Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

ONU

maio 12th, 2008 · 2 Comentários

A pacata cidade de Carmo de Minas recebe, essa semana, uma delegação da ONU, BNDES e Banco do Brasil. Os executivos vão conhecer as lavouras e a cooperativa de cafeicultores. A idéia é destinar linhas de financiamento para os fazendeiros que produzem cafés de qualidade e usam mão-de-obra qualificada, com carteira assinada e benefícios previstos em lei aos trabalhadores.

Tags: Economia

2 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Whisk Zito // maio 13, 2008 at 6:59 PM

    Gostei do comentário do Tomante. Isso quê falou na moderna literatura chama-se “fair trade”, que literalmente traduzindo significa “comério justo”.
    Em outras palavras o mundo desenvolvido quer comprar produtos e serviços nacionais, mas querem ter certeza de que os direitos são respeitados. Os consumidores mundiais, BOICOTAM produtos, quando sabem que neles têve mão de obra infantil,gente sem carteira assinada, falcatruas diversas e até grupos que tenham apoiado politicos corruptos.
    Em contrapartida nosso povo, vive comprando porcarias importadas de países que não tem o minimo de respeito humano

    RESPEITAR E PRATICAR O JUSTO COMÉRCIO DEVE COMEÇAR URGENTE, ISSO DEVE SER ENSINADO DESDE A INFÂNCIA PELAS ESCOLAS,IGREJAS E ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS SÉRIAS.

    Um bom exemplo é do Guaraná Antarctica que tem a APL na Amazônia, onde indios produzem artesanalmente e melhoram suas vidas , praticando uomércio justo e sustentável.

  • 2 Alencar Tomante // maio 13, 2008 at 11:50 AM

    O Brasil vive um problema cultural antigo,grave e podemos chamar assim de economia de palito em banquete de caviar. Que quero dizer com isso.
    Com a máxima de querer levar vantagem em tudo certo!
    Muitos brasileiros, principalmente os fazendeiros antigos, como outros empregadores, tinham e muitos ainda o tem a ignorante prática de não assinar carteira de seus trabalhadores.
    ISSO É PROVA DE PURA IGNORÂNCIA, Pois qualquer criança que hoje estuda em boas escolas tanto privadas como públicas, sabe que praticamente e principalmente para o meio rural essa assinatura tem custo zero, como sempre têve.
    Se fizermos uma análise, chegaremos a um dado estarrecedor. Um pequeno escritório de engenharia paga anualmente muito mais impostos do que a maioria das fazendas do Brasil.
    Portanto assinar carteira é uma obrigação e mais que isso é um ato de cultura,melhor dizendo de mudança cultural. Quem paga os encargos é a sociedade.
    O que precisa nessse país é simplificar a informação, torna-la acessível a todos ,reduzir drasticamente o número de leis,portarias,instruções e outras amarras que só fazem as pessoas perderem tempo,paciência e dinheiro.DESCARTORIZAR o PROGRESSO.
    DESPRIVILEGIAR OS ACOMODADOS DE PLANTÃO E DESENRAIZAR os PESSEMISTAS que utilizam da imposição do mêdo para impedir que o povo cresça e consiga ser EMPREENDEDOR de verdade. Dividir a riqueza de um país é fazer como a Coréia fêz . INVESTIR 25% DO PIB em educação durante duas décadas.
    A MUDANÇA SÓ OCORRERÁ QUANDO TODOS AJUDAREM A LEVANTAR A AUTO ESTIMA DO POVO. Quando detentores de todos os poderes,sejam publicos ou particulares, retirarem seu PELEGUISMO em favor do próximo.
    A Riqueza e a plenitude deve ser buscada por todos e pregar o contrário ,de que ser pobre eternamente é bom, é discurso antigo,ultrapassado e feito pela ESQUERDA CHANTAGISTA, que depois se apodera de poderes em todas as esferas e aí sim,galga passarelas do DESFRUTE MATERIAL com todo tipo de benesses.
    Portanto buscar o bem espiritual ,mas também o material(condições de acesso a saúde com médicos a vontade,ruas limpas e sinalizadas,carros não poluentes,saldo financeiro no azul,etc) é BÍBLICO está na multiplicação dos talentos e do acesso ao reino.
    CHEGA DE EXPLORAR O POVO E DE FAZE-LOS DE CORDEIROS MEDROSOS,BUSQUEMOS TODOS O CRISTIANISMO DE VERDADE, LUTAI E TE AJUDAREI. DEIXEMOS O POVO SER FELIZ E BUSCAR SUA INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA.
    MENOS ESTADO MAIS POVO.

Deixe um Comentário