Steammaster

  

Leitores postaram comentários no blog afirmando que a empresa de caldeiras que funciona na sede da antiga CBC pretendia comprar o Cine Rio Branco e reformar o imóvel. Liguei para o diretor da empresa em Varginha, Douglas de Morais. “Posso até ter comentado com alguém que é uma coisa que eu tenho vontade de fazer”. Mas completou informando que, infelizmente, não existe essa hipótese. Primeiro, porque não é o setor em que a empresa atua. E segundo porque, assim como outras empresas, a crise já chegou à Steammaster. Contratos foram cancelados. “Mas nada que nos obrigue a demitir”, tranqüiliza. A empresa possui 280 funcionários e vende caldeiras para todo o país.

Marcus Madeira

Advogado e jornalista, escreve diariamente a Coluna do Madeira desde 1999. Editor do Jornal Folha de Varginha. Integra a diretoria voluntária da Abraço (Associação Brasileira Comunitária de Prevenção ao Abuso de Drogas) de Varginha. É sócio-representante da Agência de Notícias Argumento, no Sul de Minas. Cruzeirense.

5 comentários em “Steammaster

  • 24 de setembro de 2012 em 2:37 PM
    Permalink

    A Steam Master é a melhor empresa de caldeiras do mundo!!! Trabalhei por quase dois anos na Steam e foram o melhores anos da minha vida profissional. Conheci pessoas maravilhosas e competentes. Aprendi muito com a família Pimenta de Morais e sempre serei grato a todos. Estarei sempre torcendo por vocês.

  • 11 de julho de 2012 em 5:30 PM
    Permalink

    A Steam Master é a melhor empresa de caldeiras do Brasil….

  • 20 de janeiro de 2010 em 2:34 PM
    Permalink

    Sobre a Steam Master, há um erro nas informações. A crise financeira que agravou a situação da empresa não teve origem na crise mundial de 2008 e 2009. Ingerências da família que controla a empresa vem conduzindo a empresa para um processo de insolvência. Todo mundo sabe disso, menos a diretoria da Steam Master que finje desconhecer que eles próprios causam os problemas e não precisam de nenhuma crise externa para falir a empresa. A tempo, quem manda na Steam Master são duas pessoas: Veridiana Moraes Nogueira de Paula e seu marido Valter Nogueira de Paula, os demais são coadjuvantes.

  • 8 de fevereiro de 2009 em 5:15 PM
    Permalink

    Caro Gilberto Barros, como você disse a rotatividade dos colaboradores dentro de uma empresa é normal e saudável, na Steammaster por se tratar de uma empresa de bens de capital, ou seja produz maquinas que serão utilizadas na confecção de outros produtos, logicamente existe uma adaptação normal a demanda que todos sabemos seguia super aquecida em 2008 e nos últimos meses se tornou retraída, logicamente isto causa uma movimentação normal da mão de obra, por outro lado é muito importante ressaltar que o único património da Steammaster que é realmente insubstituível é justamente seus colaboradores, que fazem da Steammaster a melhor fabrica de caldeiras do hemisfério sul, é isto. No mais quero parabenizar mais uma vez pelo blog, e sempre que precisar consulte-nos, isto vale para qualquer cidadão de nossa amada cidade.
    Aproveito também para pedir a todos que quando poderem façam uma visita no site http://www.panoramio.com/user/494469 eu coloco lá alguma fotos minha, de preferência que não tenham nada com caldeiras, porque ninguém é de ferro, as fotos do aviador não foi eu quem tirou, são de um sobrinho meu, que é tenente na aeronáutica rapaz de muito valor, e de quem nós podemos nos orgulhar, abraços

    Douglas.

  • 22 de janeiro de 2009 em 6:45 AM
    Permalink

    ouveram demissões e continuarão tendo dentro da steammaster mais não devido a crise mais sim devido a produtividade, uns saem outros entram e assim caminha, é oque me pareçe ja na visinha flex four esta quebradinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display