéria-prima na produção do aço.
    O Estado de Minas Gerais responde por mais de 60% da produção nacional. O Brasil é o principal exportador de ferro-gusa do mundo e tem os Estados Unidos como o principal mercado. O país consome cerca de 70% das exportações brasileiras. Há reflexos da crise também no mercado asiático.
    Segundo Paulino Cícero, presidente do Sindicato das Indústrias de Ferro de Minas Gerais, metade da produção mineira de ferro-gusa é exportada.
    A crise no setor começou com a queda dos preços do produto em 21,7%. Em julho, a tonelada do ferro-gusa estava cotada a US$ 830 e hoje não passa de US$ 650, segundo nota do sindicato.
    “Muitas empresas mantêm os fornos abafados, aguardando eventualmente a recuperação do mercado comprador”, disse Cícero.
    Segundo avaliação feita pelo sindicato, 20 altos-fornos foram desligados desde o início de setembro em Minas Gerais.
    As 11 siderúrgicas instaladas no distrito industrial de Marabá, no Pará, também acusaram o efeito da crise. A Usimar e a Sidenorte estão em processo de paralisação de seus altos-fornos, enquanto as demais reduziram a produção.

  • 27 Peso Pesado // out 22, 2008 at 8:15 AM

    A Plascar está em Varginha graças a Aloisio Ribeiro de Almeida e a Aureliano Chaves de Mneonça, que empenharam para que a firma para aqui viesse junto com a FIAT de Betim.
    Chamava-se Plavigor e ara o orgulho da cidade de Varginha, por lá muita gente trabalhou. Era fruto de investidores Holandeses,Franceses,Belgas e Japoneses.
    Eram pessoas que amavam Varginha e quando aqui vieram, como Dr.Lantermo,entre outros facilmente se integraram as familias varginhenses. Lembro-me de uma festa junina realizada numa casa de gente humilde ali perto do centro da cidade.
    Portanto, seria bom que os atuais diretores da Plascar, aprendessem mais sobre a história da própria empresa e que aprendessem também que a tradição manda que todas as pessoas da comunidade tenham igualdade de pensamento e de oportunidades.
    Quando aprenderem sobre essa história iniciada nos anos 70 saberão que a empresa através de seus empregados estão muito acima das ordens de seus diretores, que apenas estão no seu comando, mas que mais cedo ou mais tarde ,também partem .Afinal ninguém é insubstituível principalmente nos dias de hoje, onde qualquer um faz curso de MBA,Pós, etc,etc, até por correspondência isso pode ser feito, mas saber estar acima das próprias vaidades, ainda não inventaram esse curso.

  • 28 Paola Diniz // out 22, 2008 at 6:09 AM

    ô Madeira, tem alguém usnado meu nome pra colocar comentários no blog… O comentário do Jorge do Emprego não fui eu quem coloquei e tá com meu nome… Isso é crime de falsidade ideológica…. Verifique por favor…

  • 29 Paulo // out 22, 2008 at 5:48 AM

    Enquanto isso Pouso Alegre é a cidade que mais gerou e gera empregos no sul de minas. Só a recém inaugurada TIGRE são 350 ( mais 250 em 2009), a YOKI 300.

  • 30 andorinha // out 22, 2008 at 3:15 AM

    Não se preocupem,no ano que vem,quando corujinha começar a trabalhar,as 30 empresas que ele conseguiu,vai dar oportunidade de trabalho para todos.Ele mesmo terá muito o que fazer!e como!Afinal,PT,é o partido dos trabalhadores.

  • 31 José Carlos // out 21, 2008 at 10:05 PM

    Já ouvimos este ditado ” Cuidado com andas pois te direis quem é “. É triste mas é verdade este Homero é da CUT e também do PT, a empresa Plascar seus adminstradores e seus funcionários foram envolvidos neste episódio lamentável que aconteceu nas Eleições em Varginha, não somente a Plascar certamente outras empresas também estiveram envolvidas e o alvo era somente os votos de seus funcionários, pergunta-se porque a Justiça Eleitoral não fez nada coibindo tal atitude dos adminstradores, foi compra de voto certamente.
    Assim como a Samsung, outras empresas que iriam fechar as portas na cidade deixaram de fazer isto antes do pleito eleitoral para não ofuscar a adminstração que termina nos próximos dias, é de causar vergonha, parece que nem estamos numa democracia e sim numa ditadura dos anos passados, nem é bom lembrar. Nós ainda somos intimidados para o bem estar de pessoas que usam deste expediente para se dar bem e ficarem numa boa.

  • 32 que bom // out 21, 2008 at 7:44 PM

    Eu acho que a greve dos bancarios tem um dedo do governo. Se todos fossem correndo ao BB e Caixa retirando seus bens, quebrariam os bancos,a greve evitou isso, só caixa eletronico que voce so tira mil reais.Pense nisso……………….

  • 33 luiz // out 21, 2008 at 7:17 PM

    OU MELHOR !!!.O PESSIMISMO É O CONSSOLO DOS DERROTADOS

  • 34 luiz // out 21, 2008 at 7:09 PM

    AHHHHHH ESQUECI !!!.HE…HE..HE..HE

  • 35 luiz // out 21, 2008 at 7:08 PM

    O PESSIMISMO É A ARMA DOS DERROTADOS.

  • 36 Paola Diniz // out 21, 2008 at 3:47 PM

    O Jorge dos empregos tá com o dele garantido.
    Pois afinal quem foi a chefe de campanha do PT????
    Um biscoito amanhecido para quem disser Paula Andréa.

  • 37 Paola Diniz // out 21, 2008 at 3:23 PM

    Se a moda pega heim!!! A Plascar deverá manter os empregados eternamente porque forma ameaçados de demissão caso não votassem no candidato da Prefeitura e os servidores da prória Prefeitura deverão ser todos demitidos porque não queriam votar no candidato do Prefeito e foram todos ameaçados tb, aliás teve até de decretar “ponto facultativo” para viajarem e não votarem em massa no adversário… Isso é O PT….Par tido dos “trabalhadores” sob ameaça…

  • 38 Cont(ato) // out 21, 2008 at 1:46 PM

    Imagine Zito, na época das gestões passadas, hem?

  • 39 Zito // out 21, 2008 at 12:34 PM

    São os frutos de 8 anos do PT!!!

  • 40 Peso Pesado // out 21, 2008 at 10:03 AM

    UAI cumpadi Madeira, não entendi o que disse a Cumadi CUT:
    Homero acusa empresas de perseguir os trabalhadores que se manifestam contra o empregado. “Em alguns casos, são demitidos”, afirma.
    O amigo poderia explicar melhor,pois assim tá dificil de entender o sentido da frase.

  • 41 Peso Pesado // out 21, 2008 at 7:42 AM

    O Manezada será que alguém levava a sério essa Sansung.
    Se na China a crise já chegou e lá o salário como diria Professor Raimundo ÓÓÓ.
    Imagina se aqui a marolinha de lula não ia fazer cosquinha.
    Leia como a CRISE PEGOU PESADO NA CHINA e ainda tem gente em Varginha que acha que vive em outro mundo.
    Leia e reflita ,pois voces são formadores de opinião:
    A agência de notícias oficial da China, Xinhua, liberou na semana passada um informe de teor alarmante:

    Em 2008, 3.631 exportadores de brinquedos chineses (52,7% das empresas do setor) fecharam as portas.

    São três as principais causas da bancarrota: custos de produção elevados, aumentos de salários de funcionários e a valorização do yuan, a moeda da China.

    O recrudescimento da crise nos EUA e na Europa reforçou o negrume de um cenário que já era trevoso.

    A ultima companhia a abrir falência foi a Smart Union Group. Dava emprego a 7.000 mil chineses. Fornecia brinquedos para daus gigantes americanas: a Mattel e a Hasbro.

    A Smart Union operava na província de Guangdong, no Sul da China, fronteira com Hong Kong. Uma região apelidada de “fábrica do mundo”.

    A turbulência financeira iniciada nos EUA e irradiada para o resto mundo está encolhendo o vistoso parque industrial da “fábrica do mundo.”

    Foi ali, em Guangdong, que a China deu, há 30 anos, os primeiros passos rumo ao capitalismo, distanciando-se do comunismo clássico.

    A maioria das fábricas de brinquedo da China está assentada nessa província, convertida em laboratório das reformas econômicas encetadas pelo governo chinês.

    Empresas de Hong Kong, Taiwan, EUA e Europa acorreram a Guangdong, atraídas pelos baixos custos de produção.

    Passou-se a produzir na região de tênis e roupas íntimas a laptops e iPods. O cenário de prosperidade era turvado na última sexta-feira por manifestações de empregados demitidos da Smart Union Group.

  • 42 Peso Pesado // out 21, 2008 at 6:03 AM

    Uai não dá para entender não sô, tinha um candidato a vereador que afirmava ter conseguido 12.000 empregos e agora essa noticia .
    É Varginha nunca mais será a mesma..

Deixe um Comentário