Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Bom atendimento

outubro 24th, 2008 · 24 Comentários

Leitora elogia o atendimento na enfermagem do Hospital Municipal Bom Pastor. Ela disse que nem no Humanitas, onde precisou ser atendida, foi tão bem atendida. “Problemas na saúde realmente existem, acho que é a área mais crítica no Município, e mesmo com as deficiências do setor elas conseguem atender a todos com cara boa e de maneira eficiente”, disse.

Tags: Você repórter

24 Respostas Até Agora ↓

  • 1 eu // out 28, 2008 at 5:04 AM

    Fui muito bem atendida nos Laboratório Municipal, porém não posso dizer a mesma coisa do Hospital Regional, cheguei 15:30 para fazer mamografia e sai as 16:35 sem fazer, a funcionária disse que marcam várias pessoas no mesmo horário, estranho marcam várias pessoas no mesmo horário e só tem um aparelho, fiz uma reclamação por escrito para o diretor do hospital, isto foi no dia 10 de outubro o mesmo não me respondeu até hoje pelo visto o mal atendimento vem de cima

  • 2 mytchioshi // out 27, 2008 at 12:26 PM

    REUNIÃO IPSEMG
    Câmaras Regionais se reúnem com Diretoria do IPSEMG e discutem melhorias para o interior

    No dia 21 de outubro de 2008 os membros das Câmaras Regionais do Conselho de Beneficiários de todo o estado estiveram reunidos junto à Direção do IPSEMG para discutir os problemas e as melhorias do Instituto no interior.
    Além dos membros das Câmaras, estavam presentes o Presidente do Conselho de Beneficiários do IPSEMG, Geraldo Henrique, o membro do Conselho em Belo Horizonte, Robert, o Diretor Administrativo do SINDPÚBLICOS – MG, Cláudio Utsch, o Diretor de Saúde do IPSEMG, Dr. Roberto Fonseca, além do Vice-Presidente, Paulo Nunes e o Superintende de Interiorização, Eduardo Souza.
    Ao abrir a reunião, Dr. Roberto começou falando das novidades que vêm sendo implementadas no IPSEMG, como o lançamento do programa de promoção da saúde, que tem como principal foco a prevenção de diabetes, hipertensão, obesidade, doenças psíquicas (como stress) e diagnóstico de câncer. De acordo com o Diretor de Saúde, esse projeto será interiorizado na próxima semana e abrangerá todo o estado.
    Além disso, na próxima semana, o CODEI (Conselho Deliberativo do IPSEMG) irá se reunir para aprovar o novo valor de consulta, que será de R$ 35,00 (trinta e cinco reais). Todos concordaram que com esse novo valor, o IPSEMG passa a ser mais competitivo e conseguirá credenciar mais profissionais.
    Eduardo iniciou sua fala dizendo que o IPSEMG avançou em três pontos:
    • racionalização dos processos de autorização, ou seja, onde não há médico para autorizar exames e procedimentos, autoriza-se por e-mail em até 24 horas;
    • agilização de pagamentos – hoje o IPSEMG paga todos no tempo acordado. Quando há algum atraso é porque o faturamento do credenciado atrasou, ou por falta de documentação. Os pagamentos que tínhamos atrasados estão todos sendo regularizados,
    • e o aumento dos credenciamentos, que vem crescendo a cada dia e a tendência é só melhorar.
    Após essas e outras explanações, inclusive com notícias de alguns credenciamentos em algumas cidades, Dr. Roberto abriu a fala para os presentes para que cada um pudesse expor os problemas de suas regiões.

    GOVERNADOR VALADARES

    Geraldo representou Luzielson de Governador Valadares, pois o mesmo não pôde vir a Belo Horizonte. Foi questionada a questão do pagamento atrasado ao Hospital São Vicente, que por causa disso não estava atendendo. Dr. Paulo disse que já estavam regularizando e que o atraso aconteceu por erro do Hospital no envio do processo para pagamento. Com relação ao Hospital de Olhos, o Vice-presidente disse que já efetuaram quase todo o pagamento da dívida, e que o restante que falta será pago na próxima semana. Dessa forma, além de voltar a atender, irão credenciar também o Hospital Nossa Senhora das Graças, que é do mesmo dono.

    DIVINÓPOLIS

    Representando Divinópolis estava Marilda, diretora do SINDUTE-MG, substituindo Catarina, coordenadora da Câmara, que não pôde comparecer. Segundo ela, o grande problema naquela cidade é a falta de médicos especialistas e de um hospital para atender a demanda. Dr. Roberto disse que irá pessoalmente em Divinópolis e conversará com o pessoal do Hospital São Judas Tadeu para tentar o credenciamento. Com relação aos médicos especialistas, o Diretor de Saúde disse que qualquer beneficiário pode procurar um médico que queira se credenciar e encaminhar a documentação para o IPSEMG, que o processo ficará pronto em 02 dias.

    TEÓFILO OTONI

    A coordenadora da Câmara de Teófilo Otoni, Geane, disse que os médicos do Hospital Santa Rosária não querem atender os usuários do IPSEMG. Geane pediu que Dr. Roberto fosse até o Hospital e se reunisse com os médicos, colocando as mudanças que vêm ocorrendo no Instituto. Houve também reclamações com relação a médicos especialistas e Dr. Roberto disse a ela que a documentação para credenciamento pode ser enviada direto para Belo Horizonte, sem precisar passar pela Agência Regional, dessa forma o processo será agilizado.

    POÇOS DE CALDAS

    Ana Cristina, coordenadora da Câmara em Poços de Caldas, disse que o atendimento é bom, mas não há pediatra na cidade. Dr. Roberto disse que irá providenciar um para se credenciar. Ana disse que o atendimento em Poços tem melhorado bastante, houve aumento de clínicas credenciadas e do corpo clínico do hospital. Porém, é preciso aumentar o teto do hospital e das clínicas. Dr. Eduardo disse que o hospital precisa regularizar a documentação para que o teto seja elevado. Com relação às clínicas, esse aumento já está sendo providenciado.

    MONTES CLAROS

    O coordenador da Câmara de Montes Claros, Edson, disse que o atendimento na cidade também é bom, com 03 bons hospitais credenciados e atendendo normalmente. O que estão aguardando agora é a reforma da agência regional.

    PATOS DE MINAS

    O representante da Câmara de Patos de Minas trouxe a denúncia de que o hospital Nossa Senhora de Fátima cobra para que o usuário possa ser atendido no pronto socorro, isso sendo credenciado ao IPSEMG. Dr. Roberto pediu para que os usuários juntem provas, como notas fiscais, e enviem para o Instituto para que possam tomar providências. Isso é um absurdo e não pode acontecer. Com relação ao pedido de mais servidores para a Agência Regional, o Diretor de Saúde disse para a Câmara fiscalizar o trabalho realizado por lá, como número de consultas marcadas diariamente, etc, para saber se é necessário mesmo mais servidores, pois isso gera custos ao IPSEMG que poderiam ser usados com outros procedimentos. Com relação a exames, na cidade os usuários só conseguem os básicos. É preciso conseguir mais clínicas para se credenciarem e Dr. Roberto recomendou o mesmo procedimento: o próprio beneficiário pode contatar as clínicas e médicos e enviar a documentação para credenciamento direto para Belo Horizonte.

    POUSO ALEGRE

    Wilson, Coordenador em Pouso Alegre, disse que o grande problema da cidade é o monopólio da UNIMED. Porém agora acredita que com o aumento do valor da consulta poderão conseguir muitos credenciamentos. O hospital Renascentista já está com a documentação pronta para o credenciamento que deve acontecer nos próximos dias.

    UBERLÂNDIA

    A grande necessidade de Uberlândia é o credenciamento de um hospital. Welington, coordenador da Câmara regional e Cláudio, que esteve na cidade, colocaram todos os problemas existentes hoje na cidade. Dr. Roberto disse que o contrato com o Hospital MADRECOR está na procuradoria do IPSEMG, quase pronto para ser liberado. Assim que liberar, o hospital deve enviar a documentação e o credenciamento finalmente acontecerá. Haverá, dentro do hospital, um funcionário do IPSEMG que irá ajudar no faturamento, além de orientar os usuários do Instituto. Welington pediu ainda que aumentem o teto da clínica MEDCOR e Dr. Roberto disse que é só formalizar o pedido que será feito. Com relação a servidores, Dr. Eduardo disse que o processo está em fase de finalização e dois novos funcionário estão sendo encaminhados para Uberlândia.

    PROCURA DIRETA

    Dr. Roberto disse que 90% do interior já está informatizado e muitas cidades já vêm utilizando o cartão magnético. A intenção do IPSEMG agora é autorizar a procura direta, ou seja, ao invés de recorrer à agência para marcar uma consulta, o usuário ligará diretamente para o médico credenciado, marcará a consulta e no próprio consultório passará o cartão magnético do IPSEMG. Quando isso acontecer, as agências regionais que não são ambulatoriais não precisarão mais funcionar, resolvendo o problema da falta de servidores, e conseqüentemente das filas de espera e de dias perdidos de trabalho para marcações.

    Houve ainda discussões em torno de outras cidades e suas regiões, como VARGINHA e UBERABA. Em Varginha providências serão tomadas para regularizar o atendimento que é muito precário. Já Uberaba vem melhorando e ficará ainda melhor com o aumento do valor da consulta.

  • 3 Cont(ato) // out 27, 2008 at 8:23 AM

    Saulo, alguém está escrevendo por mim, o cont(ato). Nã0 fui eu quem escreveu pra você . Nota-se quem me conhece quando escrevo ao blog, nunca abrevio nenhuma palavra. Não sou rato de internet pra escrever assim. Portanto, repito, ” Saulo, vc não tem o que fazer não? Eu escreveria: “Saulo, você não tem o que fazer? Não me confundam com outra pessoa!!

  • 4 Cont( ato ) // out 27, 2008 at 5:53 AM

    Saulo, vc não tem o que fazer não ?

  • 5 Pedreiro // out 27, 2008 at 5:24 AM

    Também tenho familiares se tratando na Oncologia do Hospital Bom Pastor , agradeço honestamente todas as pessoas que trabalham neste departamento , desde o simples faxineiro ao mais qualificado médico , todos merecem meu agradecimento e admiração , mesmo que alguns blogueiros falem que estam sendo pagos para isso , mas educação e respeito aos doentes ajuda 100% nas dificuldaes do tratamento , por isso muito obrigado e continuem trabalhando da mesma forma ou melhor . Espero que o Corijinha sendo da saúde possa tornar todos os departamentos e áreas de saúde tomando vcs como exemplo .

  • 6 Escoteiro-VGA. // out 27, 2008 at 4:50 AM

    Hahahahahahaaha,Kakakakakakaka,Rsrsrsrsrsr.
    Gargalhadas, muitas e muitas gargalhadas, risos e muitos risos e muitas risadas mesmo.
    Pois até parece que estou cagando de medo de alguem descobrir quem sou eu.

  • 7 Aretusa Peres // out 26, 2008 at 10:03 AM

    Gostaria de parabenizar o atendimento do Centro de Oncologia de Varginha. Mesmo morando em outro país, onde acreditamos que temos um atendimento de primeira, posso dizer que o Centro de Oncologia de Varginha deveria servir de exemplo a outros paises. Pude assistir a isto quando minha mae teve toda a assistência ao tratamento de cancer, inclusive esperando em casa para fazer radioterapia ou quimioterapia se a espera fosse demasiada em favor de outros que vem de cidades proximas e tivessem de serem atendidos primeiros pois estes teriam de retornar a sua cidade, o que é justificado como o justo. Aqui, nos USA, a situação é completamente diferente. Voce é etratado como um “paciente” e não ser humano, ou seja os médicos daqui não se integram com o paciente e sim com a doença, em palavras são muito francos. Nós temos altos e baixos e dependendo disto uns ou outros teriam de serem tratados de maneira distintas mas não diferenciadas, ja que sentimentos e comportamentos variam de pessoas em pessoas. Aqui quando diagnosticada na fase terminal estes pacientes sao enviados pra casa para que possam resolver problemas burocráticos, bizarro, nao! E não se esqueca da conta que virá logo, se seu plano de saude não cobre todas as despesas. Ma algo bom posso dizer que temos aqui e que talvez no Brasil ainda está engatinhando, ou seja, as pesquisas, as quais sao sérias e com grande apoio financeiro e participante das pessoas.
    Finalizando, orgulho se ser Varginhense e de ter em Varginha um Centro de Oncologia de primeira qualidade, deixando os parabéns e agradecimentos ao trabalho realizado a toda a equipe, médicos, funcionários e não se esquecendo dos voluntarios que fazem deste Centro um lugar mais humano e tratando todos pacientes com ternura, educação e paciência, principalmente. O meu muito obrigado a vocês!!!

  • 8 juca pitanga // out 26, 2008 at 5:07 AM

    Em se falando de saúde;
    A UNIMÁFIA continua cerceando os médicos de fazerem convênios com empresas e entidades de classe e planos de saúde que não seja o dela mesmo.
    Isto é o CARTEL, mais perverso da cidade, pois atinge o indivíduo no momento em que ele está mais fragilizado.
    ABAIXO A UNIMÁFIA.

  • 9 ALGUEM 02 // out 24, 2008 at 6:34 PM

    SAÚDE, um direito de todos! Hoje para mim foi um dia de muita alegria ao ler este artigo e depoimentos. Parabéns a todos voces.
    O que esta atrapalhando a Saúde, em Varginha, é a administração. Madeira, abra um espaço somente para a saúde. Isto ajudara a todos.

  • 10 andorinha // out 24, 2008 at 5:02 PM

    Almeida,é inacreditável!Como pode!O prefeito quando aparece,só diz quer tá tudo bem.Que a cidade nunca esteve tão bem.Na campanha eleitoral ele não saia da tv.Como disse Odair José,”cadê vc,que nunca mais apareceu aqui,que não voltou prá mim fazer feliz,e nem ligou”,e também não pagou.Eu sabia,nós vamos arcar com as despezas desta campanha.

  • 11 Saulo José Oliveira // out 24, 2008 at 4:50 PM

    Este blog é uma beleza, pois alguns colaboradores dão palpite sobre todo e qualquer assunto, daí dá pra sacar quem são os autores , pois eles mesmos se entregam em suas considerações e criticas.
    o Escoteiro VGA por exemplo penso que já sei quem é.
    Hehehehehe.
    Ah quando eu tiver certeza!!!!!!!!!!!!

  • 12 Escoteiro-VGA. // out 24, 2008 at 1:31 PM

    As rádios aqui de Varginha devería ter um proglama em um horário nóbre com o seguinte titulo (COLOCANDO A BOCA NO TRAMBONE), ai sim, nestes casos conforme foi citado que os funcionários estão trabalhando sem receber a dois meses, alguem iria la e colocava a boca no trombone.
    ODAIR da Rádio Comunitária Princesa do Sul, que sabe você monta este proglama ai na sua Rádio, quem sabe da certo e você acaba ficando famoso hem, senhor ODAIR?

  • 13 Escoteiro-VGA. // out 24, 2008 at 1:26 PM

    Ameida, se isto for verdade, pode virar caso de Polícia, trabalhar sem material tudo bem mais trabalhar sem receber ai é BRINCADEIRA NÉ.

  • 14 george // out 24, 2008 at 11:24 AM

    concordo à respeito do bom atendimento…sofri um acidente e precisei fazer varias viagens,usei durante algum tempo varios remedios,precisei ser atendimento em casa e fui muito bem tratado pela equipe do PAD (são ótimos),tudo isso sem gastar um centavo..agradeço a todos da saude.
    concordo tambem que se levarmos uma boneca ao pronto socorro,é bem provavel que o plantonista receite BEZETACIL sem mesmo olhar na cara da “criança”.

  • 15 Eduardo // out 24, 2008 at 11:22 AM

    Maravilhoso. Comungo com a maioria das colocações acima, pois faço uso de medicamentos contínuos e sempre os tenho de graça. Os problemas da saúde em Varginha são” pontuais”, portanto temos que atacá-los diretamente.

  • 16 Almeida // out 24, 2008 at 10:39 AM

    Os funcionários públicos municipais que trabalham na saúde além de trabalhar sem material, ainda trabalham sem receber salário. Fazem dois meses que eles não vêem a cor do dinheiro.

  • 17 Maria G. M. // out 24, 2008 at 10:08 AM

    Também não reclamo do atendimento, embora haja um certo doutor que, se entregarem um boneco em lugar de uma criança, ele não notará a diferença, ou melhor atenderá e receitará assim mesmo. Melhor assim. rsrsr

    Porém o Escoteiro mais uma vez tem razão. Não é nada fácil administrar as verbas públicas, pois muitas são as exigências e, se assim não fosse, correríamos o risco dele ser desviado ou mal aplicado.
    Resta então buscar a eficiência.
    Se a burocracia é árdua, urge adiantar-se aos fatos, fazer previsões, avaliar o já feito…
    Isso se chama competência.

  • 18 luiz rodrigo // out 24, 2008 at 7:31 AM

    aproveitando a oportunidade gostaria de agradecer a equipe do hospital bom pastor onde minha mãe passou por uma cirurgia,o tratamento os funcionários para com os pacientes,não perdem em nada para o do humanitas.excluo desse elogio apenas um dos porteiro do pronto socorro esse sim deveria ser demitido pois trata as pessoas como cão uma vez que quem vai até lá é porque está com um problema muito grave.

  • 19 Heldrick // out 24, 2008 at 7:19 AM

    cadê os chorões?

  • 20 Tatiana // out 24, 2008 at 7:15 AM

    Eu também só tenho que agradecer aos funcionários do Hospital Bom Pastor, pois sempre que precisei fui muito bem atendida. Há quatro meses, meu pai teve de fazer tratamento na oncologia e foi muito bem atendido, recebeu muito mais que atendimento adequado, foi tratado com respeito e dignidade por todos. Aqui fica o meu agradecimento ao Dr. Rodrigo da Oncologia e a todos que se mostraram muito mais que profissionais: Humanos!!

  • 21 Leitor // out 24, 2008 at 6:59 AM

    Ainda acho que a área de saúde deixa a desejar em vários aspectos, mas não desvalorizo o mérito de muitos profissionais que se esforçam.
    A área administrativa realmente é a que demanda maior empenho… existem burocracias que dificultam muitas coisas.

  • 22 Escoteiro-VGA. // out 24, 2008 at 5:17 AM

    O problema da saúde em Varginha, não esta no atendimento, pois eu e algumas pessoas da minha família e amigos ja foram muito bem atendidos pelos funcionários, tanto do Hospital Regional, quanto do Hospital Bom Pastor, casa saúde e até mesmo no pronto socorro que é um caus direto.
    Os problemas dos nossos Hospitais, pronto socorro e casa saúde, esta na maioria das vezes na parte administrativa, pois as vezes faltam médicos, medicamentos e muitos materias, mas quem tem conhecimento sabe que não é facíl adminstrar tudos isto, e quem tem conhecimento não culpa ninguem, mas sim o processo que as veze é lento por culpa da burroclacia adminstrativa.

  • 23 MARIA // out 24, 2008 at 4:53 AM

    Aproveitando o elogia da leitora ao Hospital Bom Bastor gostaria de deixar aqui meu depoimento. Uma pessoa da minha familia teve que fazer tratamento de cancer no centro de oncologia do Hospital Bom Pastor, o atendimento foi espetacular. Médicos, efermeiros, faxineiros todos muito bem treinados, mas gostaria de ressaltar o brilhante trabalho das psicólogas Mila e Silvana.Voces são de +++++++++.

  • 24 marcelino // out 24, 2008 at 4:50 AM

    Realmente existe deficiências no setor de saúde.São tantas críticas! Mas é justo dizer que onde eu fui procurar atendimento,no caso o caps e a secretaria de saúde,fui muito bem atendido.Os remédios de uso continuo que meu filho nescessita eu recebo todos.E tem medicamentos caros!A equipe do Caps,Dra.Jovana,Aparecida Nefagi,e todos os funcionários,meu reconhecimento aos serviços prestados para as pessoas portadoras de vários distúrbios mentais.As pessoas que criticam,deveriam passar um dia neste centro,para ver o que é trabalhar com as adversidades.A secretaria de saúde no setor de medicamentos,Daniela,Maria Selma e outros que não sei o nome,parabéns pelo atencioso atendimento, e meu muito obrigado.

Deixe um Comentário