Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Piada pronta

setembro 24th, 2008 · 1 Comentário

Qual o nome do prefeito de Baependi, acusado de doar terrenos durante a campanha eleitoral? Cláudio Rollo.

Tags: Pesquisa: Eleições 2008 · Política

1 Resposta Até Agora ↓

  • 1 Ferdinando da Gota // set 25, 2008 at 12:11 AM

    DEU NO BLOG DO JOSIAS

    Barrada candidatura de petista favorito no Recife
    O juiz Nilson Guerra Nery, da 8ª Zona Eleitoral do Recife, provocou um terremoto político na cidade.

    A escassos 12 dias do primeiro turno, o magistrado impugnou a candidatura a prefeito de João da Costa (PT), na foto.

    Vem a ser o favorito na disputada. No último Datafolha, de 18 setembro, cravara 48% das intenções de voto.

    Empurrado por gravações de apoio de Lula e pelo suporte do governador Eduardo Campos (PSB) e do prefeito João Paulo (PT), Costa subira 11 pontos em um mês.

    Deixara para trás o ex-líder nas pesquisas, Mendonça Filho (DEM), a quem o Datafolha atribuíra 24%.

    Nos últimos dias de agosto, a candidatura de João da Costa havia sido abalroada pela denúncia de uso ilegal da máquina da prefeitura do Recife.

    Denúncia ratificada por laudos da Polícia Federal, encampada pelo Ministério Público Eleitoral e ratificada agora pelo juiz Nilson Guerra.

    Eis o coração da encrenca: funcionários graduados da secretaria de Educação da prefeitura enviaram e-mails convocando servidores para atos da campanha do PT.

    Coisa registrada em computadores da secretaria, apreendidos e periciados pela PF. Eis o que diz Andréa Nunes Padilha, a promotora que se ocupa do caso:

    “Os laudos comprovam, sem sombra de dúvidas, o uso da máquina pública pelos servidores detentores de cargos comissionados da Secretaria de Educação.”

    Ouça-se agora o juiz Nilson Guerra: “Os servidores fizeram da Secretaria de Educação uma sucursal do Ponto 13”. Referência ao número que identifica o PT na eleição.

    Além de impugnar a candidatura de João da Costa, o juiz condenou-o a três anos de inelegibilidade.

    O petismo irá recorrer ao TRE de Pernambuco. Seja qual for o resultado, a pendenga vai morrer nos escaninhos do TSE, em Brasília.

    Resta agora saber se a Justiça Eleitoral, sempre tão permissiva, vai ter peito de excluir da disputa um candidato favorito.

Deixe um Comentário