Blog do Madeira - Notícias de Varginha - MG

Notícias diárias de Varginha e Sul de Minas – [email protected]

Você repórter: casarão demolido

março 31st, 2008 · 9 Comentários

A foto é de leitor que se identifica como Lente de Aumento. “Mais um imóvel (na Avenida São José) sendo demolido cuja arquitetura é do início do séc. 20 e teve um capitão como morador. A memória arquitetônica de Varginha indo para o ralo”.
casarao_demolido.jpg

Tags: Você repórter

9 Respostas Até Agora ↓

  • 1 Thulyo Paiva // mar 11, 2010 at 12:01 AM

    Essa casa era da minha Familia foi vendida com o Falecimento de minha tia que morava ai.Wanda Rezende!!! Muitas Saudades dela…

    A Familia resolveu vender para o Senhor Sebastião Negli….Se não me engano o nome dele se escrevi assim ….Abraços

  • 2 Cont(ato) // abr 11, 2008 at 2:25 AM

    Só fico pensando no que pensa o Sr. Fernando Prince. Preservando o prédio do Cine Rio Branco ou vendendo para alguma empresa, o que importa? Pague o homem que no meio dessa briga toda, não recebeu nada até hoje. Volto a perguntar: O que ele tem a ver com isso?

  • 3 Varginhense // abr 4, 2008 at 10:26 AM

    Bonito falar, gostoso criticar.
    Mas teria o Estado condições financeiras de indenizar todos proprietários de construções “históricas” para que elas ficassem para a posteridade e sempre conservadas?
    Será que esse é o verdadeiro fim do Estado?

    A modernização da cidade é evidente e os terrenos no centro da cidade tem um valor muito grande, eu prefiro ver a área com 15 pedreiros trabalhando(girando dinheiro) e a posteriori um comércio, consultórios profissionais ou até residência, ao ver uma uma casa caindo aos pedaços.

    Gostaria de ver se o ônus de manter o imóvel “histórico” fosse de algum dos que critica, será que iria manter?

    Varginha está crescendo, seria uma idéia retrograda querer se opor a isso. Campus da Unis, Universidade Federal, Condomínio tecnológico, empresas, cefet e assim vai.

    Varginha cresce!!!

  • 4 Antonio Adilson // abr 1, 2008 at 8:33 PM

    Eu não entendo uma coisa: se estão demolindo imóveis do início do século XX (me disseram que tem um para ser demolido que é do século XIX) por que o Cine Rio Branco não pode ser aproveitado para algo que não seja cinema???
    Segundo soube, a loja que havia comprado o prédio propôs manter a fachada inalterada, o que não foi aceito. Talvez prefiram que fique caindo aos pedaços, o que já está acontecendo.

  • 5 Diego Gazola // abr 1, 2008 at 3:51 PM

    Vou além do comentário de “Lente de aumento”. Além dos proprietários gananciosos e a falta de sensibilidade do poder público e população em geral, o maior vilão na minha opinião são os engenheiros da cidade. Não abrem espaço a arquitetos e constroem verdadeiros “caixotes” sem nenhum valor além do custoXbenefício.

  • 6 Lente de aumento // abr 1, 2008 at 11:49 AM

    Alem deste casarão, a do Sr. Frota perto da praça do Trângulo ja foi pro brejo… todo dia uma casa de estilo arquitetônico anos 30 ou 40 vai abaixo. O problema não é do patrimônio histórico , é dos donos destes imóveis que não estão nem aí… querem construir prédios e mais prédios…

  • 7 franco // abr 1, 2008 at 1:08 AM

    Se fosse só essa demolição.
    Varginha precisa de gente que conheça sua história a fundo,inclusive quem conheça todas as praças,ruelas e becos da cidade.
    No outro blog que o Madeira tinha no Jornal do Sul de Minas, disse há mais de 2 anos que outra obra relevante e histórica da cidade,aliáis duas também estão em ruinas.
    Uma é a belissima e antiguissima construção da Caixa D´agua do Bairro Juriti(Por favor repórteres on line a fotografam enquanto é tempo), que está abandonada e se deteriorando.Lembrando que tal construção era utilizada para abastecer não só a estação local da juriti,mas como também a Maria Fumaça que transportava pessoas e mercadorias de Varginha para Juréia e de Varginha para Cruzeiro,passando por muitas cidades e vilas.
    E como dito a própria estação da Juriti, que também está apenas com pedaços de ferro,sendo que as outras casas literalmente sumiram do local.
    POBRE É O POVO QUE NÃO PRESERVA SUA MEMÓRIA

  • 8 Paulo de Torres // mar 31, 2008 at 3:43 PM

    Onde está aquela turma, na época liderada pela Sonia Terra, que tanto falaram de cultura e patrimônio histórico no caso do Cine Rio Branco ? Chamem “um deles” , por favor. Isso, se acharem, claro.

  • 9 Diego Gazola // mar 31, 2008 at 3:23 PM

    Que absurdo. Quem está em Varginha não se mobilizar para questionar o departamento do Patrimônio Histórico? No que eu puder auxiliar a distância estou a disposição.

Deixe um Comentário