Histórias que ninguém contou: Brincadeira de mau gosto

  

*Por JotaBê

Um sujeito com mil defeitos, fez uma brincadeira de mau gosto com a pessoa errada. Imagine o resultado!
 
Marcionário era sem duvida o chato dos chatos. Era aquela pessoa que causava azia em caminhão de bicarbonato. Tinha todos os defeitos que um ser humano pode ter: Caloteiro, cheio de colocar apelido em todos e impertinente. Ele tinha mais uma qualidade: Serrote.
Clique no título para ler o artigo completo.

festival file agua doce varginha

Num barzinho nas proximidades do Estádio Rubro Negro. Domingo após o jogo do Flamengo e TAC de Tres Pontas,  frequentadores conversavam animadamente sobre a partida. Entre eles estava um viajante que fazia visitas a vários comerciantes da região. Era um homem forte como um touro, estava tranquilo tomando uma cervejinha. Quem estava por ali também, era o Marcionário.
O chato ao saber que o rapaz era vendedor, resolveu fazer uma brincadeira maldosa com ele. Tentando fazer gozação perante aos demais, esperando a reação de risos dos demais, perguntou: Voce faz Machado e Poço fundo? Pensando ele, que estava se tratando de duas cidades que vizitava, respondeu que sim. Houve uma gargalhada geral, quando Marcionário perguntou novamente: quanto voce cobra por cada machado e por metro de poço?
O viajante deu-lhe impetuosa cutucada de cotovelo exatamente no nariz do impertinente. O homem gritou de dor e de raiva, vendo chuviscos coloridos passarem-lhe pelos olhos lacrimejantes. O vendedor completou o serviço dando-lhe um empurrão violento com a parte grossa da mão apoiada na tábua do queixo dele. A mandíbula do miserável estalou secamente. Ele se estendeu no reservado do bar derrubando mesas e cadeiras e por lá ficou. Só quinze minutos depois deu sinal de vida.
A surra que Marcionário levou, serviu de lição. Levantou-se com os cabelos esvoaçados, com a cara inchada e as roupas desalinhadas. Saiu do bar e nunca mais importunou ninguem.

Um comentário em “Histórias que ninguém contou: Brincadeira de mau gosto

  • 17 de abril de 2017 em 12:21 PM
    Permalink

    Tatu, vai jogar bingo meu filho, você não serve para escritor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *